Bicicletas em free floating desembarcam em Paris e fazem concorrência ao Vélib, o programa da Prefeitura da cidade.

Vélib sempre foi, desde o primeiro ano, um imenso sucesso. Os anos passaram e a Prefeitura lançará, dia 1° de janeiro, um novo Vélib modernizado.

Terminal Vélib na Madeleine

As novidades

. As bikes serão mais confortáveis e bem mais leves.

. O novo programa cobre um território mas vasto, o que permitirá sair de Paris com a bike Vélib.

. As bicicletas serão conectadas e terão um serviço que permitirá localizá-las em tempo real. Quer dizer, encontrar os terminais com bikes disponíveis.

. Além disto, as novas bikes terão um sistema “anti terminal lotado”. Isto evitará a desagradável situação de não poder devolver a bike por causa do overflow: todas os lugares ocupados. Mesmo que o terminal esteja lotado, o usuário poderá deixar sua bike encostada por perto.

. Outra novidade, 30% das bicicletas serão dotadas de assistência elétrica. Ideal para as (raras) ruas com desnível. Oba, poderemos subir até Montmartre by bike.

. Boa notícia, a famosa primeira hora gratuita será mantida. Para quem não conhece ainda o Programa Vélib, a primeira hora de uso é grátis. O ideal é usar a bike durante 28 minutos e em seguida devolvê-la. 90% dos usuários devolvem as bikes antes do limite de 30 minutos.

O novo programa Vélib terá que enfrentar a concorrência de novos operadores internacionais de bikes. Todos operam com serviço sem terminais.

Bicicletas em free floating

Bicicletas em free floating Gobee.Bike

Como funciona o sistema bicicletas em free floating

. Baixe o aplicativo do operador no seu celular.

. Escolha o modo de pagamento: cartão, Paypal, etc.

. Em seguida procure uma bicicleta disponível por perto. Todos eles possuem um sistema de geolocalização.

. Para liberar a bicicleta faça um scanner com seu celular do código QR que se encontra perto do guidom.

. Saia passeando por Paris. Você está pagando 50 centavos a cada meia hora. O valor será debitado no cartão.

. No final, estacione a bicicleta em local que não incomode a circulação de pessoas e carros. Feche o cadeado eletrônico da bike. Pronto!

O primeiro operador de bicicletas em free floating, o mais visível até agora,  se chama Gobee.bike e suas bicicletas são verde maçã.

O segundo, oBike, possui bicicletas amarelas/cinzas. Por enquanto, oBike opera somente na rive droite em fase experimental.

O terceiro, ofo, é chinês e já opera em 180 cidades.

A chegada das bikes sem terminal já está provocando tensões. E sobretudo, colocando a questão da utilização do espaço público. Se os Velibs ficam em filas organizadas nos terminais, as bikes dos novos operadores são largadas diante das portas de entrada dos prédios, dentro dos jardins públicos, se amontoam para todos os lados.

A Prefeitura de Paris já convocou os novos operadores para discutirem o uso do espaço público. Em certas cidades, o operador e os usuários das bikes em free floating possuem espaços delimitados de estacionamento.

Os novos operadores apareceram nos passeios em meados de outubro 2017. Cedo ainda para saber como será a regulamentação.


No site Minha Viagem Paris você encontra vários passeios guiados de bike por Paris e pelo interior da França, clique aqui para saber mais e fazer sua reserva.