Diego é um querido amigo parisiense. O nome, ele ganhou da mãe espanhola e a paixão pela música francesa foi construída ao longo da vida entre Paris e a Provence. Convidamos Diego para nos apresentar seus artistas favoritos. Hoje, publicamos o terceiro  post. O texto foi escrito em francês. Abaixo, nossa tradução livre.

Por Diego Milatz

Após este triste período na França e para participar, do meu jeito, deste extraordinário movimento mundial pela paz e pelo amor, tive vontade de propor um pouco de leveza.

Trago a vocês a música francesa dos anos 1980 que tinham uma característica bem marcante: eram todas impregnadas de alegria de viver, de ingenuidade e de um ritmo contagiante.

A década de 1980 fez história também por um motivo bem singular: o surgimento de artistas de uma única canção. Ou seja, músicas que levavam os artistas à consagração imediata como mega star para, logo em seguida, retirá-los da cena musical francesa.

Milhares de jovens franceses dançaram e sonharam com estas canções. Eu faço parte deste grupo, e hoje, quase cinquentões, continuamos dançando desde que uma destas notas chegam aos nossos ouvidos. Hoje na França, é impensável uma festa sem as músicas dos anos 80. Quase 40 anos depois, elas reúnem todas as gerações de forma mágica.

É uma pena que todos estes cantores tenham conhecido somente uma glória efêmera, sobretudo porque eles eram – quase todos – muito talentosos.

Para dar a você uma idéia desta famosa música dos anos 80, eu escolhi quatro artistas que fizeram grande sucesso com suas canções. São, aliás, artistas que eu realmente amei e que na minha opinião representam toda a mágica, a energia, a poesia e a malícia musical francesa desta época.

  • Agathe (Regrets):

Grande sucesso com a canção “J’veux pas rentrer chez moi seule”. Agathe e seu grupo Regrets invadiram os anos 80 com seus músicas ingênuas e festivas. Um fenômeno com uma voz infantil (escute também “Marie moi”).

  • Sarah Mandiano:

Essencialmente conhecida pela canção “J’ai des doutes”, ela é hoje professora de canto e trabalhou para a comédia musical Drácula e compôs muitos jingles para a TV. Uma música com as cores da África e um texto particularmente burlesco.

  • Images:

Esta canção, “Les démons de minuit”, escrita pelo cantor do grupo Images, é atemporal e não existe mais nenhuma festa sem esta música inebriante. Todos os franceses a conhecem de cor.

  • Luna Parker:

Datando de 1986, a canção “Tes états d’âmes Eric…” foi uma grande faixa. Seu texto possui uma série de jogos de palavras particularmente inteligente.

Além destas, uu gostaria de apresentar  igualmente Corynne Charby, com suas canções “pile ou face” e “boule de flipper”. Ou ainda Jackie Quartz ou… Enfim, os artistas que marcaram os anos 80 são tão numerosos que seria necessário um livro para apresentar todos.

Não tem idade para amar uma canção e não tem idade para criar lembranças. Depois de ouvir tudo, por favor, me diga: qual é a sua canção preferida?

Para finalizar: durante sete anos um espetáculo “ressuscitou” a maioria destes artistas dos anos 1980, que estavam esquecidos. O espetáculo Estrelas do anos 80 reunia todas as gerações de 7 a 77 anos, e enchia salas de 4.000 lugares.  Um verdadeiro fenômeno, que acabou virando um filme – Stars 80 –  sobre a história do próprio espetáculo. Os atores são os próprios cantores. E garanto que é realmente suculento ver estes artistas 30 anos mais tarde.

A década de 80 na França… foram anos leves e despreocupados, de uma excepcional qualidade musical.

Escute a playlist Conexão Paris – Deezer com músicas francesas dos anos 80:

Leia também os outros artigos escritos pelo Diego: