No início do meu primeiro inverno em Paris, encontrei uma amiga para um café e comentei com ela que eu estava morrendo de frio. Ela me olhou dos pés a cabeça e disse: “Você optou por estar elegante ao invés de estar aquecido”. Ela, por sua vez, estava bem confortável e aquecida mas parecia que tinha enrolado o edredon ao redor do corpo.

Pista de patins no gelo em frente ao Hotel de Ville

A medida que o inverno foi passando fui descobrindo que, sim, é possível estar ao mesmo tempo elegante e aquecido. O segredo é se vestir em camadas – o chamado look cebola – com peças não necessariamente volumosas mas que possuem características isolantes e/ou que guardem o calor do corpo. O look cebola também é importante pois é facilmente adaptável às variações de temperatura ao decorrer do dia: andar na rua, andar de metrô, entrar numa loja, sentar num restaurante, sentar na terrace de um café, tomar um drink num bar, etc. É só ir se desfazendo das camadas até se sentir confortável. Vale lembrar que todos os ambientes fechados têm aquecimento e somando-se isso ao calor gerado pelas pessoas, pode se sentir muito calor.

Algumas dicas do tipo de roupa a se usar, começando da camada mais interna:

. 1ª camada: roupa íntima comum.

. 2ª camada: celouras e camisetas feitas de tecidos tecnólogicos.

A marca japonesa Uniqlo possui uma linha de roupas chamada HEATTECH feitas a partir de uma fibra sintética mesclada a uma proteína do leite. As roupas são leves, macias e confortáveis. O tecido transforma o vapor emitido pelo corpo em calor enquanto que as bolsas de ar existentes entre as suas fibras o retêm. O tecido ainda possui características anti-bacterianas que diminuem os odores desagradáveis causados pelo uso prolongado da roupa.

Uma alternativa brasileira são as camisetas “segunda pele” vendidas em lojas de acessórios para motoqueiros.

. 3ª camada: roupas comuns: camisa/camiseta e calça.

. 4ª camada: suéter ou cardigã de lã ou cachemir (a opção mais quente e macia). Blazer ou paletó de lã.

. 5ª camada: casaco mais pesado.

Alguns tipos de casacos:

Casaco de lã/feltro:

– caban ou pea-coat: casaco curto de origem naval, geralmente preto ou azul marinho, possui abotoamento duplo, pode ou não ter capuz;

– duffel-coat: usado pela Marinha Britânica na Primeira Guerra, sua característica mais marcante são os quatro fechos de corda e madeira (pode ser de chifre ou de plástico mesmo), possui capuz e bolsos frontais, comprimentos variados;

– ¾ (três quartos): o grande clássico, abotoamento simples (mais prático) ou duplo, pode ir até a coxa, joelho ou panturrilha,

Parka: mais informal, geralmente feita de algodão ou algum tecido impermeável, possui forro levemente acolchoado ou em pele (falsa ou real) e capuz também com detalhes em pele, abertura frontal com zíper e botões e cordão ao redor da cintura.

Doudoune: amadas por uns e odiadas por outros, as doudounes são aqueles casacos de nylon super acolchoados, também conhecidos como casacos de ski. Alguns acham que ficam parecendo o boneco da Michelin quando usam uma doudoune mas é inegável que elas são uma das proteções mais efetivas contra o frio.

Existem versões luxuosas e caras feitas por marcas como as francesas Moncler e Pyrenex que, muitas vezes, se associam a famosos estilistas para lançar coleções personalizadas (de tempos em tempos a Pyrenex abre uma pop-up store em Paris com uma dessas coleções). Também famosa por suas doudounes poderosas é marca canadense Canada Goose.

Em qualquer um desses casacos, o capuz é sempre uma boa pedida pois perdemos muito calor pelo topo da cabeça e, quando o capuz não estiver sendo usado, ele aquece a região da nuca e do pescoço.

. 6ª camada: acessórios.

Usar sapatos de solas grossas que isolem o frio que vem do chão (um dos principais motivos dos pés ficarem gelados) ou usar palmilhas isolantes. No Brasil existem palmilhas de lã de carneiro também eficazes para isolar o frio.

Usar meias de cachemir ou feitas de tecido thermolactyl que retem o calor.

Usar cachecóis. Se o ar estiver muito gelado, cobrir o nariz com o cachecol para aquecer o ar respirado.

Usar gorros para evitar a perda de calor pelo topo da cabeça.

Apesar de atrapalharem o manusear de telefones e dinheiro, as luvas são importantes pra dminuir a sensação de frio generalizado. Às vezes podemos dispensá-las e colocar as mãos nos bolsos do casaco. Menos um item pra se perder…

Só lembrando que esse roteiro de camadas é uma sugestão, eu mesmo nunca uso ceroulas. Cada pessoa tem uma tolerância ao frio e às vezes é mais prático usar menos camadas e passar um pouco de frio nas ruas. Ficar com as mãos ocupadas com casacos e suéteres enquanto se faz compras também é um pouco incômodo mas é um mal necessário.

Endereços:

Uniqlo: 17 rue Scribe, 75009

Moncler: 7 rue du Faubourg Saint Honoré, 75001

Pyrenex: 32 rue de Poitou, 75003


OBomBaratodasComprasEmParis_capa_alt380Conheça o guia do Conexão Paris O Bom e o Barato das Compras em Paris, à venda no site Minha Viagem Paris. Escrito pela personal stylist Dione Occhipinti – autora do nosso guia de moda Paris, do Alto Luxo ao Luxo Acessível – ele apresenta marcas econômicas de roupas, sapatos, bijoux, bolsas e malas em Paris, além de brechós, pontas de estoques e outlets.

 

 


França Entre Amigos oferece transfers, traslados e passeios privativos de carro com motorista brasileiro por Paris e pela França.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.