A

Betty Autier

Há alguns dias, publicamos dois posts descrevendo a Parisiense Bobô e a Parisiense Bling Bling. Hoje é dia de descrever um estilo bem oposto: a Parisiense Modeuse.

O texto foi escrito por Dione Occhipinti, autora dos guias Paris Moda: do alto luxo ao luxo acessível e O Bom & Barato das Compras em Paris. A partir de anos de observação, Dione e sua sócia “categorizaram” a mulher parisiense em oito perfis bem distintos: BCBG (Bon Chic Bon Genre), BoBo, Bling bling, bio-addictmodeuse (que segue as tendências), intelo (intelectual), workaholic e fashionista

Cada uma tem um estilo bem específico de vida, que se reflete no estilo de se vestir. Achamos a proposta bem divertida.

Por Dione Occhipinti

Como seria a versão parisiense da modeuse, aquela pessoa que segue todas as tendências da moda e até de restaurantes, festas, bares e cabeleireiros?

A modeuse frequenta os lugares que estão em alta, veste aquilo que se vê nas ruas e nas vitrines e usa as palavras que são cool no momento. Ela sabe o que recomendar aos seus amigos, indica com propriedade qual é o bar bacana para ver e ser visto na sexta-feira à noite e, sempre que indagada, tem um leque de sugestões de viagens com filhos ou sem.

Se a modeuse tem 20 e poucos anos, ela usa a « vers langue », falando palavras ao inverso como “c’est oufff” (c’est fou). Frequenta o happy hour do bar Nuba ou o Terrasse do Le Perchoir. São nestes dois endereços que ela encontra seus amigos. Ela recomenda o bistrô que ganhou a eleição dos melhores de Paris e a nova champagnerie inaugurada.

Ela descobre os lugares que começam a estar em evidência e são procurados pelo mesmo tipo de pessoas. Depois de algum tempo estes lugares se tornam démodés e ela perde o interesse por eles e procura algo novo para freqüentar. Ela influencia as pessoas não antenadas que convivem com ela e que confiam em seus conselhos.

B

Betty Autier

A modeuse acompanha blogs e jornais online de eventos como Resident Advisor e L’Officiel des Spectacles para saber tudo o que acontece na cidade e propor novidades aos amigos. E quando bate o olho no nome do show, avisa ao grupo que seria uma boa ideia, afinal leu que o espetáculo de Londres foi incrível!

Nesse momento ela usa os tênis brancos das marcas Adidas ou Superga (até pouco tempo atrás era All Star), e, se é mais madura, usa um blazer oversized The Kooples ou Zadig Voltaire.

Ela compra acessórios Isabel Marant (étnicos), vai toda semana na Zara para comprar uma ou outra novidade, segue as vendedoras mais assíduas do site Vestiaire Collective para não perder a chance de comprar uma boa peça, frequenta as “vente privées” e é com ar de falsa modéstia que responde aos elogios dos colegas de trabalho que admiram todos esses seus contatos.

Ela mora em um barco ou nos bairros que viraram cool nos últimos tempos como o 11ème e 20ème distritos de Paris. Anda de táxi e possui todos os aplicativos que facilitam chamar um rapidamente.

Dê uma olhada no estilo da blogueira Betty Autier, nossa parisiense “modeuse”.


GuiaModaCapa

Dione Occhipinti é autora do guia de moda e compras Paris: do alto luxo ao luxo acessível. Um mapa do tesouro fashion com todos os endereços importantes e mais os segredinhos que só os parisienses conhecem. À venda na lojinha do Conexão Paris.