Quase um quarteirão inteiro do Marais – no 3° arrondissement de Paris – é ocupado pelos Arquivos Nacionais, instituição pública de preservação de documentos criada na sequência da Revolução Francesa. A área, que fica entre as ruas Francs Bourgeois, Vieille du Temple, Quatre Filles e Archives, agrupa uma série de prédios de variados períodos e estilos que guardam documentos do estado francês e as minutas dos notários de Paris.

Para quem vê de fora, os edifícios parecem verdadeiras fortalezas com suas paredes altíssimas e sem janelas e seus portões enormes e pesados. Porém o local guarda um segredo. No interior do quarteirão, interligando as várias construções, existe uma série de belos jardins. Cada um deles com um conceito e paisagismo diferentes mas todos lindos, charmosos e tranquilos.

jardins

Mapinha dos prédios e jardins

Os jardins foram abertos ao público somente em 21 de junho de 2011 após terem sido reformados pelo arquiteto-paisagista Louis Benech, famoso nos anos 90 pelo seu projeto de renovação do jardim des Tuileries.

mapa2

Mapa geral mostrando as entradas

O Jardin de Rohan é um micro-Champs de Mars. Um gramado ladeado por fileiras de árvores de copa quadrada cujo foco é o Hôtel de Rohan.

j1

Jardin de Rohan

j2

Jardin de Rohan

O Jardin d’Assy foi refeito como um jardim romântico do século XIX e o Jardin de Fontenay é mais intimista, labiríntico e se assemelha a um mini bosque.

j3

Jardin d’Assy

O jardim da entrada da rua Francs Bourgeois é um representante bem simplezinho dos jardins à la française. Puramente decorativo.

j4

Jardim da entrada principal

O paisagismo diferenciado de cada um dos jardins e suas demarcações visam evidenciar a ligação de cada um deles com o seu prédio de origem, antes de todos fazerem parte do conjunto dos Arquivos Nacionais.

O local é perfeito para uma pausa descanso ou para um passeio romântico e bucólico. Sempre que passo por ali me sinto deslocado no tempo e no espaço, como se tivesse voltado no tempo para uma cidadezinha medieval.

O acesso aos jardins é feito por duas entradas: 60, rue des Francs-Bourgeois e 11 rue des Quatre-Fils. No 58 rue des Archives fica a entrada do Museu dos Arquivos.

Os horários de funcionamento são: durante o outono e o inverno todos os dias de 8h00 às 17h00; durante a primavera e o verão todos os dias de 8h00 às 20h00. A entrada é livre e gratuita.

Leia também: