Como já discutimos aqui no Conexão Paris, você pode conhecer as caves da Veuve Cliquot ou da Moet Chandon em um bate e volta à partir de Paris. Leia artigos aquiaqui.

Mas se quiser ver com calma a região, visitar vinhedos, conhecer os bons restaurantes e visitar a maravilhosa catedral de Reims, durma uma noite por lá.

O ideal é se hospedar perto de Reims, cidade que é a alma da Champagne. Em pequeno vilarejo da região – Saint Thierry – eu indico uma pousada, o  Le Clos du Mont d’Hor, onde você se hospeda por 83 euros a diária (valor de 2014).

Das janelas desta pequena pousada, com apenas seis suites, você admira os vinhedos da Veuve Cliquot e uma igrejinha do século 12. Acordar ao som dos pássaros e comtemplar esta paisagem é uma sensação inesquecível.

Para aquele que busca hospedagem de maior requinte, as dicas são Les Crayères e L’Assiette Champenoise em Reims ou o Royal Champagne em Champillon. São hotéis divinos mas o estrago no bolso será considerável. Os dois primeiros possuem restaurantes duas estrelas no guia Michelin e, estando por lá, você não resistirá à tentação de conhecê-los.

Há boas opções de restaurantes, mas a minha dica é o La Table Kobus, um restaurante em Epernay. La Table Kobus, citado pelo guia Gault et Millau, possui uma bela carta de vinhos de produtores regionais de grandes champagnes. Na maioria das vezes são marcas ainda desconhecidas pelos enófilos brasileiros. O cardápio do restaurante oferece menus à 19, 29 ou 44 euros (valores de 2014).

A opção de vinhos em taças é fantástica. Mesmo assim La Table Kobus permite que o cliente leve sua própria garrafa sem pagar rolha. Basta informar esta intenção ao fazer a sua reserva. Só não se esqueça que a etiqueta para essas ocasiões recomenda que se deixe uma boa gorjeta e que o vinho levado seja realmente especial. Que tal um grande champagne, em garrafa magnum (1.5 litros) de uma safra como a de 1988, 1989 ou 1990?

Nas lojas especializadas da região – como a Le Vintage, logo atrás da Catedral de Reims – pode-se comprar um magnífico champagne de uma dessas safras por 130 a 200 euros. (ultima atualização feita em 2014)

Artigo de autoria de Gerson Lopes – editor do site Vinho e Sexualidade.

Como ir de Paris até Reims

  • Trem: a viagem tem cerca de 1 hora de duração, dependendo da data e hora do trem. Compre sua passagem antecipadamente – clique aqui – para garantir os melhores preços.
  • Carro: A viagem dura em torno de 2 horas. Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França aqui.
  • Ônibus: A viagem tem cerca de 2 horas de duração. Consulte valores e faça a compra da passagem pelo site da empresa de ônibus OuiBus.

No site Minha Viagem Paris você encontra um passeio guiado com sommelier brasileiro pela região de Champagne, clique aqui para saber mais.