pratos

A França é, sem dúvida, o país mais gastronômico do mundo. Apesar de ter o tamanho do estado de Minas Gerais, sua variedade culinária é continental.

Cada região tem seus pratos típicos/tradicionais que surgiram há séculos e continuam sendo preparados e servidos até hoje. Muitos deles sofreram influência dos países vizinhos, dos imigrantes, dos habitantes das ex-colônias francesas e das invasões que o país sofreu.

Abaixo selecionamos 10 desses pratos e onde você pode saboreá-los em Paris. Obviamente muitos ficaram de fora – e serão tema para um outro post.

  • Pato

Apesar dos pratos à base de pato – especialmente o magret e o confit de canard  fazerem parte do cardápio da maioria das brasseries parisienses, não podemos deixar de indicar o Tour d’Argent como o melhor local para se degustar essa iguaria.

Filet de caneton rôti aux légumes de Provence

Filet de caneton rôti aux légumes de Provence

Mais do que simplesmente uma refeição, você estará participando de um ritual bem coreografado, com séculos de existência, no restaurante mais antigo e tradicional de Paris (e com uma das vistas mais bonitas da cidade). No final, você recebe um cartão com o número do pato que comeu (a contagem começou em 1582!).

15 quai de la Tournelle, 75005. Para reservar clique aqui.

O restaurante Tour d'Argent

O restaurante Tour d’Argent

  • Steak tartare

Esse é um prato que choca muitas pessoas: carne de vaca crua cortada em micro pedacinhos na ponta da faca (e não moída), cebolas e salsas picadas bem pequenas, pimenta do reino e sal. Tudo isso recebe um ovo cru e azeite de oliva para dar a liga e é temperado com tabasco e molho inglês. Alguns já vêm à mesa com todos os ingredientes misturados; em outras casas, é o cliente que deve fazer o serviço; nos restaurantes mais tradicionais o garçom faz a mistura na frente do cliente.

O clássico tartare de boi. Foto de Leon Brocard

Steak tartare de boi. Foto: Leon Brocard no Flickr

Por isso indicamos o restaurante Train Bleu, na Gare de Lyon: local belíssimo e tradicional onde o tartare é preparado pelo garçom na frente do cliente. Temos até um video mostrando todo o processo, clique aqui.

Gare de Lyon, Place Louis Armand 75012. Para reservar clique aqui.

O restaurante Le Train Bleu

O restaurante Le Train Bleu

  • Sopa de cebola gratinada

A sopa de cebola já era conhecida pelos gregos e romanos mas o primeiro registro da receita, escrita por François Pierre La Varenne, é de 1651. Este prato era considerado “comida dos pobres” pois as cebolas eram fáceis de plantar e cresciam em abundância no velho mundo. Hoje em dia, ele é a cara dos dias frios parisienses não importa a classe social de quem o degusta.

Sopa de cebola gratinada

Sopa de cebola gratinada

Uma das melhores sopas de cebola de Paris é servida na tradicional brasserie Au Pied du Cochon, um dos poucos restaurantes – senão o único – aberto todos os dias do ano, 24 horas por dia. Uma verdadeira instituição parisiense. Clique aqui para ler nosso artigo sobre o Au Pied du Cochon.

6 rue Coquillière, 75001. Para reservar clique aqui.

O restaurante Au Pied du Cochon

O restaurante Au Pied du Cochon

  • Bœuf bourguignon

Típica confort food francesa, o bœuf bourguignon é um cozido de carne de vaca, cogumelos, bacon e vinho tinto. Com seu caldo espesso e perfumado, o prato nos dá a sustança necessária para enfrentar os dias menos quentes do ano ou para nos restabelecer de um longo dia de caminhadas pela cidade.

O bœuf bourguignon

O bœuf bourguignon

(Atualização: em 31/07/2019, uma leitora enviou um comentário negativo sobre o Chez René)

O Chez René, bistrô tipico de Saint Germain inaugurado nos anos 50 e especializado na cozinha lyonnaise, serve um dos melhores bœuf bourguignon de Paris. Aprovado por políticos, jornalistas e pelos moradores do bairro.

14 boulevard Saint Germain, 75005. Para reservar clique aqui.

O restaurante Chez René

O restaurante Chez René

  • Crepe

A crepe é a food truck francesa por excelência, antes da comida de rua virar moda. Ela surgiu na Bretanha, no século 13, devido à crescente cultura do trigo sarraceno trazido pelas cruzadas no Oriente. Com o passar dos anos as crepes de sarraceno viraram o maior símbolo da gastronomia daquela região.

24186356800_4369c286fb_z

Galette, (Foto: Kent Wang no Flickr)

O melhor lugar para degustá-las em Paris não é em nenhuma barraquinha de rua e sim no Breizh Café, um restaurante bretão especializado em crepes (salgadas e doces) onde você poderá saboreá-las acompanhada de cidra também da Bretanha. Clique aqui para ler nosso artigo sobre o Breizh Café.

