Talvez por ser menina, eu não tenho grande (nenhum) interesse por guerras, batalhas, armas e similares. Por esse motivo, nunca tinha me animado a visitar o Musée de l’Armée (Museu das Forças Armadas), mais conhecido como Museu des Invalides.

Quando meu filho Mateus esteve comigo em Paris, resolvi deixar meu preconceito de lado e levar o menino para conhecer as histórias das guerras francesas (e do mundo). Passamos uma tarde inteira no museu (até fechar!) e saímos os dois contrariados porque não conseguimos ver tudo. Resumo: o museu é maravilhoso, imperdível mesmo para aqueles que como eu acham que um quadro de Picasso ou as esculturas de Rodin são muito mais interessantes do que armaduras e canhões.

Esplanada do Museus des Invalides em Paris

A esplanada e a fachada do Museus des Invalides em Paris

Começamos a visita pelos impressionantes salões das armaduras. Imagine centenas e centenas de armaduras, das diferentes épocas, de diferentes guerras, de diversos países, de reis, de soldados e de cavalos…

Musée des Invalides em Paris

As armaduras de soldados, no Musée des Invalides em Paris

Em seguida, passamos pelas armas para delírio do Mateus: espadas, punhais, espingardas, canhões, revolveres etc. O que mais me impressionou foi a riqueza da decoração das armas antigas. Enquanto hoje as armas são apenas o que são (armas para matar), antigamente eram objetos pessoais ornamentados com tanto cuidado que mais pareciam amuletos da sorte.

Armas expostas no Musée des Invalides, em Paris

Arma preferida do Mateus: revolver e machado ao mesmo temo. Repare no punhal em marfim.

Seguimos para as alas da primeira e da segunda guerra mundial, que é um banho de história para a meninada.

Em seguida, visitamos as guerras de Louis XIV a Napoleão III. Os uniformes são incríveis, mais uma vez fiquei de boca aberta com a beleza e a riqueza dos detalhes das roupas e ornamentos.

Detalhe dos ornamentos

O mais divertido foi encontrar o cavalo branco de Napoleão empalhado.

Cavalo branco de Napoleão no Musée des Invalides

Que cor era o cavalo branco de Napoleão?

E ainda tem o famoso do túmulo do Napoleão, que fica embaixo de um lindo domo pintado.

O domo da Igreja onde ficam as tumbas de Napoleão e outros combatentes de guerra

O domo da Igreja onde ficam as tumbas de Napoleão e outros combatentes de guerra

Musée de l’Armé (Hotel National des Invalides)129 rue de Grenelle, 75007. Aberto todos os dias. De 01 de abril a 31 de outubro: de 10h às 18h. De 01 de novembro a 31 de março: das 10h às 17h. Ingresso: 11€, clique aqui para comprar o seu.


PCCConheça o guia Paris com Crianças, escrito por Adélia Lundberg com dicas do Conexão Paris. À venda no site de passeios e serviços Minha Viagem Paris.

 

 

 


Conheça os apartamentos para alugar nos Invalides da À La Parisienne, empresa parceira do Conexão Paris para aluguel de apartamentos em Paris.