De acordo com a mídia especializada, nos últimos anos o mercado da moda masculina vem crescendo mais que o feminino. Seguindo essa tendência,  a Galeries Lafayette Paris Haussmann fez, nos últimos dois anos, uma super reformulação do seu prédio onde funciona a Galeries Lafayette Homme. Agora o edifício, cujo 1° andar era ocupado pela Lafayette Gourmet, passa a ser totalmente dedicado à moda masculina visto que, anteriormente

Entre as razões citadas para explicar esse crescimento estão a maior quantidade de informação sobre moda masculina e o fácil acesso a ela através da internet; o surgimento de novos ídolos “fashion” masculinos no campo do entretenimento, dos esportes e mesmo dentro do mundo da moda; a entrada da China e de outros países emergentes no mercado e, principalmente, uma mudança no comportamento masculino com uma maior abertura das novas gerações de homens em relação à moda, ao estilo pessoal e às compras.

Galeries Lafayette Homme

Galeries Lafayette Homme

Mesmo em Paris, que sempre foi uma cidade onde a maioria dos homens é style conscious e sente prazer em se vestir, esse aquecimento do mercado é sentido. Nos últimos tempos novas marcas de moda masculina surgiram na cidade enquanto marcas tradicionais e um pouco “empoeiradas” (Brioni, Berlutti) foram compradas pelos grandes conglomerados de luxo e repaginadas a fim de se tornarem mais atraentes aos novos consumidores.

A Galerie Lafayette Homme

A nova loja, de fácil navegação, com corredores largos e super bem iluminada, tem 12.000 m² divididos em 4 andares:

  • no térreo encontramos bolsas, carteiras e pequenos acessórios de couro, echarpes e cachecóis, chapéus, relógios e canetas de marcas prestigiadas, perfumes e as máquinas fotográficas Leica. Leia nosso artigo aqui;
  • no 1° andar está a moda jovem e casual, o streetwear, os jeans e também 750m² totalmente dedicados aos sapatos. Leia nosso artigo aqui. Outra boa novidade é o restaurante Big Fernand e seus deliciosos hambúrgueres.
  • no 2° andar ficam as marcas de moda contemporânea que fazem peças atemporais, chiques porém descontraídas: Agnès B., Balibaris, Cos, Essentiel, Sandro, The Kooples, Zadig & Voltaire, Zapa etc.

O 3° andar

Galeries Lafayette Homme

O 3° andar da Galeries Lafayette Homme, o luxo e o savoir-faire

É aqui onde ficam as “jóias da rainha” do mundo da moda masculina. Nesse andar encontramos, debaixo do mesmo guarda-chuva do luxo e do requinte, dois tipos de marca com propostas antagônicas porém essenciais para a sobrevivência da moda masculina.

Galeries Lafayette Homme

Vista do 3° andar

Há aquelas bem na vanguarda cujas propostas inusitadas fazem a moda evoluir. Em princípio elas serão adotadas somente pelos iniciados mas, em pouco tempo, suas ideias serão diluídas pelas grandes marcas de fast fashion e chegarão ao grande público. Exemplos: Rick Owens, Givenchy, Junn J, Junya Watanabe, Vivienne Westwood.

E há aquelas que são a própria tradução da tradição masculina de vestuário. Marcas que guardam os segredos da alfaiataria, do corte, dos tecidos e dos códigos da vestimenta masculina. Elas têm o savoir-faire de décadas e a garantia de qualidade extrema. Entre elas Brioni, Brunello Cucinelli, Kiton, Ermenegildo Zegna e outras sete maisons italianas especializadas nos ternos e costumes. A maioria oferece um serviço de customização das roupas ou até mesmo roupas semi feitas sob medida, de acordo com os desejos e a silhueta do cliente.

Galeries Lafayette Homme

O corner da marca italiana Brioni, especializada em ternos. No 3° andar da Galeries Lafayette Homme.

Clique aqui e leia todos os artigos sobre as Galeries Lafayette.

Lafayette Homme, 48 boulevard Haussmann; metrô linhas 7 e 9, estação Chausée d’Antin – La Fayette ou linhas 3, 7 e 8, estação Opéra.


Lembrando que os leitores do Conexão Paris têm 10% de desconto nas compras feitas na Galeries Lafayette Paris Haussmann (exceto serviços, alimentação, bebidas, livros, CD e artigos indicados com um ponto vermelho – point rouge), clique aqui para saber mais.