Debaixo da camada de atrações e pontos turísticos tradicionais e obrigatórios que existe em Paris, há uma segunda camada de locais que atraem turistas mais experimentados ou aqueles que têm interesse específico em algum assunto.

Escondida em uma passagem sem saída perto do cemitério e da Torre Montparnasse fica uma dessas pérolas pouco conhecida até por quem mora na cidade. Se trata da Fundação Henri Cartier-Bresson (não confundir com a Fundação Cartier, que também fica em Montparnasse e sobre a qual falamos aqui) especializada em fotografia.

Biographie-HCB-par-Martine-Franck_1972-728x1107

Henri Cartier-Bresson, 1972 © Martine Franck/Magnum Photos/Courtesy Fondation HCB

Henri Cartier-Bresson foi um fotógrafo francês, nascido no começo do século 20, cujo trabalho foi precursor do fotojornalismo e da fotografia espontânea, de rua e do cotidiano. Mais do que um fotógrafo tecnicamente perfeito, Cartier-Bresson era um apaixonado pela fotografia e dizia que “tirar uma foto é alinhar a cabeça, o olho e o coração”. Suas séries sobre a India e sobre os europeus são icônicas e super influentes.

Henri Cartier-Bresson View profile FRANCE. The Var department. Hyères. 1932. Image ReferencePAR44919(HCB1932001W0066BC)© Henri Cartier-Bresson/Magnum Photos

Henri Cartier-Bresson – FRANCE. The Var department. Hyères. 1932. © Henri Cartier-Bresson/Magnum Photos

Criada em 2003, quando Cartier-Bresson tinha 95 anos, a fundação tem como objetivos administrar, preservar e expor sua obra além de apoiar e exibir o trabalho de outros artistas-fotógrafos, muitos deles pouco conhecidos pelo grande público.

O prédio sede – pequeno e com fachada dominada por grandes janelas, em um estilo que lembra o modernismo da Bauhaus – possui 2 andares para exibições. No 3° andar há um espaço de descanso e de consulta do trabalho de Cartier-Bresson e sobre a exposição em cartaz. No mezanino, uma biblioteca cujo acesso é restrito.

Fachada da Fundação Henri Cartier-Bresson

Fachada da Fundação Henri Cartier-Bresson

Atualmente em exposição na Fundação HCB está o trabalho da fotógrafa americana Francesca Woodman cujas fotos – sensíveis, intimistas e fortes – trazem como principal assunto a própria artista e seu corpo. Mais do que um exercício narcisista, Francesca, muitas vezes nua nas fotos, tenta se mimetizar e desaparecer no seu entorno.

Francesca Woodman, From Space2, Providence, Rhode Island, 1976 © George and Betty Woodman

Francesca Woodman, From Space2, Providence, Rhode Island, 1976 © George and Betty Woodman

Fondation Henri Cartier-Bresson: 2, Impasse Lebouis, 75014. Metrô Edgar Quinet, linha 6 ou Gaîté, linha 13. Ingresso: 8€.

Leia nossos artigos com muitas outras dicas da região de Montparnasse, clique aqui.

 

MinhaViagemParis1Na nossa agência online Minha Viagem Paris você vai descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.