Para que a primavera em Paris seja realmente maravilhosa inclua no seu roteiro uma cerejeira florida.

Se vier conhecer a primavera em Paris, anote o endereço do Jardin des Plantes.

A observação das flores das cerejeiras não faz realmente parte dos rituais parisienses. Este costume japonês se espalhou pelo mundo e, hoje, da Ásia aos Estados Unidos encontramos vários Cherry Blossom Festivals. Alguns exemplos: no Brooklym o festival Annual Sakura Matsuti Cherry Blosson é uma das atrações mais interessantes do Jardim Botânico; em Roma, é no parque Esposizione Universale di Roma que o hanami acontece. Este parque possui inúmeras cerejeiras oferecidas pelo Japão à Itália em 1959.

Paris, Jardin des Plantes, cerejeira florida

Apesar de não termos aqui rituais oficiais, os parisienses são sensíveis à beleza da cerejeira em flor. Na primavera em Paris, atentos, eles seguem a evolução da meteorologia e vigiam as poucas cerejeiras da capital. Quando as pétalas aparecem as redes sociais entram em ação.

Paris, Jardin des Plantes, cerejeira florida

E pela primeira vez, em trinta anos, consegui ver a cerejeira japonesa do Jardin des Plantes florida. Para quem não conhece ainda, este jardim se encontra no Quartier Latin e ele merece ser conhecido (leia aqui).

No Japão, os japoneses se preparam, organizam piqueniques, reúnem a família e amigos e passam o dia admirando as flores. Conhecido como hanami, este ritual correspondia, no passado, ao início da plantação do arroz. Instalados sob as cerejeiras em flor, os japoneses bebiam e rezavam para que as recoltas fossem fartas. Hoje, o hanami é sinônimo de renovação e corresponde ao início do ano universitário. A contemplação das flores adquiri também um caráter filosófico. Como a vida, as flores são belas e efêmeras. A floração de cerejeira possui uma etapa «beleza divina» que dura somente dez dias.

Paris, Jardin des Plantes, cerejeira florida

O Jardin des Plantes possui algumas cerejeiras e uma delas é mais bonita e acessível. Ela se encontra na ala central do jardim que vai do portão principal até a Grande Galerie de l’Évolution. Não temos espaço para piquenique e nada está preparado para uma estadia prolongada sob a árvore. Uma pena! Um conselho, para entender a beleza desta cerejeira, pise na grama e aproxime-se do tronco central. Percebi que os ocidentais olhavam e fotografavam a árvore pelo “lado de fora”. Os orientais presentes, ao contrário, se aproximavam do tronco à procura de uma intimidade com a planta.

Paris, Jardin des Plantes, cerejeira japonesa

Vivi alguns minutos maravilhosos sob o cerisier Japon Prunus Kanzan. Ele me deixou um gostinho de quero mais. Daqui para frente, a meta é Japão na primavera.

Paris, Jardin des Plantes, cerejeira florida

Outro endereço para a sua primavera em Paris é o Parc de Sceaux que possui um número elevado de cerejeiras.

O acesso ao Jardin des Plantes é gratuito. Ele está aberto todos os dias. Metrô linha 5 ou 10, estação Gare d’Austerlitz. Clique aqui e veja nosso vídeo sobre ele.


Primavera em Paris

O guia do Conexão Paris 5 Roteiros em 4 Dias é ideal tanto para quem está indo pela primeira vez a Paris, quanto para aqueles que já visitaram a cidade e desejam descobrir os segredos dos parisienses. São cinco roteiros exclusivos que podem ser percorridos em, no mínimo, quatro dias. À venda na nossa agência online Minha Viagem Paris, clique aqui.