A Provence, o Luberon e a Côte d’Azur

Do ponto de vista da blogueira que hoje sou,  conheci a Provence e a Côte d’Azur de uma maneira totalmente desorganizada. “Descia” de Paris, ora a convite de amigos que moravam em Maubec, ora para visitar a cunhada que morava em Cannes. Aos poucos fui conhecendo as cidades mais importantes, os vilarejos pendurados nas montanhas, as abadias, as belas cidades da orla marítima, os burgos medievais, os mercados de antiguidades, os mercados dos produtos locais e os restaurantes mais famosos.  Sem contar que desde 1985,  todos os anos, eu vou de Paris até o porto comercial de Marseille para pegar o navio que me leva até a Córsega. Inúmeras vezes ficamos um ou dois dias nesta fascinante cidade portuária tentando descobrir seus segredos. Uma vez, a convite de uma amiga que lá estava expondo seus quadros, outra vez para degustar uma bouillabaisse ou uma bourride. Tivemos até pernoites forçadas, motivadas por uma bandeirola que dizia: trabalhadores do porto de comércio de Marseille em greve.

Tentei várias vezes escrever sobre a Provence e a Côte d’Azur, mas me faltava a vivência enquanto turista visitando estas duas regiões de uma maneira organizada. E foi o que fiz em outubro de 2009.

Primeira questão: quantos dias são necessários para conhecê-las? Nós ficamos cinco dias na Provence e cinco dias na Côte d’Azur. Mas tenho um amigo que diz, no mínimo,  três semanas em cada uma delas. Optei por um programa mais realista. Em cinco dias é possível sentir o ambiente e conhecer as principais cidades.

Segunda questão: quantos hotéis reservar e onde? Nós decidimos reservar somente um hotel para a Provence e outro para a Côte d’Azur. Saíamos pela manhã e voltávamos no final da tarde.  Me dei conta que o ideal teria sido reservar dois hotéis para a Provence. Um em Aix en Provence ou em Marseille para conhecer estas duas cidades e outro no centro da região que se chama Luberon. A opção de somente um hotel para a Côte d’Azur foi correta.

Terceira questão: é possível conhecer estas regiões sem carro? Eu acho absolutamente necessário conhecer as duas regiões de carro. Sobretudo o Luberon. Já a Côte d’Azur possui um trem, o TER, que  liga Marseille, Toulon, Cannes, Nice e Mônaco. Mas algumas pequenas cidades interessantes não estão integradas nesta rede.

Vou escrever três artigos. O primeiro chamado Provence/Luberon  e o segundo  Côte d’Azur. O terceiro  com uma lista de hotéis e restaurantes.

Provence/Luberon

Porto de Marseille

O Luberon é uma cadeia de montanhas da Provence e se tornou o nome de uma região bem delimitada. O roteiro dos cinco primeiros dias inclui a visita de Marseille e Aix em Provence em seguida o percurso das pequenas cidades do Luberon: Roussillon, Gordes, Baux de Provence e Ménerbes.

Eu aconselho, saindo de Paris,   pegar o TGV direto até Marseille. São somente três horas de viagem e a passagem custa em torno de 80 euros.  Se saírem cedo de Paris ainda terão o final da manhã para conhecerem o porto, o chamado Vieux Port.

Nós almoçamos neste pequeno bistrot que se chama Le Bouchon Provençal (6, Place aux Huiles 13001 Marseille, tel. 04 91 33 44 92). Tudo muito gostoso, o preço correto, 11 euros o prato com uma taça de vinho. Ele está em uma região muito interessante ao lado do porto. Outra escolha seria um restaurante de frente para o porto, O Miramar, um dos endereços de Marseille para vocês conhecerem uma verdadeira bouillabaisse ( 12 quai du Port, tel 04 91 91 10 40).

Na parte da tarde, visitem a cidade com um daqueles ônibus de turista. Eu fiz este passeio e gostei muito. Saindo do porto, o ônibus pega a estrada da orla marítima. A vista é maravilhosa e as casas deslumbrantes. Na volta, ele vem por dentro da cidade e temos uma outra visão de Marseille.

