O açafrão é uma das especiarias mais caras do mundo.  O maior produtor é o Iran com 60 toneladas anuais. A França possui uma pequena produção e o seu açafrão é de alta qualidade.

A colheita do açafrão – os três estigmas vermelhos da flor – é uma corrida feroz contra o tempo pois o crocus sativus murcha rapidinho. A flor se abre de manhã cedo e a colheita deve imperativamente ser feita neste dia, antes do anoitecer. Após a colheita vem a etapa de seleção e secagem.

São necessárias 150.000 à 200.000 flores para produzir um quilo de açafrão que será vendido por 30.000 euros, ou seja, três vezes o preço do caviar.

Christophe Vasseur, da padaria Du Pain et des Idées, vende todas as sextas feiras brioches ao açafrão. Pequeno conselho, prove um dia.

Olivier Roellinger, o guru das especiarias, vende na sua loja de Paris o açafrão francês, o verdadeiro, apresentado inteiro.

Um dia, prepare o nosso delicioso arroz e na água coloque um pouquinho de açafrão. Depois de pronto, na travessa, termine o prato com  pinolis grelhados. Eu degusto este arroz, puro, sem mais nada.

Leia mais sobre Du Pain et des Idées aqui.