Paris – Lyon: alguns dias em uma das cidades mais bonitas da França

Paris/Lyon – primeira parte

Quando decidimos  fazer um circuito pela Bourgogne, nossa primeira reação foi  incluir Lyon no roteiro. Por que? Lyon é uma das cidades mais bonitas da França  e se encontra somente a 1h30 de carro de Beaune, a capital do vinho da Borgonha.

Aproveitamos então a nossa estadia na, talvez, mais famosa região vinícola da França para rever a fascinante Lyon, cidade com quatro bairros inscritos no patrimônio mundial da Unesco.

Situada entre a França do norte e a do sul, entre o leste e o oeste europeu, Lyon sempre foi local de passagem obrigatória desde a época romana.

Lyon

Lyon

Lyon possui um extraordinário patrimônio arquitetural composto de vestígios do Império Romano, de edificações que datam da época em que se tornou uma grande cidade medieval, de um belíssimo bairro testemunha da época em que a cidade foi o centro financeiro do renascimento e a Lyon atual, cujo exemplo mais interessante é a região chamada Confluence.

Ficamos três dias em Lyon e no final da estadia já tínhamos em mente o que gostaríamos de ver na próxima vez.

Mapa de Lyon, Google Maps

Mapa de Lyon, Google Maps

Para entender Lyon abra o google e estude o mapa da cidade (clique aqui). Uma pequena área concentra a região turística.

Paris possui o Sena, mas Lyon é cortada por dois rios: Saône e Rhône. Entre os dois existe uma “quase ilha”, Presq’île,  um dos bairros a serem visitados. À esquerda, uma colina denominada Fourvière e, entre o rio e a colina, a região chamada Antigo Lyon – Vieux Lyon.

Vieux Lyon

Vieux Lyon e no fundo, Fourvière

Para uma estadia de três dias, sugerimos que conheça a Presq’île, Fourvière e Vieux Lyon. Se der, visite também o sul da Presq’île, chamada Confluence para ter uma visão da Lyon contemporânea, a cidade que se prepara para o futuro.

Imóvel iluminado na Presq'île

Imóvel iluminado na Presq’île

Na nossa opinião, a Presq’île é o bairro ideal para se hospedar. Elegante, com excelente comércio, bons restaurantes, central e com fácil acesso a pé ou de tramway para as outras áreas a serem visitadas. Do centro da Presq’île fomos a pé para o Vieux Lyon e, em seguida, subimos as escadarias até Fourvière e sua basílica Notre Dame de Fourvière. E no último dia pegamos metro e tramway para conhecermos Confluence.

Na primeira manhã fizemos um citytour com os ônibus de turismo. É um programa para turista sim, sabemos disto. Mas este tour nos permitiu traçar os contornos da cidade e marcar os lugares onde voltamos com calma.

O que ver  na Presq’île

Opera de Lyon

Opera de Lyon

Comece o circuito na maravilhosa Opera de Lyon, realizada pelo arquiteto francês Jean Nouvel. Uma surpreendente associação entre arquitetura clássica e contemporânea. A mistura entre a fachada do século 19 e o topo em estrutura metálica e vidro, típica do final do século 20, confere ao monumento um aspecto peculiar.

Praça Terreaux

Praça Terreaux

Em seguida pegue a rue Joseph Serlin até a praça Terreaux. Ela foi redefinida pelo artista francês Daniel Buren e a escultura localizada no seu centro merece ser admirada. Amigos nos aconselharam a visita da Escola de Belas Artes que aí se encontra. Mas preferimos seguir nossa caminhada. Uma outra vez.

Pintura mural Les Lyonnais

Pintura mural Les Lyonnais

De lá siga até as margens do rio Saône, Quai Saint Vincent esquina com rue de la Martinière, para ver as pinturas murais de Lyon. Hoje elas fazem parte do seu patrimônio cultural. Esta se chama Fresques de Lyonnais e nas paredes encontramos a representação de todos os lyonnais famosos.

Chef Bocuse

Chef Bocuse

Entre eles, Bocuse, o grande chef de cozinha.

Pintura mural: A Biblioteca da Cidade

Pintura mural: A Biblioteca da Cidade

Continue ao longo do rio até a rua Platière esquina com quai de la Pécheriee. Desta vez, estará em frente da  pintura mural chamada Biblioteca da Cidade.

Gostei de conhecer estas fresques murales, como são chamadas. Já tínhamos feito referência à esta prática cultural, clique aqui para ler o artigo.

Volte até a Opera e pegue a rue Republique que se transforma, durante um trecho, em espaço pedestre. Durante o trajeto, bela arquitetura clássica, semelhante a haussmanniana parisiense, e belas lojas de grandes marcas.

Árvore de flores

Árvore de flores

Siga Republica até a praça Antonin Poncet onde se encontra a obra de arte Arbre à fleurs do artista Jeong-Hwa Choi. Meu primeiro olhar foi reprobatório. No segundo, já estava me divertindo com esta obra kitch que detona o ambiente.

