Castelo Chantilly (©J.L.Aubert)

Castelo Chantilly (©J.L.Aubert)

Chantilly talvez seja um dos castelos mais interessantes da França. De cara, sua primeira qualidade é estar apenas a 25 minutos de Paris, excelente programa para um bate e volta.

Castelo Chantilly (©Otte)

Castelo Chantilly (©Otte)

Chantilly não é somente um belo castelo, mas também um excelente museu. Ao contrário dos castelos do Vale do Loire, quase todos vazios ou pouco mobiliados, Chantilly possui importante acervo. Sua coleção de pinturas – chamada Museu Condé – o classifica como segundo museu francês de pinturas antigas após o Louvre. Poucos museus franceses possuem três Raphaël, três Fra Angelico, quatro Watteau, cinco Ingres, três Delacroix… A biblioteca e os arquivos de Chantilly possuem ricas coleções de obras e documentos colecionadas durante séculos pelos nobres de Chantilly, membros das famílias Montmotency e Bourbon-Condé.

Museu Condé

Museu Condé

Chantilly é também um grande parque de 115 hectares, com jardins semelhantes aos de Versailles, jardins ingleses e ilhas com templos dedicados à Vênus.

Castelo Chantilly. ©J.L.Aubert

Castelo Chantilly (©J.L.Aubert)

Chantilly, nos séculos passados, possuiu cavalariça com 240 cavalos e 150 cachorros para a caça quotidiana dos nobres. A arquitetura da cavalariça é maravilhosa e, aí, jantares suntuosos eram oferecidos a convidados ilustres. A Revolução Francesa acabou com esta época principesca, mas o imóvel chegou até nossos dias intacto. Chantilly possui também um Museu do Cavalo. O proprietário atual do Château Chantilly é o Institut de France. No século XIX, uma doação foi feita pelo último morador do castelo com a condição de que nenhuma modificação fosse feita ao conjunto.

Cavalariça (©Otte)

Cavalariça (©Otte)

Para que seu passeio seja completo, saiba que Chantilly possui dois restaurantes. O La Capitainerie, o mais requintado deles, se encontra no interior do castelo, no local das antigas cozinhas. Ele possui menu para o almoço por 28 euros com entrada+prato ou prato+sobremesa. Horários: aberto de 12h às 15h e o salão de chá das 12h às 17.45h. Aberto todos os dias em julho e agosto e todos os dias menos nas terças o resto do ano. Melhor reservar pelo telefone: 03 44 57 15 89.

Restaurante

Restaurante La Capitainerie

O segundo restaurante está no parque do castelo, na parte chamada Hameau e se chama Aux Goûters Champêtres. Aí você pode almoçar ou fazer um lanche das 12 às 17h. O menu do almoco custa 21 euros com prato+sobremesa. Este restaurante fecha de novembro até início de março.

Restaurante

Restaurante Aux Goûters Champêtres (©Otte)

Em todos os dois restaurantes, as sobremesas são acompanhadas pelo famoso creme chantilly. Você não pode ir até lá e não provar a verdadeira receita, não é?

Creme Chantilly

Creme Chantilly

Informações práticas:

  • Chantilly está aberto das 10 às 18h. Ele fecha no mês de janeiro e nas terças-feiras de novembro a março.
  • Compre aqui o billet domaine que dá direito a visitar o castelo, o parque, as grandes cavalariças e o museu do cavalo (guia de áudio incluído). Ele também permite assistir às apresentações equestres (duração de 30 minutos, veja a programação aqui). Preço: 16 euros.
  • Para seu conforto, descubra os jardins e o parque com o trenzinho. Atenção: ele está disponível somente na alta estação, à partir de maio até final de setembro. Preço: 5 euros.
  • Seis pequenos carros elétricos estão disponíveis para locação. Máximo 4 pessoas. Tarifa: 30 euros por hora.

Como chegar:

1) De trem comum, à partir da Gare du Nord em Paris. Desçam na estação “Chantilly-Gouvieux”. O trajeto dura 25 minutos. Compre sua passagem antecipadamente – clique aqui – para garantir os melhores preços.

2) De RER linha D, à partir da estação parisiense “Châtelet – Les Halles”. Desçam na estação “Chantilly-Gouvieux”. O trajeto dura 45 minutos.

Da estação “Chantilly-Gouvieux” chega-se ao castelo a pé (20 minutos de caminhada) ou de táxi (preço 8 euros e 5 minutos de trajeto) ou com o ônibus DUC (Desserte Urbaine Cantilienne) gratuito. Ele sai da estação “Chantilly-Gouvieux” e para no ponto “Chantilly, église Notre-Dame”.

Atenção para a dica do leitor José Borges: “o ônibus gratuito entre a estação de Chantilly e o castelo NÃO circula no domingo nem feriados. Mesmo taxi é praticamente inexistente neste dia. O trajeto pode ser feito a pé (saindo da estação, siga adiante até chegar à avenida Marechal Joffre, pegue a esquerda até uma rotatória e siga direto pela Av. des Aigles até o castelo). É um pouco mais de 2 km de caminhada. Bem agradável, por sinal.”

3) De carro, a viagem tem cerca de 1h de duração. Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França aqui.

4) Em passeios privativos, com motorista profissional brasileiro, com todo conforto e segurança.  Clique aqui para  acessar o site Minha Viagem Paris, plataforma para reserva de passeios em Paris e no interior da França.

No site de Chantilly você pode baixar guias e circuitos que ajudam a conhecer o castelo na sua integralidade.

Para terminar, deste 2012 Chantilly faz parte do Google Art Project. Quarenta e oito obras do museu Condé e da biblioteca do castelo foram digitalizadas e fazem parte da galeria virtual do Google.