Viajar com animais: saiba o passo a passo para obter o certificado veterinário internacional que lhe permite entrar na União Europeia com seu amado bichinho de estimação.

A jornalista Daniela Nahass acaba de se mudar para Madri com marido, filho e duas gatas. Nesse artigo ela nos conta como foi o processo para obter o certificado que permite viajar e entrar com as felinas na União Europeia.

Se você pretende se mudar para a Europa com o seu pet ou trazê-lo nas férias, verifique quais são as regras para transporte de animais de estimação da companhia aérea com a qual você pretende viajar. Faça essa pesquisa antes mesmo de comprar a passagem.

As companhias aéreas têm restrições quanto ao tipo e raça de animal a ser transportado (algumas raças de cachorro não podem ser transportadas em voos comerciais nem mesmo no porão do avião); limite de peso do animal para levá-lo na cabine ou no porão; tamanho e peso da caixa onde o animal deverá ser transportado etc. Clique aqui para ler as regras da Air France, aqui para as regras da LATAM e aqui para as regras da TAP.

Nós temos um artigo mais detalhado sobre as regras da Air France, clique aqui para acessá-lo.

Por Daniela Nahass

Olá!

Sou leitora do Conexão Paris e muito amiga do Rodrigo. Ele comentou comigo que outros leitores estavam perguntando sobre como levar animais de estimação para a França. Há dois meses trouxe minhas duas gatas para Madri, onde estou morando agora, e resolvi contar minha experiência. Talvez ajude a esclarecer algumas dúvidas.

Viajando com cães de estimação (foto: 

No site do Ministério da Agricultura tem todas as informações, mas confesso que quando li pela primeira vez fiquei achando que era muito difícil. E não é. É burocrático e leva tempo, mas super possível. As regras estão aqui, para quem quiser dar uma olhada.

O processo

Mas vamos lá. Vou tentar traduzir todo o processo de maneira simples. É bom lembrar que minha experiência foi com gatos, mas acho que é a mesma coisa com cachorros. Também tive a ajuda de uma veterinária que já havia feito o processo, o que facilitou bastante. O mais importante é ter em conta que todo o processo leva quatro meses. Então, é preciso planejar tudo com antecedência.

1) O primeiro passo é levar o animal a um veterinário e colocar um chip reconhecido internacionalmente. Eu coloquei o Virbac nas duas gatas.

2) No mesmo dia ou no dia seguinte, é preciso aplicar a vacina antirrábica no animal. Tanto o número do chip como o certificado da vacina serão colocados no documento do animal: a carteira de vacinação. O animal também será cadastrado no site do chip, no meu caso, no site da Virbac, onde você precisa imprimir um certificado comprovando que o bicho foi chipado. Esse certificado deverá ser assinado pelo veterinário.

3) Trinta dias depois, é preciso voltar ao veterinário para coletar o sangue do animal que será enviado a um laboratório cadastrado pela União Europeia para fazer a sorologia, que vai, resumidamente, identificar o número de anticorpos que o animal possui. Em Belo Horizonte, o laboratório cadastrado é o Tecsa.

4) No mesmo dia da coleta de sangue, começa a contar a quarentena de 90 dias. Só após esse período de três meses, é que o animal poderá viajar para a UE. A quarentena é feita em casa mesmo.

Viajando com gatos de estimação (foto: )

5) Quando terminar a quarentena, é preciso levar o animal à Vigiagro da sua cidade (é preciso marcar dia e horário). Mas, antes de ir à Vigiagro, pegue o atestado de saúde com o seu veterinário. Ele só vale dez dias. Eu levei minhas gatas na veterinária um dia antes de ir à Vigiagro. A veterinária vermifugou as gatas e preencheu o atestado com os dados do vermífugo. Ela também aplicou o Frontline. Também obrigatório.

6) Bom, então chegou o dia de ir à Vigiagro. Tenso! Lá você irá tirar o certificado veterinário internacional que autoriza o animal a viajar. Em Belo Horizonte, o escritório fica no Aeroporto de Confins. Tem que ligar antes para agendar. O certificado veterinário internacional só vale dez dias, então, é importante saber a data da viagem para marcar. No site da Vigiagro, você pode imprimir e preencher o Requerimento de Fiscalização para Animais de Companhia. Eu esqueci de fazer isso e fiz lá na Vigiagro mesmo. Além desse Requerimento de Fiscalização para Animais de Companhia, você tem que levar: o resultado da sorologia (item 3), o atestado de saúde (item 5), o certificado do chip assinado pelo veterinário (item 2), a carteira de vacinação (item 2) e o seu passaporte. Leve cópia de tudo! Eu não precisei levar as gatas, a regra mudou recentemente, mas vale a pena ligar e conferir. Não sei se isso vale só pra Belo Horizonte.

7) A veterinária da Vigiagro conferiu tudo e emitiu o certificado veterinário internacional.

Esse foi o documento que apresentei ao fazer o check-in na TAP. Ao passar pelo controle de segurança, precisei tirar as gatas da caixa de transporte e passar com elas pelo raio x. Ao chegar em Lisboa, me informaram que eu deveria fazer a fiscalização em Madri. Ao chegar em Madri, ninguém me pediu nada. Conversando com outras pessoas, fiquei sabendo que nem todos os animais que chegam à UE são fiscalizados. Mas é imprescindível fazer todo o processo para não arriscar. Sem o certificado veterinário internacional, não entram mesmo.

Espero ter ajudado. Bon voyage!


Viajar com animaisAcesse o site Minha Viagem Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.

 


Veja as melhores ofertas de passagens aéreas no KAYAK Brasil.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro nao KAYAK Brasil.