Le Bon Marché

A- A+

 

Le Bon Marché é o department store mais sofisticado de Paris. Construído em 1869 pelo arquiteto Alexandre Leplanche, ele foi o primeiro prédio da França à utilizar a estrutura metálica de Gustave Eiffel. Para a época, foi uma arquitetura revolucionária e quando o prédio ficou pronto em 1887 estava criada a loja de novidades mais vasta do mundo. Zola, quando escreveu Au Bonheur des Dames, teve como modelo Le Bon Marché.

As parisienses o preferem porque é mais confortável, mais vazio, os turistas apressados não chegam até lá. Ele reúne tudo o que tem de melhor da moda e da decoração. Mas, na minha opinião, o que o Bon Marché tem de maravilhoso é a épicerie. A Grande Épicerie de Paris propõe mais de 5000 produtos diferentes, selecionados nos quatro cantos do mundo. Os produtos são comprados todos os dias: mais de 200 queijos, peixes frescos, frangos de Bresse, tudo diretamente do produtor. Atenção: os macarons estão entre os melhores de Paris.

Você pode almoçar ou fazer um lanche na Grande Épicerie de Paris. Em um dos ângulos deste vasto mercado existe um espaço pic-nic que oferece saladas diversas, sopas e uma escolha de dois pratos quentes preparados na hora, diante do cliente. Tudo com a qualidade Bon Marché. Come-se em mesas coletivas e está sempre lotado. Tudo é delicioso. Se você quiser um lugar chegue antes das 12h ou depois de 14h.

La Grande Épicerie não fica no prédio mesmo do Bon Marché, mas no prédio ao lado. Basta atravessar a rua e o endereço exato é 38 Rue de Sèvres, 75007 Paris.

Uma sugestão: sei que os brasileiros e brasileiras católicos gostam muito da Nossa Senhora da Rue du Bac. Após a igreja, entrem no Bon Marché e em seguida façam uma refeição na Grande Épicerie. Vocês estarão fazendo um programa muito parisiense.

24 rue de Sèvres, 75007. Metrô Sèvres Babylone, linhas 10 e 12

www.lebonmarche.fr

Publicidade


Vai para Paris? Reserve sua passagem no site oficial da Air France - o melhor preço para mais de 900 destinos em todo o mundo.
O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

52 pitacos, participe desta conversa

  1. Regina disse:

    Acho que nao o encontrou Bianca. Estou aqui – maio de 2015 e hoje passei a tarde no magazine.Fantastico

  2. Bianca disse:

    O Bom Marché nao existe mais!!!! Cheguei aki em abril de 2015 e ele esta todo fechado nenhum loja funcionando !

  3. Moisés disse:

    Oi Glória, gostaria de saber se vc gostou do Tryp Hotel. Se era perto de pontos turísticos e mercados do estilo do Le Bon Marchè e quanto vc pagou a diária. Obrigado e aguardo seu contato.

  4. Walter Camejo Filho disse:

    Oi pessoal, estou indo com a esposa, Josiane, e os filhos, Alícia e Henrique, para Paris no próximo dia 11 de janeiro. Preciso de uma trilha sonora de músicas francesas atuais, pop, rock ou jazz. Alguma sugestão?

  5. […] indico a Coesnon em Saint Germain ( vocês se lembram das batatas fritas azuis da LuciaC?) e a Grande Épicerie de Paris em Sèvres […]

  6. […] como sendo o mais elitista da cidade e templo da gastronomia de luxo. Vocês encontram artigos  aqui no blog, no guia Conexão Paris 1 e, em breve, no Conexão Paris […]

  7. […] comprar? no Bon Marché, no mercado biológico do boulevard Raspail aos domingos e no Printemps. Preço […]

  8. […] Paris não acaba nunca! Andar sem rumo. Mas gosto de ficar em Saint Germain, de preferencia bem pertinho da praça. Hotel: Bel Ami pela localização e atenção do pessoal. Restaurante: KGB ou Zé kitchen; Programa: Ir à Ópera ou na Salle Pleyel Passeio: andar pelas margens do Sena, no Jardin de Luxemburgo e pelas ruas do Marais. Lojas: Bon Marché […]

  9. […] apartamentos em Saint Germain ou no Marais e comer delícias compradas na feira, Pierre Hermé, Grand Épicerie etc. Passei um mês em um apartamento no Marais em 1997 –  só fico em hotel por pouco […]

  10. gloria disse:

    parabéns Lina.
    Gosto muito de você pois escreve dicas ótimas.
    Estarei em Paris de 23- 12- 13 à 10- 01- 14 e gostaria de conhece- lá. Estarei no Tryp Hotel, no Boulevard Mon Matre- 6.
    Tenho 73 anos , estarei com minha filha e btm amo Paris

  11. […] isso uma grande frescura, uma opção menos faraônica é comprar águas nos bons supermercados. A Grande Épicerie de Paris, por exemplo, tem uma incrível prateleira de águas do mundo […]

  12. Fernanda franco disse:

    Ola estou alugando um apto em Paris perto do au bon marche, mas gostaria de saber se tem algum monoprix por perto tbem!

  13. Gabriela Mello disse:

    Olá! Irei para Paris em outubro e tenho lido muito o seu site, estão de parabéns! Eu queria saber, se esse bon marché é o tipo de loja que mais se assemelha a um walmart, ou se existe alguma outra opção, nesse estilo walgreens, walmart, etc. obrigada!

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Gabriela, o Bon Marché é o mais completo oposto que possa existir ao Walmart. Não existe nada muito parecido ao Walmart aqui. Tente o BHV.
      Abraços.

  14. Karine de Izquierdo disse:

    Oi, Lina! Acabamos de alugar com o Vinicius um apartamento vizinho ao Bon Marché! Falei que o conheci através do blog, como tudo de melhor dessa cidade eu tomo conhecimento por aqui! Muito obrigada pela excelência do seu trabalho! Gostaria de saber se no bon marché eu encontro variedade de fitas (cetim, veludo, gourgurão) para vender ou você conhece outra opção mais adequada! Eu preciso mesmo é do que aqui no Brasil chamamos de aviamentos! Quero muito encontrar fitas liiiindas em Paris! Será que você pode me ajudar? Desde já muito obrigada!

Próximos 20 comentários Aguarde, carregando novos comentários

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.