As fotos e o texto deste artigo são de autoria de Kátia Becho.

Andar de Vélib’ é uma das melhores formas de se conhecer Paris: fácil, rápido, barato e lúdico. Funcionando desde o verão de 2007, as Vélib’ (união das palavras vélo + liberté) caíram no gosto dos turistas e dos parisienses e provocaram o aumento das vendas de bicicletas comuns na cidade. Já são mais de 20.000 Vélib’ e mais de 1.400 estações por toda Paris. A cada 300 metros, segundo a prefeitura, há uma estação.

As estações são tipo auto-serviço, ou seja, a pessoa chega e faz toda a operação de aluguel através de um totem computadorizado. É preciso ter um cartão de crédito com chip, pois os totens não funcionam nem com cartão de tarja magnética nem com dinheiro.

Há duas formas de se comprar o passe Vélib’: para uso por 1 ou 7 dias e para uso o ano todo. A primeira meia hora é gratuita. A dica é trocar de bicicleta antes de vencer a primeira meia hora (a cada 29 minutos). Dessa forma, com um único pagamento de 1,80 euros, dá pra rodar o dia todo.

Clique aqui para ler outro artigo com o passo a passo de como alugar uma Vélib’.

As Vélib’ são bicicletas resistentes e possuem 3 marchas. Há, por toda a cidade, indicação no asfalto dizendo onde deve-se andar de bicicleta e onde deve-se atravessar a rua. Nos grandes boulevards e avenidas, geralmente a ciclovia é a mesma pista reservada aos ônibus. Os motoristas costumam ser gentis com os ciclistas, mas é bom tomar cuidado e sempre indicar com o braço antes de virar uma esquina. O ciclista deve evitar andar na contramão. Outro dia eu fiz isso e uma ‘tropa de choque’ de 3 policiais de bicicleta me cercaram. A policial feminina me encarou bem brava e falou dura que eu estava errada. Ela viu que eu era turista mas, se fosse uma local, pagaria uma multa na hora.

O site do Vélib’ tem opção do idioma em inglês ou espanhol, clique aqui.

Observações:

1- Leiam o comentário da leitora Alessandra Soraggi. Ela usou o Vélib’ em Paris e faz uma análise excelente do uso das bicicletas

2- Kátia Becho, a autora do artigo, passeou por Paris guiada por uma amiga parisiense. Por isto ela pode usar, sem problemas, o recurso de devolver a bicicleta antes de completar os 30 minutos. Desde que publiquei o artigo da Kátia, estou preocupada com este detalhe. Aconselho a não usarem este recurso. Melhor pagar os acréscimos a cada meia hora e passear pela cidade sem se preocupar com a troca de bicicletas a cada 29 minutos. Concordo plenamente com tudo que Alessandra disse.

Leia também:

MinhaViagemParis1Acesse nosso novo site Minha Viagem a Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.

França Entre Amigos oferece transfers, traslados e passeios privativos de carro com motorista brasileiro por Paris e pela França.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.