Os banheiros públicos em Paris

Post atualizado em maio de 2015

Ir ao banheiro enquanto faz turismo pelas ruas de Paris pode ser um problema. Se você tentar o truque de entrar em um café qualquer e pedir para ir ao banheiro, poderá receber uma resposta bruta do garçom. É melhor, neste caso, sentar-se e pedir um café para, em seguida, usar o banheiro.

Mas saiba que Paris conta com cerca de 400 banheiros públicos, administrados pela Prefeitura da cidade. Estes banheiros, chamados Sanisettes, são gratuitos, e ficam na rua, espalhados por toda a cidade.

Banheiro público em Paris

Banheiro público em Paris

Apesar de muito frequentados (alguns recebem até 200 visitas por dia),  são limpos (em princípio!) pois possuem um sistema de auto limpeza que entra em ação após cada uso. Para entrar basta apertar um botão ao lado da porta.

Os  mais planejados podem consultar o mapa interativo dos banheiros públicos antes de sair de casa.

Além dos Sanisettes, há também os Point WC –  também públicos mas tidos como “de luxo”. Nestes casos, a visita é paga e custa 1,50 euros. São banheiros mais confortáveis e bonitos do que as Sanisettes.

Os banheiros Point WC

Os banheiros Point WC. Foto do site Point WC

A limpeza é manual, mas tem sempre uma pessoa no local para manter tudo nos trinques. São menos numerosos, mas estão presentes perto de grandes pontos turísticos como a Avenue Champs Elysées, o Carroussel do Louvre e a loja de departamentos Printemps, ao lado da Ópera. Veja aqui a localização dos Point WC em Paris.

Tudo bem melhor do que no passado! Em 1834 foram instalados em Paris banheiros públicos e gratuitos que receberam o apelido de Vespasiennes, uma referencia aos banheiros da antiga civilização romana.

Os antigos banheiros públicos de Paris

Os mais velhos se lembram ainda do cheiro. E apenas os homens podiam usar – e ficavam com as pernas aparecendo por baixo.

Publicidade

O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

18 pitacos, participe desta conversa

  1. Ana Gomes disse:

    Eu usei um perto da Operá e achei maravilhoso!!! Porque não temos aqui em SP??? Não, seria bom demais pra ser verdade….

  2. Ines disse:

    Na última vez que estive em Paris em fevereiro passado, olhando a vitrine de uma livraria, bati os olhos num livrinho “Où faire pipi a Paris”. É bem informativo, principalmente para as mulheres.

  3. Roberto Corrêa Gomes disse:

    Já eu, entro no primeiro café, uso o meu melhor sorriso para disfarçar a aflição, peço um café e com cara de quem se lembrou por acaso, lasco um tupiniquim “sîl vous plait, oú le toillete, mounsier”?

  4. cecília disse:

    Na China a maioria é no chão e voce precisa sempre levar seu próprio papel. Nos grandes centros já começam a ter “opção” para os WC´s que conhecemos. Não ví banheiros públicos em Shanghai ou Beijin. No interior é pior ainda. O mais indicado é sempre esvaziar a “pipa” sempre que tiver um banheiro por perto, aí não vai passar sufoco.

  5. Mauricio Christovão disse:

    Como eu tomo remédio para hipertensão, vocês podem reparar que nos meus “posts” sempre faço menção aos banheiros dos locais que visitei… É sempre bom ter moedas de euros e seus centavos, pois encontrei um WC automático na estação de trem Carcassonne que só aceitava 30 centavos e não dava troco!!! Ou seja, só moedas de 10 e 20 centavos. Ainda bem que eu tinha…

  6. Paulo disse:

    Uma vez estava muito apertado e pedi ao dono de um café para usar o banheiro às margens do Sena. Ele respondeu: “toilette is in the park” e apontou para uma praça do outro lado. Agradeci pensado que se tratava de um banheiro público, mas ao chegar, pelo cheiro, percebi que ele estava se referindo aos arbustos. Fiquei me segurando umas duas horas até voltar para o hotel.

