Por Marina Giuberti, sommelière que oferece cursos e degustações de vinho ao público brasileiro.

O champanhe é o vinho mais famoso do mundo. Sinônimo de festa e de leveza, ele acompanhará os momentos mais felizes da nossa vida.

Aqui vão umas informações que você precisa saber para escolher bem sua garrafa.

Grandes champanhes

Maisons de Negoce

Existem cerca de 15 mil produtores de champanhe, isso mesmo 15 mil! Destes, apenas 5 mil produzem seu próprio néctar. Já os outros 2/3 da produção pertencem às Maisons de Negoce lideradas pelo grupo LVMH (Louis Vuitton Moët Henessy) que possui as marcas Moët & Chandon, Veuve Clicquot, Ruinart, Dom Perignon, Krug e Mercier. Para se ter uma idéia, a Veuve Clicquot produz 8 milhões de garrafa por ano e a famosa “Dom Pê”, algo em torno de 5 milhões.

Meus produtores preferidos são os pequenos proprietários que produzem um champanhe com identidade única e onde tenho certeza de que não estou pagando 50% do preço final da minha garrafa para a equipe de marketing.

C

Champagnes Veuve Fourny e outros

Na lista dos meus preferidos estão: Jacques Selosse, Egly Ouriet, Agrapart, Jerome Dehours, Jacques Lassaigne, Laherte, La Closerie, Veuve Fourny. Provavelmente você não os conhece, mas posso garantir que a qualidade é superior à das marcas famosas. O champanhe Closerie, por exemplo, é uma produção de apenas 14 mil garrafas, isto é o que eu chamo de “champanhe exclusivo”.

C

Champagne Egly Ouriet

A diferença de preço pode ir de 45€ para um champagne Egly Ouriet, por exemplo, a 145€ para um “Dom Pê”; de 23€ para o champanhe Veuve Fourny Brut Reserva a 45€ para uma Veuve Clicquot. E a qualidade deles é similar.

Ouse, surpreenda-se, existem milhares de produtores esperando pela sua descoberta.

Outra coisa que adoro é crémant. O método de vinificação é o mesmo utilizado na Champagne, mas a região e as uvas mudam. É muito melhor um crémant de qualidade que um champanhe medíocre.

A conta é simples, para se fazer uma garrafa de champanhe é necessário 1,2kg de uva e o quilo custa em média 7€. Se adicionarmos todos os custos, transporte, engarrafamento, marketing, estocagem, mão de obra, veremos que o custo mínimo de uma garrafa de champanhe gira em torno de 20€. Se encontrarmos no comércio uma abaixo deste preço, podemos desconfiar que é fria.

C

Créments

Mas existem crémants de altíssima qualidade entre 14 e 20 euros. Minhas regiões preferidas são Alsace, Loire, Borgonha e Jura. Quantos aos produtores, Philipe Bornard e Stephane Tissot no Jura, Château de Brezé no Loire, Albert Mann e Binner na Alsace.

C

Cave Geisee

E para não deixar meu nacionalismo de lado, o Brasil, produz excelentes espumantes. Adoro o Cave Geisee, o Casa Valduga Premium Brut safrado, o Viapiana Brut e acho o Chandon nacional bem correto.

Mas em terra de Bonaparte, o melhor mesmo é fazer como os franceses! Santé!

Clique aqui e saiba mais sobre os cursos de vinhos e degustação em Paris propostos pela Marina. Ela é brasileira e os cursos são em português.


Passeios temáticos de barcoAcesse o site Minha Viagem a Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.