A colheita das uvas no Vale do Loire

A colheita das uvas no Vale do Loire

Nos meses de setembro e outubro, acontece na França a vendange ou colheita das uvas. Trata-se de momento muito esperado, de trabalho árduo e muito delicado – para que tudo ocorra bem, a meteorologia tem que ser propícia. E a metereologia, só Deus decide. Por isso dizemos que o vinho é um trabalho em conjunto de Deus e dos homens.

As recém-colhidas uvas

As recém-colhidas uvas

Fomos até o Vale do Loire, no domínio de l’Angevin do produtor Jean-Pierre Robinot, para acompanhar a colheita e mostrar para vocês a delicadeza do processo. O resultado está no vídeo abaixo.

Para se ter uma ideia da importância da meteorologia, ficamos com as malas prontas durante mais de uma semana aguardando o início da colheita. No começo de outubro, Robinot nos disse que ele estava esperando mais uma chuva e mais um sol para dar início à vendange. A chuva e sol vieram, mas também veio o vento forte. Tivemos que esperar por nove dias. A colheita enfim começou, em clima de festa.

Além das condições climáticas, a duração deste período depende de vários fatores: quantos hectares serão colhidos; se o terreno é plano ou íngreme (em locais de difícil acesso temos menos equilíbrio, andando e colhendo mais devagar), o número de pessoas que estão trabalhando nos campos etc.

A colheita começa entre 7h e 8h da manhã. Todos os vendangeurs, ou colhedores, ficam hospedados na vinícola ou bem perto, a fim de facilitar a ida para os vinhedos.

Na França, a colheita das uvas destinadas à produção de vinho é chamada de Vendange.

Na França, a colheita das uvas destinadas à produção de vinho é chamada de Vendange.

Por volta de meio dia, toda a equipe volta para a casa do produtor para almoçar num ambiente de alegria e familiaridade, regado a vinho e, claro, um bom papo. É o momento de se alimentar, descontrair e ganhar forças para o turno da tarde, que só termina quando o chefe de colheita decide, geralmente entre 18h e 19h. E à noite, há novamente o reencontro para o jantar, todos juntos, discutindo a safra do ano. A simplicidade é impar, e a magia impera. Em muitos locais a equipe é a mesma todos os anos.

Segundo alguns vinhateiros um vinho de qualidade depende 50% do trabalho nas vinhas para obtenção de  uvas de qualidade. Os outros 50% dependem de todo processo de vinificação que será empregado ao suco de uva obtido; da técnica; do maquinário  e, claro, da experiência, do talento e da sensibilidade do produtor. A mesma uva vinificada por pessoas diferentes resulta em vinhos diferentes.

COLHEITA1

As caves

No último dia da colheita, acontece a última refeição, um grande momento de confraternização, em torno deste milagre que é o vinho e, em honra ao trabalho de um ano inteiro, a safra 2015 está aí. Encerra-se uma etapa e começa-se outra de igual importância, a vinificação. Santé!

Marina Giuberti, autora deste texto e apresentadora do vídeo,  é brasileira, sommelière em Paris e responsável pelos cursos de vinho do Conexão Paris. Clique aqui para conhecer os cursos da Marina.

E não se esqueça: a Lazenne oferece aos leitores do Conexão Paris um presente na compra de malas e embalagens para transporte de vinho. Clique aqui para saber mais.

Mala de viagem para transporte de vinhos da empresa Lazenne. Leitores do Conexão Paris têm 10% de desconto.

Mala de viagem para transporte de vinhos da empresa Lazenne.

Leia também:

Como ir de Paris até Tours, a maior cidade na região.

  • Trem: a viagem tem cerca de 1h20 de duração, mas pode variar de acordo com a data e hora da compra do seu bilhete. Compre antecipadamente, no site da EuroRail, para garantir os melhores preços.
  • Carro: belo passeio pela região do Vale do Loire, com cerca de 3h de viagem. Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França aqui.
  • Ônibus: esta é a opção mais barata. A viagem tem cerca de 3h15, com preços a partir de 19 euros por pessoa. Consulte valores e faça a compra da passagem pelo site da empresa de ônibus OuiBus.

Vai para Paris? Reserve sua passagem no site oficial da Air France - o melhor preço para mais de 900 destinos em todo o mundo.
O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.
Últimos pitacos (3/8), ver todos os comentários
  • "Fantástico!"

    Cicero Rodrigues
  • "Vanessa, se você estiver bem agasalhada é pos ..."

    Rodrigo Lavalle
  • "Muito interessante a Marina mostrando como a ..."

    Marcialube
Deixe seu pitaco

Os vinhos do Vale do Loire

Os vinhos franceses estão classificados entre os melhores do mundo e representam uma atividade industrial importante para a França. Ela gera 558.000 empregos, ocupa 76.000 hectares e sua parte na total mundial é de 17%. A produção francesa é grande e diversificada – França e Itália disputam todos os anos o lugar de primeiro produtor – mas […]

Leia mais →

Vale do Loire e seus famosos queijos

Conhecida por seus castelos, o vale do Loire é também região de bons vinhos (clique aqui para ler artigo sobre os vinhos do Loire) e excelentes queijos. A região é especialista em queijos de cabra – AOC Caprin – e possui cinco queijos famosos. A cada estadia na região, misturo o prazer do reencontro com […]

Leia mais →

Vale do Loire: onde degustar vinhos

Um passeio pelo Vale do Loire e seus castelos não é completo sem a degustação dos seus vinhos. Por isso anotem os endereços abaixo. Estas caves fazem parte de um grupo de profissionais sérios reunidos em torno da empresa Alliance Loire dedicada à compra e venda dos vinhos desta região. Uma das melhores caves perto […]

Leia mais →

França: os produtores de vinhos e seus “castelos”

Os turistas têm uma ideia romântica das rotas dos vinhos franceses. Muitos pensam que todos os vinhedos possuem um castelo e que as degustações se passam em ambientes requintados ou em caves históricas. Nada disto. A maioria dos produtores possui apenas um galpão com as máquinas necessárias para a produção, estoque e envelhecimento do vinho. […]

Leia mais →
16 posts