O Cordon Bleu, fundado em 1895, é um dos primeiros grupos mundiais em formação culinária.

A convite da brasileira Janine Tavares, Development Department da unidade de Paris, fui conhecer a escola e participar de um curso.

Os alunos fazem uma pause café no jardim interno da escola.

Em uma das cozinhas, todos se instalam para a aula prática. Os cursos são dados da seguinte forma: uma aula teórica, onde o chefe prepara as receitas do dia diante dos alunos. Em seguida, eles põem as mãos na massa e repetem as mesmas receitas sob a supervisão do chefe.

Eu participei somente da aula teórica. Em pé, na frente dos alunos, o chefe e a sua tradutora (inglês).

Aprendi a fazer um marbré de langoustines et ris d’agneau, sauce aigrelette, quer dizer uma mousseline de lagostas e ris d’agneau com molho de mostarda. Em seguida um rouge barbet (peixe) servido com um gratinado de tapenade de azeitonas verdes e molho de anis e persil. E a sobremesa, peras assadas e recheadas com frutos secos.

Momento importante, o chefe abandona suas panelas, pega a enciclopédia francesa e explica aos alunos o que é o ris d’agneau. Todos fazem questão de conhecer esta especialidade francesa e ver o aspecto que ela tem crua.

Além do programa de formação profissional, o Cordon Bleu oferece programas de descobertas culinárias para amadores. São cursos curtos, de algumas horas ou um dia. Alguns exemplos: os segredos do macaron, quiches e tortas salgadas, verrines, sobremesas de chocolate. Os cursos de três horas custam 90 euros e os de um dia 175 euros.

Para maiores informações sobre os cursos:

www.lcbparis.com

Le Cordon Bleu: 8 rue Léon Delhomme, 75015 Paris.

Leia também: