Deitar na grama e deixar o corpo descansar, se aquecendo no sol:

Gramado do jardin du Carroussel

Gramado do jardin du Carroussel

Comer com os olhos e com a boca:

Torta de frutas vermelhas, na Grande Épicerie de Paris

Torta de frutas vermelhas, na Grande Épicerie de Paris

Surpreender-se com os cheiros, por vezes, tão estranhos…

Queijos à venda em uma fromagerie

Queijos à venda em uma fromagerie

Se emocionar com pôr do sol:

Assistir ao pôr do sol

A Catedral Notre-Dame

Se encher de cores no outono:

Se encher de cores no outono

Jardin des Tuileries

Nos dias cinzas e frios, surpreender-se:

Torre-Eiffel escondida pela bruma

Torre-Eiffel escondida pela bruma. Foto de Rodrigo Lavalle

Deixar-se embalar:

Deixar-se embalar

Banda toca em frente à Comédie Française

Atravessar o Sena ao lado de quem se ama:

Casal atravessa ponte

Casal sobre a ponte Au Change, que liga a Île de la Cité à Place du Châtelet

Não é preciso fazer muita coisa para sentir Paris. Basta caminhar e, lentamente, a cidade vai despertando os sentidos.  Ou, como bem definiu Iva Alexandre:  Ver, ouvir, saborear, cheirar, sentir….Paris é a mistura perfeita dos 5 sentidos!

Obs.: este post foi feito tendo como inspiração a frase que ficou em segundo lugar no Concurso Cultural Paris Para Sempre.