Foto: Sérgio T. Gonçalves

Transformo em artigo um comentário do Eymard, uma resposta dada a um jovem casal, sobre onde se hospedar em Paris. Grande conhecedor da capital, Eymard fez um resumo desta dúvida atroz: qual o melhor bairro parisiense?

Não há um lugar melhor para ficar em Paris. Há lugares e interesses.
Pesquise. Pesquise muito. Viaje antes da viagem.

Há os que gostam da região do Étoile – região elegante, próxima do Arco do Triunfo e da avenida Champs Elysées. Há os que gostam do Marais, região movimentada, cheia de pequenos ateliês, bistrôs, gente jovem nas ruas. Ou da Bastille, que anda revigorada, área muito jovem e animada com o seu boulevard Beaumarchais se transformando em encontro dos descolados. Há os que ficam entre a Madeleine e Opéra, um dos centros da gastronomia chic de Paris. Há os apaixonados pela margem esquerda e a famosa Saint Germain, região cheia de bistrôs, restos, charme das antigas. Há os que preferem o Quartier Latin por causa da proximidade do Jardim de Luxemburgo ou da Sorbonne. E ainda há os bairros mais afastados: Montparnasse, bairro tradicional com bons restaurantes e Montmartre, a região da boêmia, dos cabarés e sex-shops. Eu acho (como já vi a Lina também falar aqui) que a região da Torre Eiffel e a de Montparnasse, para um casal jovem, são paradas!

Portanto, se a preferência for a margem esquerda do Sena, eu apostaria em algum lugar entre Saint Germain e Quartier Latin. Se a preferência recair sobre a margem direita, eu apostaria no Marais, na Bastille, na Madeleine/Opéra ou Étoile.

Andem muito em Paris, mas não se esqueçam de escolher um hotel que tenha metrô por perto. Sempre ajuda em momentos de chuva e cansaço total após as longas caminhadas turísticas.

Conheça os apartamentos para alugar em Paris da À La Parisienne, empresa parceira do Conexão Paris para aluguel de apartamentos em Paris.