Como hospedagem conheço um pequeno hotel ao lado do porto (Vieux Port).

Trata-se do Oceania Marseille Vieux Port (www.oceaniahotels.com). Quartos confortáveis, limpíssimos e banheiros novos. Diárias em torno de 85 euros. Um dos melhores hotéis de Marseille é o Sofitel. Vista maravilhosa do porto e um restaurante-bar excelente (www.sofitel.com)

No dia seguinte peguem o trem para Aix en Provence, que está a 15 minutos de Marseille. Preço da passagem 5 euros.  Passem o dia nesta cidade, uma das mais interessantes da Provence. Aconselho a vocês alugarem um carro a partir de Aix. Descendo do TGV, peguem o carro na estação e passem o dia nesta cidade.

Geralmente todo passeio começa na praça Rotonde, ponto de partida para conhecerem a famosa avenida Cours Mirabeau. Bela avenida com suas árvores (platanes), seus cafés, suas fontes. Esta avenida é um verdadeiro teatro e a calçada do lado esquerdo, mais ensolarada, está sempre cheia de estudantes e turistas do mundo inteiro. É no Cours Mirabeau que se instala, nos sábados, a feira dos antiquários da região.

É da praça Rotonde que começa, também,  o passeio pelo antigo bairro de Aix.

Ruelas ocupadas por uma multidão alegre.

Pequenas praças elegantes.

E milhões de pequenos restaurantes. Nós almoçamos no Le Pain Quotidien ( 5 Place Richelme). Sempre que encontrarem restaurantes desta cadeia, podem confiar. As refeições são leves, gostosas e baratas.

Durante o dia vocês viram o principal de Aix en Provence. No final da tarde peguem o carro rumo ao hotel que reservaram no Luberon. Nós ficamos em um pequeno hotel já citado aqui no blog pela leitora Patrícia.

Trata-se de cinco chambres d’hôtes situadas no prédio de um restaurante delicioso que se chama  Le Vieux Bistrot ( www.vieuxbistrot.com ). São somente cinco quartos, todos lindos e charmosos.   Uma precisão importante: os pais do proprietário possuem uma casa com piscina e alugam alguns quartos também. No site do Vieux Bistrot os quartos do restaurante se chamam Côté Village e os da casa dos pais Côté Champs. Eu preferi os quartos do Côte Village. O restaurante foi citado por dois guias, o Michelin e o Pudlo France.

Jantamos quase todas as noites, sem nenhuma nota falsa, no Vieux Bistrot. Na foto, o jovem proprietário do restaurante e das chambres d’hôtes.

O Vieux Bistrot está em uma pequena cidade que se chama Cabrières d’Avignon, vilarejo fora do circuito turístico, calmo e muito bonito.

Todas as manhãs, antes de começar a dura vida de turista, eu caminhava uma hora pelas ruelas desta cidade. Casas construídas com pedras brancas, ruas vazias e, de tempos em tempos, alguns turistas a cavalo.

Nestes três dias restantes conhecemos:

a maravilhosa cidade de Gordes,

a não menos maravilhosa cidade de Roussillon,

e percorremos as trilhas do ocre.

Visitamos  também a fascinante cidade-fortaleza de Baux de Provence.

de onde se tem a mais bonita vista de toda a região.

Fomos também a Ménerbes,

Para conhecer esta torre,

Para ver a casa da Dora Maar.

e para comprar o famoso vinho rosé da Provence.

Ficou faltando Saint-Rémy-de-Provence, Lacoste, Oppède Le Vieux, a Fontaine du Vaucluse e a famosa Abbaye de Sénanque. Meu ritmo é lento, caminho de manhã, tomo café com calma, mas um turista esportivo poderá integrar nestes três dias a visita de quase todos estes lugares. A região é pequena e tudo é perto.

