Como visitar os castelos do vale do Loire

A- A+

Muitos brasileiros sonham em conhecer os castelos do vale do Loire.

Castelo de Chambord no vale do loire

Castelo de Chambord, no Vale do Loire. Foto: La reserve du Val de Loire, no Flickr.

Antes de dar as informações sobre como visitá-los eu gostaria de fazer uma pequena recomendação. Se você estiver na França por três, quatro ou cinco dias, não aconselho a viagem ao vale do Loire. Se quiser muito conhecer um castelo, visite Versailles. Por que? Você não tem muito tempo, Paris é uma cidade maravilhosa e Versailles é um dos castelos mais bonitos da França.

Para conhecer os castelos da Loire, a maneira mais simpática, na minha opinião, é alugar carro. Nesse caso, você pode alugar em Paris e dirigir até a Loire.

Mas você também pode pegar um trem em Paris até Amboise ou Tours e alugar um carro nessas cidades. A localização de Amboise é melhor para fazer o circuito dos castelos. Para aqueles que temem se perder na saída de Paris, esta é a melhor solução.

É possível conhecer dois ou três castelos em um dia. Os principais castelos são Chambord, Chenonceaux, Amboise, Clos Lucé.

E, se você não quiser dirigir, você pode optar pelo passeio de carro com motorista brasileiro, altamente qualificado. Clique aqui para mais informações.

Outra alternativa é a excursão com a ParisCityVision, principal empresa de ônibus de turismo em Paris, que oferece 10% de desconto aos leitores do Conexão Paris para passeios de um dia ao Vale do Loire. Clique aqui para mais informações.

A viagem é feita em ônibus confortáveis, com possibilidade de ver três castelos em um dia só por 185 euros por pessoa. Ida e volta no mesmo dia com saída às 7h15 e chegada de volta em Paris por volta das 20h00.

A grande novidade para 2016 é a cicloviagem de 3 dias pelo Vale do Loire proposta pela biker Fernanda Hinke em parceria com o Conexão Paris. A viagem passa por castelos e vilarejos charmosos, além de visitar as cidades de Blois, Amboise, Chenonceau e Tours. Clique aqui para mais informações.

Leia também:

Publicidade


Vai para Paris? Reserve sua passagem no site oficial da Air France - o melhor preço para mais de 900 destinos em todo o mundo.
O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

460 pitacos, participe desta conversa

  1. Tatiana disse:

    Olá, sabe se tem como voltar de amboise ou tours direto pro aeroporto de Orly de trem? Qual seria a estação de Orly (oeste)? obrigada!

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Tatiana, não há ligação direta. Uma opção é ir de Tours de trem TGV até a Gare de Massy Palaiseau, lá pegar o trem RER B até a estação Antony e em Antony pegar o trem automático Orlyval (ele pára nos terminais Sul e Oeste de Orly).

  2. José Augusto disse:

    Boa noite. Dia 4 de novembro deste ano iremos passar uma semana no Vale do Loire. Faz frio nessa época? Tem como ir de trem saindo de Paris até lá? Qual a melhor Cidade para nos hospedar e ficar circulando pelas Cidades? Tem como ir de uma Cidade para outras de trem? Nessa região só tem Castelo para visitar? Obrigado.

  3. maria monteiro disse:

    Olá Rodrigo,
    Estou planejando visitar o vale do loire em setembro ou outubro,qual seria a melhor época dentre estes 2 meses?

  4. Ana Silva disse:

    Olá. Estou a planear ir de Portugal a Paris de carro e gostaria de visitar o vale do Loire e alguns castelos. Será que é possível dormir num castelo? Qual é o preço das entradas nos castelos para uma família de 2 adultos e 2 crianças? Obrigada

  5. Pedro Sancho disse:

    Rodrigo boa tarde.
    No o último pitado e resposta sobre “Como visitar os castelos do vale do Loire” li um questionamento do Pedro sobre as estradas no Vale do Loire em Janeiro. Ocorre que estarei em Paris lá no mesmo período.
    Seria possível me informar o e-mail dele para contactá-lo, e quem sabe, faremos o percurso em dois carros, o que trará mais segurança para os dois.
    Caso tenha receio, solicito a gentileza de repassar meu contato para ele. De forma que se for do interesse ele poder me contactar.
    Obrigado.

