Cassis, na Côte d’Azur

Cassis, na Côte d’Azur

Cassis é um dos endereços mais interessantes do sul da França. A cidade atrai pela beleza da sua natureza e pelo charme das suas ruelas coloridas. Cassis faz parte do roteiro Provence/Côte d’Azur e está pertinho de Marseille.

Cassis é um pequeno porto com casas coloridas ladeado por dois monumentos naturais deslumbrantes:

. o Cap Canaille, a mais alta falésia marítima da Europa que se encontra à leste do porto;

. e as Calanques de calcário branco, situadas à oeste.

Porto de Cassis

Porto de Cassis

Como chegar em Cassis

Saindo de Paris temos quatro opções, de ônibus, de carro, de trem TGV ou de avião.

. De trem. Em 3 horas fazemos centro de Paris/centro de Marseille e na mesma estação pegamos o trem local para Cassis, um percurso de 40 minutos. Os preços variam de acordo com o mês, o dia da semana e a hora. E se comprar sua passagem com antecedência no site da Eurorail (clique aqui), consegue preços mais baratos ainda.

. De avião. Paris/Marseille e em seguida de carro ou trem até Cassis. A viagem de avião dura 1 hora. Pela Air France, você pode comprar a passagem direto do Brasil para Marseille, fazendo uma parada grátis em Paris (na ida ou na volta). Veja aqui as melhores ofertas da Air France.

. De carro. Passando por Lyon, Avignon, Aix en Provence, Marseille. Belo passeio em direção ao sol da Provence e da Côte d’Azur. Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França aqui. 

. De ônibus. Esta é a opção mais barata – preços em torno de 27 euros – e a mais longa, 12 horas de trajeto com uma parada na Gare de Lyon. Consulte valores e faça a compra da passagem pelo site da empresa de ônibus OuiBus (clique aqui).

Ruelas de Cassis

Ruelas de Cassis

Ao se aproximar de carro da cidade, um primeiro conselho: antes mesmo de entrar na cidade preste atenção nas formações rochosas que a circundam e nos vinhedos plantados nas encostas das montanhas.

Ruelas de Cassis

Ruelas de Cassis

A cidade e o seu porto são pequenos e podem ser conhecidos em 1 ou 2 horas. O melhor conselho que podemos dar é: perca-se! Flane, percorra as ruelas, entre nas lojas e admire os contrastes de cor entre mar, rochas e vegetação. Mas não saia de Cassis antes de conhecer a natureza que a circunda. É aí que se esconde o grande segredo e a fama da cidade.

Cassis, Cap Canaille à esquerda. marcovdz no Flickr

Cassis, Cap Canaille à esquerda. marcovdz no Flickr

O que fazer em Cassis: conhecer o Cap Canaille e as Calanques

Se tiver tempo, duas propostas:

. percorrer – a pé, claro – as trilhas das Calanques que ligam Cassis e Marseille. São 20 quilômetros de trilhas. Não é necessário percorrer todo o trecho. Um exemplo: basta fazer o percurso Cassis/Port Miou, a trilha sai do centro da cidade e é bem sinalizada. Este trecho mostra uma parte das maravilhosas Calanques de Port Miou que entram no interior das terras formando um porto natural. Foi daí que sairam as pedras brancas para a construção do Canal de Suez. As trilhas mostram também o Cap Canaille.

Alguns conselhos: não acenda fogo e não fume durante a caminhada.

Calanques de Cassis. Emmanuel Charbonnier no Flickr

Calanques de Cassis. Emmanuel Charbonnier no Flickr

. fazer um passeio de barco, saindo do porto de Cassis, para ver este patrimônio natural único. O turista possui várias escolhas com circuitos mais curtos de 45 minutos ou mais longos de até 2 horas que mostrarão 3, 5, 8 ou 9 calanques.

Route des Crêtes de Cassis. Giorgio Galeotti no Flickr

Route des Crêtes de Cassis. Giorgio Galeotti no Flickr

Se não tiver muito tempo, pegue a estrada que se chama Route Touristique des Crêtes que serpenteia entre as montanhas e durante 15 quilômetros oferece pontos de vista espetaculares do golfo, das Calanques, do arquipélado de Riou e de Marseille. Durante o percurso, os turistas param seus carros em estacionamentos criados para admirar a paisagem.

