Um aspecto importante do lifestyle francês

A- A+

Do lifestyle francês o que mais nos chama atenção é a arte do diálogo.

Mais do que a arte do diálogo, vamos concentrar nosso artigo sobre a arte da frequentação, uma das maiores características do lifestyle francês.

Não sei se vocês conhecem o site francês Merci Alfred. Nós o seguimos e o adoramos. Ele é sério e veicula as informações de uma maneira leve e divertida.

Gosto sobretudo dos posts sobre o lifestyle parisiense. Eles revelam, sempre em tom de brincadeira, seus principais códigos.

O último post lifestyle, Small Talk Terminator, me fez morrir de rir à medida que identificava a preocupação histórica dos franceses com a arte do diálogo.

As ciências sociais francesas possuem artigos e artigos sobre a “arte da conversação” desenvolvida durante o reino de Henri IV. Algum tempo depois, a nobreza, reunida em torno do Rei Sol Louis XIV em Versailles, fez da conversação uma arte. Este lazer refinado e mundano se propagou pela sociedade francesa através das reuniões socias e da literatura.

A “arte da conversação francesa”, uma das características da cultura francesa nos séculos 17 e 18, se tornou um espetáculo para toda a Europa. Conversar era um momento de prazer e as trocas mundanas eram regidas por uma dimensão estética e hedonista.

Esta arte bem codificada – tal como foi praticada nesta época – não existe mais. Mas deixou seu legado na maneira como o domínio da língua francesa, das expressões de polidez, da formulação das frases é uma forma de distinção das classe sociais.

Deixou seu legado na maneira como os franceses dominam o tempo de uma conversação. Quer dizer, o tempo de uma conversa de salão é determinado pelo prazer senão ele deixa de ser diversão para se transformar em discussão ou ocupação útil.

lifestyle francês

Lifestyle francês. Rawpixel no Shutterstock

No post Small Talk Terminator, Merci Alfred nos lembra que um jantar não é somente para falarmos da meteorologia, das crianças ou mesmo do trabalho. Um jantar é um momento de troca, um momento onde nos reconstruímos e dilatamos o mundo.

Para ajudar aqueles que estão sem inspiração, Merci Alfred lista algumas idéias de conversação :

  • O que de mais importante os seus pais te ensinaram?
  • Parece que em 21 dias de repetição adquirimos um novo hábito. Qual hábito você gostaria de adquirir?
  • Se você pudesse mudar alguma coisa em você, o que seria?
  • Daqui a pouco será possível modificar, antes do nascimento, o material genético das crianças. Você faria isto?
  • Se você tivesse um ano para se dedicar a um projeto, qual seria?
  • Homem viril, mulher sensível. Predisposição ou construção social?
  • Se você pudesse, o que gostaria de mudar no mundo?
  • Qual é a coisa da qual você se orgulha?
  • Qual detalhe insignificante na aparência inferniza a vida das pessoas?
  • Qual o job que você gostaria realmente fazer?
  • Qual é a coisa da qual você tem medo?
  • O que é para você um dia perfeito?
  • O que de muito importante que você gostaria de ter dito à uma pessoa e nunca disse?
  • O que você fez na sua vida e, se fosse possível, não faria mais?

Para terminar, poderíamos entender a expressão small talk como banalidade.

Clique aqui para ter acesso ao artigo integral do Merci Alfred.


lifestyle francêsAcesse nosso novo site Minha Viagem a Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.

 

 

Publicidade

O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.