  7. Claudio Sampaio disse:

    Esses WC de luxo eu nao vi. Passei batido. Esse outro automático eu vi mas nao usei. É claustrofóbico e tbm fiquei com medo dele abrir a.porta sozinho..pois parece que ele tem um time de segurança pra agilizar a fila. Sim. Tem fila. Looooongas filas. O melhor mesmo é procurar um mac ou um KFC. Só alegria.

  8. marcia disse:

    Onde estavam esses banheiros em minha primeira ida a Paris, em 2009??? Muitos pontos da cidade cheiravam a urina (alguns ainda cheiram, como as margens do Sena). Vamos divulgar isso para que ninguém precise dar uma de cachorro e urinar na rua! Compartilhando em 3, 2, 1!

  9. Rose Eliane Starosta disse:

    Os point WC são ótimos. O do shopping Place d’Italie é um grande exemplo. Pena que ainda são poucos.

  10. Narrimam disse:

    Achei esse banheiros fantásticos, limpíssimos e super seguros. Paris é Paris, não é?

  11. Kennedy disse:

    Cuidado! Só em caso de emergência puxe uma alavanca vermelha. Como eu não sabia, fui surpreendido com uma sirene de emergência e a porta se abriu imediatamente.

  12. BRANCA VIANA disse:

    ah!!ah!!….é um espetaclo……

    ÉÉÉÉÉ,,,…PARIS É PARIS…DISPENSA COMENTARIOS…!!

  13. Cristine disse:

    E mesmo assim, com estes banheiros inusitados, a França é apaixonante… uma vez em Ardeche, no sul , após uns tres chopes, fui procurar o banheiro e … me deparo com a tal fossa turca, o buraco no chão. E a porta era aberta… enfim, tive que me segurar!!! Em Paris já usei o publico, sempre com a sensação de uma surpresa!! E penso eu, se for, que seja boa!!! Afinal, é Paris!!!

  14. Juliana disse:

    Já usei esses banheiros novos, também fiquei insegura na primeira vez com o fato de não ter tranca. Mas funciona direitinho, é bem higiênico, cada vez que alguém sai da cabine ela é completamente limpa com jatos de águas. (Fique atento para não entrar na cabine quando alguém estiver saindo… espere a porta fechar para a lavação ser feita).
    Na minha última viagem à Paris cheguei a salvar um mapa no app do googlemaps com a indicação dos banheiros – eu sempre sabia onde tinha um por perto 😉

  15. Beth disse:

    Lina
    Quando estive em Paris pela 1a. vez, em dezembro de 1962, ainda havia vários vespasiennes… O cheiro era estarrecedor! Estavam fazendo a 1a. Toillete de Paris, época do De Gaulle. E eu amei Paris de montão, risos. Foi amor à primeira vista e que não acaba nunca…
    Abs.

  16. conexaoparis disse:

    Quando cheguei em 83 todos os cafés ainda eram assim, um buraco no chão. Quando a gente dava descarga os pés eram inundados.

  17. marcia disse:

    em amsterdã ainda tem muitos ‘vespasiennes’, o cheiro é insuportável, impossível passar perto.

    acho nojento e sempre me perguntei como ainda mantêm isso pelas ruas.

    ps1.: não confio nesses banheiros públicos de paris, abrimos e fechamos a porta apenas apertando um botão, não tem travas, tenho a impressão que a qualquer momento seremos surpreendidos com uma ‘falha técnica’ e uma porta abrindo em um momento indevido.

    ps2.: em um momento de aperto passeando por paris, pedi para usar o banheiro de um mercadinho, o senhor muito gentil, me encaminhou até o local. havia um buraco no chão e só. não acreditei naquilo! cheia de casaco, bolsas, cachecol… fazer xixi em um buraco no chão! impossível! depois soube que é normal em alguns lugares mais antigos.

    bjs!

  18. disse:

    Eu ja’ usei uma vez e considerando que era um banheiro publico, até que estava bem limpinho. Se der para esperar para ir num restaurante, melhor, mas numa urgência, quebra bem o galho.

    Falando em banheiros, o mais engraçado que eu ja vi é o de Amsterdam. Apenas para homens, é claro!

    http://www.citynoise.org/upload/10836933331.jpg

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.