Em princípio, Paris pode não parecer a cidade mais rock’n’roll do planeta mas isso não é (tão) verdade. A cidade está inserida no circuito mundial de shows de grande e pequeno porte, seja de artistas bem famosos ou de outros nem tanto. Além disso, um dos grandes festivais internacionais de verão (o Rock en Seine) e um dos grandes festivais de indie rock (o Pitchfork) acontecem em Paris.

BABY

Babyshambles no Zénith (foto: Yann Caradec no Flickr)

Assim como os brasileiros, os franceses também têm um gosto particular em matéria de rock. Alguns artistas ou bandas que não fazem – ou não fazem mais – tanto sucesso no resto do mundo são venerados aqui. Exemplos: The Gossip e Pete Doherty.

Fizemos uma seleção das melhores casas de shows parisienses para situar os leitores e facilitar a busca. Todas elas possuem site oficial com a programação “à venir”. Outra boa fonte de pesquisa são os sites Paris Bouge e Digitick. Nesse último é possível também comprar ingressos. Mas lembrem-se, os bilhetes são colocados à venda com meses de antecedência e costumam esgotar rapidamente. Pesquisem e planejem bem antes de viajar.

As casas menores e mais indies:

  • Point Éphemére: localizado às margens do Canal Saint Martin. É um mix de bar, casa de shows e local de workshops/eventos/exposições. 200 quai de Valmy, 75010. Metrô Jaurès, linhas 2, 5 ou 7bis.
PEPHEMERE

Point Éphemére (foto: Laurent GUEDON no Flickr)

  • Flèche d’Or: localizada em uma antiga estação de trem. Fica em frente ao mega cool hotel Mama Shelter. Já falamos da Flèche d’Or aqui e do Mama Shelter aqui. 102bis rue de Bagnolet, 75020. Metrô Alexandre Dumas, linha 2.
Fléche d'Or (foto retirada do Facebook da casa)

Fléche d’Or (foto retirada do Facebook da casa)

  • Marroquinerie: lugar pequeno e simpático com restaurante e jardim anexos. 23 rue Boyer, 75020. Metrô Ménilmontant, linha 2.
  • Nouveau Casino: local bem pequeno e meio claustrofóbico mas sempre com bons shows. Leia aqui um artigo sobre a boêmia rue Oberkampf. 109 rue Oberkampf, 75011. Metrô Parmentier, linha 3.
  • Trabendo: localizado dentro do Parc de La Villette no meio das árvores. Possui uma área simpática ao ar livre onde são vendidos cachorros-quentes. No local acontecem festivais alternativos de bandas pouco conhecidas. Leia aqui um artigo sobre o Parc de la Villette. 211 Avenue Jean Jaurès, 75019. Metrô Porte de Pantin, linha 5.
  • Gaîté Lyrique: espaço multimídia dedicado à cultura e arte digitais e seus desdobramentos. O prédio é bem tradicional parisiense rebuscado e o espaço de shows é uma caixa metálica inserida dentro desse contexto. O bar é lindo! Uma mistura de salão quase Versailles com mobiliário minimalista. Os shows tendem a ser mais voltados para as vertentes eletrônicas da música. 3bis rue Papin, 75003. Metrô Réaumur – Sébastopol, linha 4.
LGL

Bar/café da Gaîté Lyrique (foto: Eric Bréchemier no Flickr)

  • International: é o grande espaço do indie rock em Paris. Há sempre – todos os dias do ano – dois ou três shows gratuitos de bandas desconhecidas (francesas e estrangeiras) mais um DJ para encerrar a noite. O local é bem simples. São dois andares: os shows acontecem no subsolo e há um bar no térreo. 5-7 rue Moret, 75011. Metrô Ménilmontant, linha 2 e Parmentier, linha 3.

As casas maiores e menos indies:

  • La Cigale, Olympia, Bataclan: são antigos teatros/casas de espetáculos localizados em prédios suntuosos. Tendem a ter uma programação mais pop e mainstream.
  • Zénith e Bercy: locais estilo ginásio onde acontecem os grandes shows: Madonna, Beyoncé, Lady Gaga…

Leia também: Cena de rock alternativo em Paris


MinhaViagemParis1Acesse nosso novo site Minha Viagem a Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.