  6. Pedro disse:

    Vou estar com a família (esposa e 2 filhos) em janeiro em Paris. Quero passar 2 ou 3 dias no loire. Inclusive dormir em um desses castelos indicados. Como são as estradas nessa época do ano? Há perigo como neve ou gelo nas estradas? Não tenho experiência em dirigir nessa temperatura.

  7. João David disse:

    Boa tarde Rodrigo,
    Vou a Paris em janeiro e gostaria de saber se mesmo com o inverno rigoroso vale a pena conhecer Loire?
    Obrigado.

  8. Silvia disse:

    Oi, vamos sair de Paris de carro direto pro Loire e gostaríamos de saber se tem alguma coisa no caminho que vale a pena parar pra conhecer… cidade, monumento ou restaurante/café. Obrigada.
    p.s. na volta já está previsto a visita a Chartres e Verssailles.

  9. Edilene cardoso disse:

    Rodrigo, o que vç me diz sobre Annecy, vale a pena conhecer? Nunca estive na frança, pensei fazer Paris e depois esta cidade, o q acha?

  10. Maia disse:

    Resolvi deixar mais um comentário, porque consegui planejar minha viagem, com a ajuda desse site, os organizadores e os pitaqueiros.
    Passamos 13 dias na França, sendo os três últimos no Vale do Loire. Valeu a pena, pois acho que deixei o melhor para o final.
    Nós estávamos em 5 pessoas: 2 adultos, 2 idosos e 1 criança de 10 anos e o programa agradou a todas as idades. Fomos em uma quarta-feira, pois quis evitar o final de semana.

    >> Pegamos o Trem para Tours, onde alugamos um carro, mas ficamos hospedados em Amboise, que é simplesmente maravilhosa, peculiar, fascinante. Assim o roteiro ficou dessa forma (por causa das idades, fizemos tudo bem devagar):
    Primeiro Dia: fomos do trem direto para Chenonceau, Castelo das Damas. Ele é incrível. Almoçamos por lá e acabamos ficando quase umas 4 horas. Em seguida seguimos para Amboise, deixamos as malas e fomos direto passear e conhecer o Castelo com o mesmo nome. Difícil escolher o mais bacana. Vale a pena passear pela cidade, pois ela é uma surpresa gratificante.
    Dia 2 – Castelo Chambord, é gigantesco e magnifico. Passamos a manhã toda por lá e almoçamos. Além da visita ao castelo, vimos o show equestre às 11h45, que nos arrancou muitas risadas, pois há uma parte de comédia também. Tem também passeio com carrinho elétrico, bicicleta, barco.
    Em seguida, Cheverny. Uma graça e às 17h tem a alimentação dos cães…o que deixa as crianças fascinadas. Têm outras coisas interessantes por lá…mas não tive tempo. A cidade também é linda
    Último dia – Clos Luce, última morada de Da Vinci. Não pude ver no primeiro dia, então deixei para o fim. Meu filho disse que foi o melhor castelo, pois lá, as crinças podem brincar com as invenções de Da Vinci, no jardim. Realmente saímos de lá encantados demais. Fomos almoçar, apreciar a cidade pela última vez e pegar o trem de volta a Paris e ir para o Aeroporto, com a Telma Tour.
    Espero ter ajudado de alguma forma. Quem vai com pouca gente, consegue ver mais castelos, mas acho que com calma, fica mais prazeroso aproveitar os detalhes.
    Abraços

  11. Rodrigo Lavalle disse:

    Viviane, geralmente a Rail Europe cobra uma taxa alta na venda das passagens. Eu sempre utilizo o site oficial da SNCF. Mas, se a mesma passagem está mais barata na Rail Europe, compre lá mesmo. Eu também acho 2 horas pouco tempo entre a chegada do seu avião e a partida do trem.
    Abraços.

Próximos 20 comentários Aguarde, carregando novos comentários

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.