Nosso leitor e “pitaqueiro” Eymard deixou excelente sugestão nos comentários do artigo sobre a lista do The Word’s 50 Best Restaurant.

Eymard ponderou que é sempre um privilégio ser lembrado e escolhido como um dos melhores do mundo.  Mas há, nessas escolhas, aspectos subjetivos e motivações econômicas. Não retira, ao seu sentir, a importância da escolha e nem o mérito por pertencer a lista. Ao contrário. Apenas para relativizar o fato, há inúmeros bons e excelentes restaurantes e chefs que não estão na lista. Mas que estariam na sua lista.

Em seguida, Eymard sugere criar uma lista dos melhores restaurantes dos participantes do Conexão Paris. Os leitores poderiam ponderar comida, criatividade, serviço, preço. Deixando mais explícitos os critérios e, ao final, teríamos um top 10 ou top 50, quem sabe.

Estou de acordo com o Eymard: cada um tem a sua lista. As escolhas no nosso caso são totalmente subjetivas já que estamos fora das motivações econômicas. E, para mim, as melhores recordações gastronômicas são tributárias também da companhia, da decoração, da vista e do nosso coeficiente de felicidade do momento. Vocês concordam comigo?

Seria ótimo se vocês se sentissem totalmente livres e nos enviassem a listinha das melhores experiências gastronômicas que viveram em Paris.

Na minha listinha dos melhores de Paris se encontra o restaurante Mini Palais. Volto sempre atraída pela arquitetura majestosa, pelas colunas imperiais, pelos mosaicos, por esta maravilhosa varanda. E pelos pratos preparados por Eric Frechon, chef decorado no passado com as famosas 3 estrela do Michelin. Talvez exista em Paris pratos mais saborosos. Mas quando quero um grande momento de prazer, penso sempre neste endereço.

Leia mais sobre o Mini Palais aqui.

Grand Palais: avenue Winston Churchill 75008 Paris