A Air France, parceira do Conexão Paris,  premia mensalmente os pitaqueiros mais ativos do Conexão Paris. O premiado da vez é nosso presidente José Eymard Loguercio, leitor mais ativo no mês de Novembro, com 40 comentários publicados.

Por que presidente? Quem acompanha o Conexão Paris já sabe. Não foi preciso nem eleição e nem pleito, o moderado Eymard acabou se tornando o presidente dos pitaqueiros naturalmente, por sua posição sempre ponderada e elegante nas discussões.

Eymard

Eymard

Abaixo, uma breve entrevista com Eymard:

  • De onde você é?  E onde você mora?

Sou de uma pequena cidade no sul de Minas, chamada Monte Santo de Minas. Depois fui para Campinas e desde 1992 moro em Brasilia.

  • Qual é sua profissão?

Sou advogado e professor universitário.

  • Há quanto tempo você é leitor do CP?

Preciso fazer as contas….acho que desde final de 2008. Mas de forma mais ativa a partir de outubro de 2009.

  • Como você conheceu o CP?

Estava assistindo o Manhattan Connection, com o Lucas Mendes. A certa altura ele falou de um blog, de uma prima dele, que estava fazendo muito sucesso e rendia uma homenagem ao programa por se chamar Conexão Paris. Foi amor na primeira tecla. O estilo e o olhar da Lina logo me fez ver que não era mais um blog de viagem. Era uma praça, cada um sentado num banquinho ou debruçado na janela conversando sobre Paris e muitas outras coisas.

  • Você é considerado informalmente o Presidente dos Pitaqueiros. Então, conta pra gente: como surgiu o termo Pitaqueiro?

Várias pessoas (que não se conheciam pessoalmente, diga-se) começaram a comentar e interagir nas publicações. As pessoas pediam dicas para a Lina e lá vinha um “pitaco” de um; respondido com um “pitaco” de outro. Acho que foi a Sueli OVB quem começou a chamar de pitaco. De pitaco para pitaqueiro foi um pulo.

Essa história de presidente também começou por pura brincadeira. De vez em quando surgiam algumas polêmicas que exigiam, na minha opinião, algum tipo de moderação. Instintivamente acabava fazendo essa moderação. Eu dizia que as mulheres do blog começavam a “bater tamancos” por nada. Alguém precisa dizer: “oi, isso aqui é para divertir e não para levar tão a sério!”. Com o tempo, outras pessoas aderiram ao blog de maneira a ampliar bastante a participação e a interação.

  • O que é ser um Pitaqueiro?

Eu acho que Pitaqueiro é um estado de espírito. São pessoas que frequentam o blog e estão sempre dispostas a compartilhar informação; ajudar alguém que nunca esteve lá; dividir opinião e até mesmo, porque não, divergir sobre algum assunto ou tema, sempre com o maior respeito pela opinião do outro. Talvez um pouco mais do que isso. Pessoas que compartilham um gosto por Paris, sem afetação. Sabem das coisas boas e ruins que têm em todo lugar. Mas gostam de aproveitar as boas coisas da vida e não têm medo de compartilhar essa felicidade. Paris, nesse caso, acaba sendo mais do que um lugar.

  • Qualquer pessoa pode ser um Pitaqueiro?

Claro. Basta estar nesta mesma sintonia. Hoje há muito mais pitaqueiros, pois o blog ganhou uma dimensão bem maior do que tinha no início.

  • Qual é no seu entendimento a importância dos Pitaqueiros para o Conexão Paris?

Eu acho que é um diferencial dos blogs convencionais. Há muitos e bons blogs de viagem. Mas o Conexão Paris é único. Não é só um blog de viagens. Trata de comportamento, coloca pessoas em contato com outras (exemplo mais significativo é o reveillon no Alcazar). É mais do que isso. Nesse sentido os Pitaqueiros formam ali um núcleo eclético e informal como formadores de opinião e mesmo na condução de alguns temas.

  • Com que frequência você vai a França e a Paris?

Com muito menos frequência do que eu gostaria, certamente. Se vou à França, tenho que passar por Paris. De preferência fechar a viagem em Paris. Faço um esforço para ir ao menos todos os anos. Nem sempre consigo. Mas, sinceramente, o Blog me remete todos os dias para Paris. Tinha uma amiga nossa que conhecia Paris em cada detalhe; em cada esquina. Uma pessoa muito especial que foi embora muito cedo e nunca chegou a por os pés em Paris. Toda vez que vou, lembro-me dela e é como se meus olhos fossem um pouco essa janela.

  • Quais são suas regiões favoritas na França?

Fiz uma viagem muito legal para o Vale do Loire. Mas a Borgonha pelo que representa para os amantes do vinho, foi e é inesquecível.

  • E em Paris? Quais são seus endereços prediletos?

Paris não acaba nunca! Andar sem rumo. Mas gosto de ficar em Saint Germain, de preferencia bem pertinho da praça.
Hotel: Bel Ami pela localização e atenção do pessoal.
Restaurante: KGB ou Zé kitchen;
Programa: Ir à Ópera ou na Salle Pleyel
Passeio: andar pelas margens do Sena, no Jardin de Luxemburgo e pelas ruas do Marais.
Lojas: Bon Marché

Eymard será premiado pela Air France com uma mala para notebook. 

E aproveitamos para falar novamente da promoção da Air France:

Vôos para  Nice, Lyon, Marselha, Bordeaux, Toulouse, Estrasburgo e muitos outros destinos na Europa a partir de US$ 849, com paradas grátis em Paris na ida e na volta.

Se quiser ir apenas para  Paris, passagens a partir de US$ 999Reservas, pelo site da Air France.

Atenção: promoção disponível para compras até 13 de dezembro de 2013, para viagens até 15 de dezembro de 2013 ou entre 15 de janeiro e 31 de março de 2014. Promoção disponível na classe de reserva R, antecedência de compra de 7 dias, estadia mínima de 7 dias e 3 meses.


A Travel Wifi aluga dispositivos portáteis que fornecem conexão wifi e também vende chips para celular que funcionam na França e Europa.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.