Depois de meses de proibição médica de pintar os cabelos por causa da minha última gravidez, eu estava com os brancos todos aí, bem à mostra. Até que eu me acostumei com o resultado e me afeiçoei aos brancos. Mas daí, na nossa busca por experimentar locais e serviços de luxo em Paris, resolvi deixar para trás a cabeleira grisalha e me entregar a um mestre colorista.

Fomos atrás do Rodolphe, uma estrela da coloração. Seu salão, Coloré par Rodolphe, faz apenas pintura. Fica numa casa simpática, nos fundos de um prédio perto da rue Saint Honoré.

A entrada do salão

Ao chegar, Rodolphe te leva para uma salinha onde faz uma entrevista com você. Ele quer entender tudo: quem é você, como é sua vida, do que você gosta etc. “Mas por que você quer tirar o branco? Você está linda assim!”.  A pergunta inicial, nada comum para um colorista, já me mostrou que Rodolphe pensa de um jeito diferente.

Rodolphe e sua assistente

Quanto mais tentamos esconder nossos defeitos, mas eles aparecem. Temos que aceitar nossos defeitos para que eles se harmonizem com nosso corpo. É preciso aceitar o cabelo branco, transformá-lo em um amigo porque ele sempre será mais forte, sempre vencerá a batalha.”

Enquanto pintava meus cabelos, Rodolphe ia me encantando com sua visão.

Coloré par Rodolphe

A tintura em ação

Continuando: “eu não estou aqui para tentar esconder o branco. Isso, a tinta pode fazer sozinha. Estou aqui para brincar com o branco. Preciso entender a estrutura do seu cabelo e ser diplomata com ele.”

Parti para uma coloração ousada, que me deixou mais pra loura. O objetivo do mestre foi mesclar os meus cabelos brancos com a coloração, evitando criar raízes brancas depois de 20 dias. Resultado: agora não tenho mais as malditas raízes e consigo ficar de 3 a 4 meses sem pintar.

Mais uma dele: “Para mim, a perfeição está na imperfeição.”

O resultado final:

Gostou?

Geralmente, tenho pavor de salão de beleza. Mas passei 4 horas deliciosas ali, aprendendo com Rodolphe. E me divertindo loucamente porque ele é engraçadíssimo.

O valor da coloração fica em torno de 130 euros. Não é barato. Mas como não preciso mais pintar a cada 20 dias (o que é um luxo!), o valor acaba se tornando razoável.

Rodolphe é sensível e inteligente. Para nós do Conexão Paris, o luxo passa por aí.

Se você quiser ver um vídeo do Rodolphe em ação, vai lá no nosso Vimeo.

Coloré par Rodolphe

26-28 rua Danielle Casanova

Tel.: 01 42 61 46 59

Outros posts da série Luxo em Paris:

Paris e o luxo

O hotel Le Meurice, em Paris

–  L’Écume Saint Honoré: ostras e frutos do mar frescos em Paris