O luxuoso Hotel Crillon facilita acesso ao seu bar, assim como aos espaços brasserie e salões de chá.

Nós sempre quisemos desmistificar, aqui no Conexão Paris, os endereços luxuosos e apresentados como reservados à elite internacional. Entre eles incluímos os bares e salões de chá dos grandes hotéis. Os frequentamos como frequentamos os bares e casas de chá dos bairros mais jovens, dinâmicos e populares. A cada happy hour no Ritz (clique aqui), no Le Meurice e outros escrevemos artigos com sugestões e fotos. Eles podem ser mais confortáveis e mais bonitos, como também menos divertidos e mais caros. Mas em nenhum momento estes espaços são reservados à uma categoria especial.

Por isso apreciamos uma entrevista com Xavier Thuizat, Sommelier Chef do recém re-inaugurado Hotel Crillon.

Hotel Crillon

Para aqueles que não conhecem Paris, o Crillon se encontra na Place de la Concorde, ao lado da embaixado dos EUA, perto do Palácio do Governo Francês, perto do Louvre e da avenida Champs Élysées. Endereço mais nobre impossível.

O imóvel que ele ocupa é classificado pelo patrimônio histórico. Ele foi construído em 1758 e foi uma encomenda de Louis 15 ao mais famoso arquiteto da época. Crillon foi transformado em hotel em 1909. Hoje, ele pertence à família real da Arábia Saudita. O Crillon passou por 4 anos de reformas e acabou de ser re-inaugurado.

Bar Hotel Crillon

O luxuoso Hotel Crillon facilita acesso ao seu bar

A nova atitude do Crillon é tornar o hotel mais democrático, mais aberto e acessível aos parisienses e aos turistas. Por isso duas entradas distintas. Uma na praça Concorde, número 10, que permite um acesso fácil e direto ao bar, ao salão de chá e à brasserie. E outra, na rue Boissy d’Anglas onde desembarcam os hóspedes.

Mesmo que as diárias de um quarto ou uma suite não estejam ao alcance de uma imensa maioria (de 1.200 euros até 25.000 euros), frequentar o bar, a brasserie ou o salão de chá do Crillon é uma experiência de luxo acessível.

A carta de vinhos, da brasserie e do bar, possui 600 referências de garrafas abaixo de 60 euros. O primeiro preço é 45 euros. Para aqueles que não querem pedir uma garrafa, o hotel possui uma sommellerie moderna em termos de serviço, com proposições de vinhos na taça e atitude descontraída.

Hotel Crillon, pequeno restaurante gastronômico Écrin

Dentro da vontade expressa de tornar o Crillon mais aberto aos passantes, o restaurante gastronômico do hotel, chamado Écrin, abrirá somente no jantar ocupando uma pequena sala do térreo. As grandes salas históricas estão ao alcance do público em geral.

Hotel Crillon, salão de chá

Encontramos o mesmo tom em outra entrevista. Desta vez com o chef pâtissier do Crillon, Jerôme Chaucesse. Ele fabrica todas as sobremesas servidos no hotel, assim como todas as viennoiseries do café da manhã e do salão de chá. Seu objetivo também é democratizar o palácio: “não é preciso dormir no hotel para degustar um chocolate quente com um croissant assado na hora”. A direção do Crillon sabe que os consumidores se sentem inibidos diante da decoração suntuosa de um hotel alto luxo. E as medidas tomadas para quebrar a timidez dos passantes são bem-vindas.

Os restaurantes do Hotel Crillon

  • L’Ecrin (restaurante gastronômico): clique aqui para reservar uma mesa.
  • Brasserie d’Aumont: clique aqui para reservar uma mesa.
  • Le Jardin d’Hiver (salão de chá).
  • Les Ambassadeurs (bar).

Hotel Crillon, 10 place de la Concorde, 75008.


Acesse o site Minha Viagem Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.