Os próximos dois artigos serão sobre a Côte d’Azur e a lista de restaurantes e hotéis.

www.aixenprovence.com

www.gordes-village.com

www.roussillon-provence.com

www.tourisme-en-luberon.com

Publicidade

O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

242 pitacos, participe desta conversa

  1. Cynthia disse:

    Ola! Tudo bem? Queria uma dica de roteiro de fazer a provance de navio! Teria essa possibilidade? Fico te aguardando! Bjs e obrigada

  2. Marcia disse:

    Olá Lina, adoro seu blog! Preciso de sua ajuda, estarei chegando ao sul da Franca no dia 1º de junho com minha filha. Saio de Paris e vou direto a Nice, já comprei passagem de avião, chegarei em Nice 9h da manhã. Ficarei 4 dias inteiros em Côte d’Azur, me hospedarei em Nice. Ficarei 4 dias inteiros em Provence, ficarei hospedada em Aix. Como vou com minha filha de 21 anos, estou com dúvidas em quais lugares visitar em Côte d’Azur (melhores lugares) e quais lugares visitar em Provence. Não gostaria de alugar carro, já que fico meio insegura em dirigir num lugar que não conheço as estradas. Você pode me ajudar com o roteiro nestas cidades? Muito obrigada!!!!

  3. Ludmilla Demori disse:

    Boa tarde Lina. Como uma pessoa q está projetando em aprox. 3, 4 anos mudar para a região da Provence, próximo a Avignon, Gordes, Cucuron…sei lá, venho lhe fazer uma pergunta para a qual não encontrei ainda resposta na internet. O que fazer para sobreviver no inverno em termos de economia? Já morei em lugares pequeninos ao sul de Napoli e sei q nessas regiões praticamente se vive do q se faz no verão. Acredito ser tb esse o caso dessa região. Tenho alguma reserva de $ e cidadania européia, por tanto não estaria ilegal. Alguma dica? Agradecida.

  4. vera disse:

    Olá Lina!
    Vc tem dicas maravilhosas, já usei quando estive em algumas regiões da França.
    Gostaria de saber como é o clima na região de Luberon, Aix-Provence, Nice e Nimes na última semana de dezembro, neva em alguma região?
    Estou fazendo um roteiro e não quero ser surpreendida.
    Parabéns pelo seu blog!
    Muito obrigada!

  5. Daniela disse:

    Lina, tenho uma dúvida importantíssima. Quero ir de Florença para Aix, mas não sei qual a melhor alternativa. Estou com medo dos vôos low cost por causa da bagagem (com certeza não vou conseguir viajar dentro do limite) e os trajetos de trem parecem confusos. Tô perdida, me ajuda?

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Daniela, não achei trajetos de trem Florença-Aix e nem Florença-Marseille. Achei Florença-Nice e depois Nice-Aix, muito demorado e cheio de conexões. A solução mais prática seria avião (é preciso pesquisar se existe esse trajeto).
      Abraços.

  6. Aparecida disse:

    Oi Lina, boa noite, viajo pra europa dia 10/08/2014, saio de Paris dia 17/08 de carro . Paro em Dijo , Lyon, Marceille e Nice. Por favor me ajude com a rodovia a tomar, uma que me dê melhor paiságem. Conto com você pra me ajudar, obrigada e continue dando essa força aos principiantes.

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Aparecida, escolha sempre as estradas N de Nacionale ou as D de Départementale (menores ainda) e não as A de Autoroute. As estradas Nacionales e Départementales atravessam as cidades e as paisagens e são mais bonitas que as Autoroutes.
      Pesquise os trajetos no google maps.
      Abraços.

  7. José carlos barreto jr. disse:

    Olá Lina!
    Em 2010, seguindo suas indicações , eu e minha esposa tivemos a melhor viagem de nossas vidas em Paris. Tudo perfeito e sem stres. Agora, estamos planejando uma viagem ao sul da França por 10 dias. Queremos conhecer tanto a côte Azul quanto a provence, incluindo Marseille. Partiremos de Milão. O que nos aconselha como programação, hospedagem, aluguel de carro,…
    É complicado dirigir nessa regiào. Há normalmente muito trânsito? Iremos em Maio de 2015. Agradeço.

