Stephane Jego era um dos assistentes de Yves Candeborde no La Régalade original, do 14˚ arrondissement. Ao lado de Candeborde, participou da criação da bistronomia e hoje é dono de um dos melhores bistrôs de Paris.

Sempre lotado, clientes aguardam suas mesas em frente ao restaurante

Sempre lotado, clientes aguardam suas mesas em frente ao restaurante

Trata-se do Chez l’Ami Jean. O décor rústico dá a deixa: estamos de volta às raízes, comida de terroir, cozinha regional do País Basco francês, terra de Stephane.

Pequeno salão do restaurante: mesas coladas e decoração rústica

Pequeno salão do restaurante: mesas coladas e decoração rústica

Os desenhos na parede revelam um pouco da personalidade do chef – divertido e boca suja, ele comanda a cozinha e o salão aos berros. Reza a lenda que Stephane agarrou um crítico do Michelin pelo colarinho e o expulsou, aos gritos, de seu restaurante. O chef rebelde faz parte de uma nova geração que tem ojeriza às famosas estrelas e vêm mudando a cara da culinária francesa.

Nas paredes, desenhos e caricaturas do chef

Nas paredes, desenhos e caricaturas do chef

No cardápio, os embutidos merecem destaque especial. De entrada, salames e uma maravilhosa terrine de campagne.

A terrine de campagne passa de mesa em mesa. Os clientes podem se servir à vontade.

A terrine de campagne passa de mesa em mesa. Os clientes podem se servir à vontade.

O ambiente é animado, descontraído, festivo. Os garçons, brincalhões. Mas a comida é coisa de gente séria. Tudo é farto e nada é leve. Aves, cordeiros, leitões são presença constante no cardápio. Stephane está sempre em busca dos melhores produtos, dos melhores produtores locais.

O chef Stephane Jego serve um cordeiro inteiro aos clientes. O clima do restaurante é sempre alegre e festivo.

O chef Stephane Jego serve um cordeiro inteiro aos clientes. O clima do restaurante é sempre alegre e festivo. Foto tirada do Facebook do restaurante

De entrada, pedi uma sopa de parmesão a se tomar de joelhos.

Chez l'ami Jean

Creme de parmesão

Como prato principal, optei por algo menos selvagem – pedi um frango de “100 dias” com molho de mostarda e girolles (uma das minhas espécies prediletas de cogumelo) para acompanhar. Pulei os queijos e fui direto para a sobremesa. E, surpreendentemente, o arroz doce foi talvez a mais maravilhosa parte da refeição.

2013-07-24 23.22.56

Arroz doce

No almoço, o menu fixo com entrada, prato principal e sobremesa por 42 euros. Pedidos à la carte, com entrada e prato principal, por aproximadamente 45 euros.

 Chez l’Ami Jean: 27 Rue Malar, 75007. Tel.: 01 47 05 86 89. www.lamijean.fr

GuiaResraurantesConheça também nosso guia  Restaurantes e Outras Delícias, à venda na nossa lojinha (aqui)