109 rue Vieille du Temple, 75003. Para reservar clique aqui.

Breizh Café – La Crêpe Autrement

Breizh Café – La Crêpe Autrement

  • Fondue

fondue é o prato símbolo do inverno e tem sua origem na Savoie, a região mais montanhosa da França, nos Alpes. A história conta que para os camponeses os queijos eram considerados verdadeiros tesouros. Por isso, juntavam várias cascas e queijos velhos, colocavam em uma panela com um pouco de vinho branco e levavam ao fogo para derreter. Estava criada a fondue!

Fondue

Fondue

Em Paris o lugar certo para comer a fondue é o o restaurante Le Chalet Savoyard.

58 rue de Charonne, 75011. Para reservar clique aqui.

restaurant-chalet-savoyard-paris

  • Parmentier

Outra confort food francesa, o parmentier pode ser feito com carne de pato ou de vaca, sobretudo as bochechas, que é posteriormente coberta com purê de batatas. Lembra os nossos “escondidinhos” (pelo menos em Belo Horizonte eles são assim chamados).

O hachis parmentier

O hachis parmentier

O restaurante Ma Cocotte, projeto do arquiteto e designer Philippe Starck, fica no Mercado das Pulgas de Saint Ouen e serve, a partir do outono, um delicioso hachis parmentier feito com a bochecha do boi cozida lentamente acompanhado por compota de cebolas. Clique aqui e veja nossa vídeo sobre o mercado e aqui para ler nosso artigo sobre o restaurante.

106 rue des Rosiers, 93400 Saint Ouen. Para reservar clique aqui.

O restaurante Ma Cocotte

O restaurante Ma Cocotte

  • Croque Monsieur / Croque Madame

Muitos parisienses substituem o almoço tradicional (entrada+prato+sobremesa) por uma refeição mais rápida. Nessa hora entram em cartaz as quiches e os croques, sempre acompanhados de uma saladinha. O croque monsieur e o croque madame são feitos com pão de forma, queijo emmental, presunto e creme bechamel. O croque madame é ainda coroado por um ovo. Em seguida são dourados na frigideira, no forno ou em torradeiras. Enquanto o exterior é crocante, o interior deve ser bem cremoso. Apesar de estarem no cardápio de todos os cafés e brasseries das esquinas de Paris, nem todos servem bons croques.

O croque madame

O croque madame

Nossa dica é o Café de l’Olympia onde vamos com uma certa frequência só com o intuito de degustar essas delícias calóricas.

2 boulevard de la Madeleine, 75009. Sem reservas.

O Café de l'Olympia (Foto: gula08 no Flickr)

O Café de l’Olympia (Foto: gula08 no Flickr)

  • Steak au poivre

O steak au poivre é também presença constante nas brasseries e bistrôs franceses mais tradicionais. A receita data do século 19 e foi inventada nos bistrôs da Normandia. Os figurões da época levavam suas companheiras para jantares tardios, desejosos de pratos apimentados e suas supostas propriedades afrodisíacas.

O famoso steak au poivre. Créditos: diplomatickitchen.com

O steak au poivre. (Foto: diplomatickitchen.com)

O ótimo e simpático bistrô Chez Paul, na região da Bastille, serve um ótimo steak au poivre. Seu cardápio é uma compilação dos pratos mais tradicionais da culinária francesa.

13 rue Charonne, 75011. Para reservar clique aqui.

O restaurante Chez Paul

O restaurante Chez Paul

  • Riz au lait

Como estamos na França não poderíamos deixar de citar, pelo menos, uma sobremesa! O riz au lait – nosso arroz doce – não é tão fácil de ser encontrado nos restaurantes parisienses mas é uma prato tradicional da culinária francesa, daqueles que as avós faziam e que tem gosto de infância…

O riz au lirroz doce receita da minha avó e molho de caramelo

O riz au lait com calda de caramelo salgado

O melhor riz au lait que já comemos foi no ótimo restaurante Régalade Conservatoire (receita da avó do chef, lógico!). A calda complementar de caramel au berre salé (caramelo salgado) elevou o prato aos céus. O Régalade é um excelente custo/benefício, seu menu com entrada+prato+sobremesa custa 37€. Clique aqui e leia nosso artigo sobre ele.

9 rue du Conservatoire, 75009. Para reservar clique aqui.

O restaurante La Régalade Conservatoire

O restaurante La Régalade Conservatoire


Este post faz parte da série O Luxo Secreto em Paris e na França patrocinada pela Air France. Leia os demais posts da série:

melhores champanhes franceses

 


A Travel Wifi aluga dispositivos portáteis que fornecem conexão wifi e também vende chips para celular que funcionam na França e Europa.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.