Cassis, antigo forte e Cap Canaille. Rainer Voegeli no Flickr

Cassis, antigo forte e Cap Canaille. Rainer Voegeli no Flickr

Saiba também que os vinhos branco e rosé de Cassis são apreciados e saborosos. Atenção, não confundam o Cassis – licor da Borgonha – usado no aperitivo chamado Kir e o vinho de Cassis.

As vinhas estão na comuna de Cassis e protegidas pelo Cap Canaille.

Quando percorrer a região verá que os viticultores que aí se encontram resistiram com bravura aos empreendedores imobiliários. As vinhas ocupam terras que valem fortunas e são vizinhas de casas maravilhosas. O vinhedo ocupa 210 hectares, participa da qualidade da paisagem, além de ter um papel importante para a economia local.

Porto de Cassis. Rainer Voegeli no Flickr

Porto de Cassis. Rainer Voegeli no Flickr

A cidade pode ser visitada em um dia. Valeria a pena ficar um pouco mais para conhecer com calma toda a região. Abaixo dicas de hotéis.

Hotéis em Cassis 

. Royal Cottage em Cassis. Simpática e agradável construção contemporânea com um belo jardim e quartos simples e confortáveis. Ele está na parte alta da cidade, mas em 5 minutos de caminhada chegamos no porto. Clique aqui para suas reservas.

. La Demeure Insoupçonnée em Cassis. Pequeno hotel com vista linda de Cassis. Quartos elegantes, piscina e jardim. Situado a 10 minutos de caminhada do centro da cidade. Clique aqui para suas reservas.

Hotel opção Marseille

. Hotel Ibis Saint Charles em Marseille. Uma boa opção, para aqueles que estão no eixo Paris/Marseille de trem, é se hospedar no Ibis da estação ferroviária de Marseille. Fui o que fiz em setembro 2016. Cheguei em Marseille, vindo da Córsega, deixei as bagagens no Ibis Saint Charles, peguei na mesma estação o trem para Cassis. No final do dia voltei de trem para Marseille e no dia seguinte peguei o trem TGV, que sai da mesma estação, para Paris. Clique aqui para suas reservas no Ibis Saint Charles.

cassisAcesse nosso novo site Minha Viagem Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.

 

 


Vai para Paris? Reserve sua passagem no site oficial da Air France - o melhor preço para mais de 900 destinos em todo o mundo.
O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.
Último pitaco (1/1), ver todos os comentários
  • "Estive em Cassis em 2014 e foi um dos melhore ..."

    Aline Paola
Deixe seu pitaco

Côte d’Azur: visita de vinhedo

Château Minuty é um vinhedo situado perto de Saint Tropez, na Côte d’Azur. Este vinhedo de Côtes de Provence possui 110 hectares de plantação e uma bela sede estilo toscano construída em 1890. Minuty foi uma das primeiras propriedades do sul da França a ser classificada como Cru Classé des Côtes de Provence. Eles produzem 80% […]

Leia mais →

Vídeo: passeio de carro na Côte d’Azur

A Côte d’Azur é uma das regiões mais emblemáticas e badaladas da França. Um lugar único, onde a bela paisagem da Provence se encontra com o azul do mar Mediterrâneo. Ela é também a cara do verão francês, destino certo daqueles que gostam de agitação, de ambientes festivos e cosmopolitas onde a efervescência social acompanha a do […]

Leia mais →

Seis museus de arte contemporânea no sul da Franca

A região da Provence-Côte d’Azur é uma das mais emblemáticas e mágicas da França – seja pelos campos de lavanda e outras belezas naturais, pela comida com influências mediterrâneas ou pelo glamour de suas cidades litorâneas. O que poucos sabem é que a região – principalmente o departamento de Var – abriga museus de arte contemporânea imperdíveis. Tratam-se de […]

Leia mais →

Nice: restaurante La Mérenda

Quando abrimos o site do restaurante caimos direto no painel informativo abaixo : La Merenda informa os comentários sobre o restaurante: . que não tem telefone. . que as reservas são possíveis somente se você passar no restaurante durante os horários de funcionamento. . que os cartões de créditos não são aceitos. . que o restaurante […]

Leia mais →
26 posts