    • Rodrigo Lavalle disse:

      José,
      – Provence: você pode se hospedar em Aix en Provence ou nas imediações e visitar Baux de Provence, Carrières des Images, Gordes, Roussillon, Lacoste… Quer dizer, visitar todas as cidades pequenas da Provence, para isso precisa alugar um carro em Aix.
      Nos 5 dias restantes, pegue trem Aix-Marseille. Durma uma noite em Marseille e conheça Marseille e as Calanques.Em seguida se hospede em Nice para conhecer a Côte d’Azur: Eze, Saint Tropez, Cannes, Saint Jean Cap Ferrat. Não deixe de conhecer Saint Paul de Vence.
      Leia esse artigo: http://www.conexaoparis.com.br/2009/12/30/roteiro-da-provence-ate-cote-dazur/.
      Abraços.

  8. Maria tereza disse:

    Ola Nina
    Sou sua fã. Fiz um roteiro de 14 dias pelo sul da frança em julho e estou pensando em passar 1 dia em Porquerolles. Voce conhece? Vale a pena?
    E tambem 1 dia na Camargue. Voce tem alguma dica? Vou estar de carro.
    O roteiro é basicamente assim:
    3 dias hospedagem Mougin ou S P de Vence para conhecer Eza Menton Grasse etc e tbem a costa passando por st tropez
    3 dias cassis
    Indo para Porquerolles Cassis e Camargue
    4 dias Gordes e regiao luberon

    4 dias Grignan e regiao do Drome.
    Alguma sugestao de roteiro nessa região?

    Eu e meu marido adoramos dirigir.

    Obrigada
    Maria Tereza

    • Lina disse:

      Maria Tereza
      Seu roteiro está ótimo e 14 dias na região! Parabéns.
      A Camarga é maravilhosa, mas não a conheço bem. Fui uma única vez com amigos há mais de 20 anos.Não posso te ajudar, sinto muito. Tenho somente as informações que podemos encontrar nos guias e na mídia. Te aconselho comprar um guia da região. Ela merece ser estudade. Tenho que voltar para conhecê-la com calma.
      Se você gostar de caminhar na natureza e de praias vai amar Porquerolles.A ilha possui algumas praias de areia fina e muitos circuitos para caminhadas.
      Quanto à Drôme, eu me lembro muito bem do Palais do Facteur Cheval e do Château Suze la Rousse.Minha estadia nesta região foi também há anos atrás. Logo que aqui cheguei.

  9. Tatiana disse:

    Ola Rodrigo, Lina,

    Eu e meu marido viajaremos por uns 12 dias para a região da Provence e da Costa Azul, em Setembro.
    Nós partiremos de trem de Paris, e gostaríamos de saber a opinião de vocês sobre “darmos uma esticada” para conhecer Carcassonne. Sera que vale a pena? Eu gostaria muito de conhecer essa cidade, mas não estou certa de que este seria um desvio interessante. Neste caso, a ideia seria irmos de Paris direto para Carcassonne, e depois de lá, para Provence. De trem? De carro?

    Por favor, o que vocês acham?
    Obrigada!!!!!

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Tatiana, realmente é um desvio mas se você quer muito conhecer a cidade vale a pena ir. Você podem fazer Paris-Toulouse de trem, alugar um carro lá e ir para Carcassonne e a Provence/Cote d’Azur. Verifique se é possível alugar o carro em Toulouse e devolver em outra cidade.
      Abraços.

  10. Cris Miranda disse:

    Olá Lina/Rodrigo!
    Estarei em Aix por um final de semana de junho, chegando na sexta e partindo na segunda. Gostaria de saber das possibilidades de visita aos campos de lavanda/girassóis sem alugar um carro (eu não dirijo). Há a possibilidade de aluguel de bicicleta? Se eu procurar um Office du Tourisme em Aix consigo alguma excursão (rsrs detesto…)? Alguma sugestão/indicação? A partir do que li aqui no blog minha idéia inicial é ficar na sexta e no sábado em Aix (passear pelas feiras), no domingo visitar algum campo de lavanda e mais alguma(s) cidade(s) próxima(s) e na segunda ir a Marsseille e de lá retornar para Paris (onde estarei sediada). Obrigada desde já, e parabéns pelo trabalho do blog!

Próximos 20 comentários Aguarde, carregando novos comentários

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.