O 2° arrondissement de Paris é um bairro que fica ofuscado entre seus vizinhos ilustres: à oeste, o hypado Marais, à leste o luxuoso 8°, no sul, o elegante 1° ao norte os efervescentes 9° e 10°.

Sem nenhum grande monumento ou atrativo turístico, o 2° arrondissement não faz parte das áreas procuradas pelos turistas. Acaba sendo passagem, mas não destino.

Mas os parisienses o conhecem muito bem. Bairro plebiscitado pelos notívagos com muitos bares, restaurantes e teatros. O 2° é o menor bairro de Paris e um dos mais polimorfos da cidade, com fortes variações sociais. Exatamente por isso, ele é extremamente interessante.

O 2° é conhecido como o bairro das passagens cobertas e dos Grands Boulevards. Bairro da rua Montorgueil, das lojas hypes da Etienne Marcel, dos atacadistas do Sentier. Bairro do Little Japan da rue Sainte Anne e do Museu de Cera.

Nossos endereços favoritos do 2° arrondissement de Paris.

Galerie Vivienne

Galerie Vivienne

. Galerie Vivienne, a passagem coberta mais bonita de Paris. Entre e explore com calma as lojas, tome um vinho nas Caves Legrand & Fils e almoçe no À Priori Thé. A Galerie possui duas entradas: uma pela rue Vivienne e outra pela Rue des Petits Champs, entre rue Vivienne e rue des Petits Pères.

. Passage des Panoramas, outra passagem coberta interessante, com lojas e alguns bons restaurantes. Nós gostamos muito do restaurante que se chama Passage 53 (clique aqui). A entrada é pelo boulevard Montmartre, na frente do Museu de Cera Grévin.

. Passage du Grand Cerf, outra passagem coberta imperdível. Ela liga a rue Dussoubs e a rue Saint Denis.

. Passage Choiseul, liga a rue des Petits Champs e a rue Saint Angustin. Esta é a passagem menos conhecida do bairro. Vale a pena entrar e ver com calma este ambiente que data do início dos século 19.

Clique aqui e conheça nossa visita guiada às passagens cobertas do 2° arrondissement.

Le Grand Rex

Le Grand Rex

. Le Grand Rex acolhe todos os anos mais de um milhão de espectadores. Construido em 1930, o Rex se inspira na famosa Radio City Hall de New York. Ele possui sete salas e oferece cinema, concertos e noitadas animadas por Djs famosos. Um lugar para baladas no centro de Paris. Veja a programação do Rex aqui.  1 boulebard Poissonnière 75002.

. Rue Saint Anne, o Little Japon de Paris. Nesta rua você encontra restaurantes japoneses, mercearias japoneses e supermercados de produtos japoneses. Nosso endereço preferido do Little Japan se encontra aí pertinho. Ele se chama Kunitoya: 5 rue Villedo.

. Pappo Paulin, loja criada em 1946 e entupida de botões, plumas, fitas, linhas, contas, enfeites diversos. Quem gosta de moda, costura, teatro e festas deve visitar a loja, fonte inesgotável de idéias. 47 rue du Caire.

. G Detou, caverna de Ali Baba dos amantes da cozinha. Quem gosta de cozinhar, este é o endereço de Paris. E não podemos deixar de mencionar os vizinhos Mora e La Bovida. 58 rue Tiquetonne.

. Livraria Gourmande. Você gosta de enologia, gastronomia, livros de receitas, belos livros sobre arte culinária? Anote este endereço: Librairie Gourmande, 92 rue Montmartre.

Jardim Vertical

Jardim Vertical. Créditos Noémie Buffault

. Jardim vertical do 2ème, do botanista francês Patrick Blanc. Verdadeiro quadro vivo com mais de 7600 plantas e 720 espécies diferentes. Na esquina da rue d’Aboukir e rue des Petits Carreaux.

. Rue Etienne Marcel e suas lojas de marcas simpáticas. A nossa preferida é o brechó Kiliwatch (leia aqui).

. Brasserie Le Vaudeville, com sua decoração Art Déco, ela representa a brasserie típica parisiense. Bons frutos do mar, excelente carpaccio. 29 rue Vivienne.

. Le Grand Colbert, outra brasserie clássica e muito bonita. Ela se encontra colada à Galerie Vivienne. Vale a pena conhecê-la. 2 rue Vivienne.

. Restaurante gastronômico Drouant, desde 1914 o prêmio literário Goncourt é entregue neste restaurante. O chef Antoine Westermann, grande profissional, soube manter a qualidade e respeitar a tradição. 16 place Gaillon

O 2° é também o bairro de vários bistrôs que surgiram no rastro do movimento chamado bistronomia. Os nossos preferidos são o Saturne e o Frenchie.

Bistrô Saturne

Bistrô Saturne, sempre lotado!

. Saturne (leia aqui), é dos restaurantes mais comentados pela mídia gastronômica. Aberto em 2010 pela dupla Sven Chartier (o chef) e Ewen Lemoigne (o sommelier), ambos com menos de 30 anos. 17 rue Notre-Dame-des-Victoires.

. Frenchie, foi o apelido que o chef Gregory Marchand ganhou nas cozinhas de  Jamie Oliver, em Londres, onde iniciou sua carreira em frente as panelas. De volta a Paris, Greg abriu seu próprio restaurante em 2009 (leia aqui). 5 rue du Nil.

. Experimental Cocktail Club, verdadeiro bar de cocktails dentro da tradição americana. Luzes discretas, muros de tijolos, um dos endereços da noite parisiense. 37 rue Saint Sauveur.

. Le Silencio, club de David Lynch, jovem, djs elétricos. Reservado aos membros até 24h. Depois aberto ao público. Dizem, nunca conferi. 142 rue Montmartre.

Blend, hamburger chic

Blend, hamburger gourmet

. Blend, o hamburger cinco estrelas de Paris (leia aqui). 44 Rue d’Argout.

Por estas e outras, se você já conhece os pontos principais de Paris, nós sugerimos que passe um dia no 2° arrondissement de Paris. Ande com calma e faça o roteiro de acordo com seus interesses. O bairro é pequeno e é fácil conhecê-lo. Veja no google maps o contorno do 2° (clique aqui) e o estude antes de começar a caminhada. Você pode começar pela Opéra, pelo boulevard Montmartre ou pelo sul, pela Galerie Vivienne. Tanto faz.

Divirta-se.

Leia também:


2° arrondissement

O guia do Conexão Paris 5 Roteiros em 4 Dias é ideal tanto para quem está indo pela primeira vez a Paris, quanto para aqueles que já visitaram a cidade e desejam descobrir os segredos dos parisienses. São cinco roteiros exclusivos que podem ser percorridos em, no mínimo, quatro dias. À venda na nossa agência online Minha Viagem Paris, clique aqui.