Por Ana Carolina Dani, sommelière das Caves Legrand

Quem ainda nunca experimentou comprar um vinho em Primeur, tem este ano uma boa razão para abastecer a adega com alguns dos melhores crus de Bordeaux. A campanha Primeurs de Bordeaux acabou de ser lançada e 2015 já está sendo considerada um safra histórica, deixando para trás os morosos anos de 2011, 2012, 2013 e 2014.

Para quem não sabe, a venda em Primeurs é uma especificidade da região de Bordeaux. Os vinhos são vendidos ainda durante o processo de envelhecimento, antes de serem colocados nas garrafas. Para os apreciadores, amantes e colecionadores, a campanha Primeurs oferece a possibilidade de comprar grandes (e menos grandes) crus por preços, normalmente, mais baixos do que os comercializados no mercado tradicional, cerca de dois anos mais tarde.

primeurs 2015

“Chais” do Château Montrose, 2° cru classé de Saint-Estèphe

2015: uma safra excelente em toda a região de Bordeaux

A impressão é unânime. O ano de 2015 vai certamente entrar para o seleto clube das grandes safras de Bordeaux. Depois de 2010, hoje considerado um ano exepcional, e dos inexpressivos 2011, 2012, 2013 e 2014, a safra de 2015 se beneficiou, principalmente, de condições climáticas optimais e de uma tendência a extrações menos marcadas.

Globalmente a safra é considerada excelente, com destaque para três regiões: Margaux – no Médoc -, Pomerol e Saint-Emilion, às margens direita do estuário do rio Gironda. Sauternes também promete fazer um dos vinhos mais sedutores das úlitmas décadas.

Uma particularidade desse ano é a regularidade e homogeneidade dos vinhos produzidos. O resultado é muito bom tanto para os vinhedos situados à margem direita (Medoc, Péssac-Léognan e Sauternes), quanto para os situados à margem esquerda do rio Gironda (Pomerol, Saint-Emilion, e vinhedos das encostas). As duas principais uvas da região para tintos, Merlot e Cabernet Sauvignon, também apresentaram um desempenho bastante regular.  

Com relação às 3 últimas maiores safras de Bordeaux (2005, 2009 e 2010), 2015 irá dificilmente superar 2010, que é hoje considerada uma safra exepcional, mas provavelmente será melhor que os também excelentes 2009 e 2005.

“2015 é uma excelente safra, completa, elegante, com ótimos vinhos em todas as regiões e todas as uvas. Na minha opinião, é mais elegante e equilibrado que 2005 e 2009. Eu diria que é o equivalente moderno de 1953 para os tintos, e 1949 para os licorosos”, explica Michel Bettane, um dos maiores e mais respeitados críticos de vinho francês.

19386268480_ec1218535f_z

Château Margaux (foto: Campus France no Flickr)

Margaux, Pomerol e Saint-Emilion – entre os maiores sucessos de 2015

Margaux é uma das Appellations d’Origine Contrôlée (AOC, em português, denominação de origem) do Médoc onde, normalmente, se encontra a maior desigualdade em termos de qualidade. Ora, esse ano, o que se verifica é o contrário. A região foi menos impactada pelas chuvas de setembro e os vinhos produzidos ali são excelentes. O Cabernet Sauvignon, majoritário nos vinhos de Margaux, se comportou admiravelmente, com bela maturidade. O resultado são crus equilibrados, com uma belíssima concentração e taninos plenos. Entre os primeiros crus classés do Médoc, o grande destaque é para o Château Margaux e para o esplêndido Château Haut-Brion que, nas palavras do crítico Michel Bettane, alcançou esse ano quase a perfeição

Em Pomerol e Saint-Emilion, os melhores resultados foram registrados nos solos mais quentes, com maior proporção de calcário, e entre os produtores que utilizam técnicas menos agressivas de extração. Muitos produtores produziram vinhos que podem ser comparados ao excelentes crus de 1998 na região, entre eles Cheval Blanc, Ausone, Angélus, mas também Canon la Gaffelière, Beau-Séjour Becot, Bellevue, entre outros. A qualidade das uvas foi tão boa que, esse ano, o Château Cheval Blanc decidiu não produzir seu segundo vinho, o Petit Cheval. Em Pomerol, o château Lafleur é sublime esse ano, além de Petrus, L’Eglise Canet, La Conseillante e Vieux Château Certan.

Sauternes: profundidade e frescor

Os vinhos de Sauternes prometem ser um dos mais sedutores das últimas décadas, graças, em parte, às chuvas de setembro, que resultaram no desenvolvimento precoce do botritys cinerea (fungo que se desenvolve na casca das uvas e que aumenta a concentração de açúcar) e preservaram a sensação de frescor, ideal quando se tratam de vinhos licorosos. A maioria é excelente, com destaque para os crus de Barsac, município vizinho à Sauternes.

Péssac Léognan: grandes tintos a preços razoáveis

A qualidade dos vinhos de produtores como Smith Haut-Lafite, Haut-Bailly e La Mission Haut Brion não deixa nada a desejar aos maiores crus de Saint-Emilion e do Médoc. Particularmente bem feitos em 2015, os tintos têm um grande potencial, com a vantagem dos preços mais razoáveis.

Brancos: amplos e maduros

Não procurem esse ano a expressão mais “vegetal” do Cabernet Sauvignon que, junto com as uvas Muscadelle et Sémillon, entra no corte dos grandes brancos de Bordeaux. Os brancos de 2015 terão um registro mais “solar” e menos “fresco” do que 2013 e 2014.

Capture d’écran 2016-05-10 à 12.57.24

A Caves Legrand (foto retirada do site oficial)

Sugestões da Legrand para os vinhos em Primeurs

(so preços vão sendo anunciados diariamente pelos châteaux até meados de junho; preços em euros, sem a TVA)

Os Grands Crus

  • Château Beychevelle / Saint-Julien / 58 euros
  • Château Suduiraut / Sauternes / 52 euros
  • Château Guiraud / Sauternes / 35,50 euros
  • Clos Saint Julein / Saint-Emilion Grand Cru / 34 euros
  • Château Petit Gravet Ainé / Saint-Emilion Grand Cru / 27 euros
  • Château Hosana/ Pomerol / 98 euros
  • Château Gazin / Pomerol / 53,20 euros

Descoberta

  • Bel Air la Royère / Côtes de Blaye / 16,20 euros
  • Clos Puy Arnaud / Côtes de Castillon / 20,50 euros
  • Eyrins / Margaux / 21,50 euros
  • Ormes de Pez / Saint-Estèphe / 22,90 euros
  • Camensac / Haut-Médoc / 22,60 euros
  • Château Chasse-Spleen / Moulis en Médoc / 22,60
  • Poujeaux / Moulis en Médoc / 23,25

Clique aqui e leia todos os artigos escritos pela Ana Carolina Dani.


Espaço KrajcbergAcesse nosso novo site Minha Viagem Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.

 


França Entre Amigos oferece transfers, traslados e passeios privativos de carro com motorista brasileiro por Paris e pela França.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.