Na próxima semana, publicaremos o segundo artigo sobre Lyon.

A Air France oferece aos seus passageiros voos partindo de Sao Paulo, Rio de Janeiro e Brasília direto para Paris e, de lá, 5 voos diários entre Paris – Charles de Gaulle e Lyon, e outros 2 voos dirários entre Paris – Orly e Lyon.
A tarifa da Air France,  do Brasil para Lyon,  está a partir de US$ 1.183 para viagens até 08/12/13 e entre 23/01 e 18/06/14.

Obs.: os posts sobre Lyon são produzidos pelo Conexão Paris e patrocinados pela Air France.

Publicidade

O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

43 pitacos, participe desta conversa

  1. Luize disse:

    Olá Rodrigo!
    Você saberia me indicar um site para alugar um apto em Lyon? Estarei indo em outubro para passar 45 dias e queria uma indicação de site seguro para procurar apartamentos. Se puder indicar algum, agradeço muito!

  2. Flavio Fernandes disse:

    Chegarei em Lyon em 22/7 a noite e partirei em 28/7 logo cedo.
    Gostaria de conhecer cidades vizinhas com minha esposa e filha de 15 anos.
    Que cidades vizinhas voces indicam?
    Pensei em conhecer Beaune, capital do vinho.
    Como e a melhor forma de ir para la? Alugando carro, trem, ônibus? Quanto tempo vale a pena ficar? Como visitar as vinícolas?
    Onde mais posso ir ao redor?

    Grato,

    Flavio

  3. Willians disse:

    Olá Rodrigo/Lina. Excelente sua página! Quero ver se consigo uma ajudinha rs. Em fevereiro ficarei 3 noites em Lyon, aí queria saber o seria uma boa fazer nessa época à noite. Obrigado!

  4. Leonardo Abdo disse:

    Olá Rodrigo/Lina, o que vcs sabem sobre a ouigo? Estou fazendo umas pesquisas de trem para uma viagem que farei em janeiro de 2015 pelo interior da França no site raileurope, mas os valores estão bem mais caros do que na Ouigo. Vcs podem me ajudar?
    Abraços

  5. Clauapitz disse:

    Ah,o CP sempre me ajudando quando mais preciso! Desde a nossa primeira vez em Paris até agora …mês que vem o filho mais velho parte para Lyon onde vai ficar por um ano e eu,claro,vou aproveitar para fazer uma visitinha já em setembro.Vou ler todas as dicas

  6. Renata disse:

    E nao podem deixar de visitar o restaurante do Bocuse! É um piuquinho afastado, mas é uma experiência única.

  7. Ina Melo disse:

    Passei duas semanas nessa linda cidade. Um dia ainda espero voltar.

  8. Rejane Canhamello disse:

    Ah…. Vou visitar essa linda cidade em Dezembro, depois conto pra vcs como foi a minha aventura.

  9. Alexsandra Brito disse:

    amei os franceses que fora na minha escola hoje,muitos simpaticos

  10. Alexsandra Brito disse:

    eu queria muito ir pra lyon,mais n tem como porque sou de menor,e não tenho dinheiro,conhece hoje alguns franceses hoje na minha escola,ah moro no Ceará,então só vou poder quando eu tiver de maior e tiver dinheiro!!

  11. Luis disse:

    Estamos a preparar uma viagem a Lyon, pelo que li o seu artigo sobre a cidade, que me ajudou bastante a efectuar um plano de viagem.
    Muito Obrigado
    Luis
    http://documentaromundo.wordpress.com/

  12. Barbara disse:

    Morei em Lyon por um tempo e recomendo um restaurante que fica um pouco fora desse roteiro, apesar de bem perto da place de terreaux e da rue de la republique. O restaurante situa-se nas costas da igreja St. Nizier e chama-se Le musée. Restaurante minúsculo, um verdadeiro buchon que inclui, no final de cada refeição, uma visita guiada , oferecida pelo próprio dono do local, por um dos traboules da cidade. É sem dúvida o melhor restaurante da cidade

  13. Rodrigo Lavalle disse:

    Li, o mais prático é ir de trem TGV de Paris até Aix. Você evita deslocamento até o aeroporto e esperas desnecessárias. Pesquise horários e preços das passagens de trem no seguinte site: http://www.voyages-sncf.com/.
    Leia nossos artigos sobre a Provence: http://www.conexaoparis.com.br/categoria/outras-regioes/regiao-sul/provence/ e sobre a Borgonha: http://www.conexaoparis.com.br/categoria/outras-regioes/regioes-dos-vinhos/bourgogne/.
    Abraços.

  14. Rodrigo Lavalle disse:

    Lourença, vocês conseguem sim mas alguma dificuldade vai existir.
    Abraços.

  15. Rodrigo Lavalle disse:

    Maria Lucia, extamente qual informação? Você pode pesquisar horários e preços do TGV Paris-Lyon nesse site: http://www.voyages-sncf.com/.
    Abraços.

Próximos 20 comentários Aguarde, carregando novos comentários

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.