Susana Almeida, em dois restaurantes em Paris, antes de pagar a conta deu uma conferida. Surpresa,  descobriu duas contas superpostas.

A primeira – mais cara – não tinha relação com o pedido feito. Abaixo deste – muito mais barata – a correta.

Se o turista olha rapidamente o total, paga uma falsa conta e o(s) garçon(s) coloca(m) a diferença no bolso.

Esta eu não conhecia.