O presépio montado na Catedral Notre Dame foi executado pelos artesãos da cidade de Arles, na Provence. O conjunto, com cerca de 15 metros de comprimento, é composto por dezenas de pequenas figuras chamadas santons.

Os santons, do provençal santoun (pequeno santo) tem sua origem na região francesa da Provence. Eles são bibelôs feitos de argila cuja altura varia entre 2 e 15 centímetros. Sua fabricação é artesanal e as pequenas estatuazinhas são pintados a mão em cores vibrantes.

santons

O presépio da Catedral Notre Dame foi montado com dezenas de santons feitos em Arles, na região francesa da Provence

Os santons representam os personagens essenciais de um presépio – Jesus, Maria, José e os Reis Magos – mas não só. Dentro da tradição provençal foram adicionados à cena da natividade figuras que representam os habitantes de uma vila da Provence e suas profissões: padeiro, verdureiro, funcionário público, pescador etc.

santons

O presépio da Catedral Notre Dame foi montado com dezenas de santons feitos em Arles, na região francesa da Provence

Origem

Logo após a Revolução Francesa, as igrejas foram fechadas e os presépios públicos proibidos. A fim de manter a tradição e de permitir que as famílias montassem presépios em casa, os santons foram criados. No início eles eram feitos de miolo de pão mas logo em seguida passaram a ser modelados com a argila vermelha da Provence.

Hoje em dia

Com a fama e a fim de atender a demanda pelos santons, a fabricação se modernizou e atualmente conta com 7 etapas. Os santonniers (artesãos que fazem os santons) produzem primeiro um modelo em argila fresca. Esse protótipo será utilizado para criar uma fôrma de gesso, a partir da qual os santons serão reproduzidos também com argila. Depois de retirados dessa fôrma, eles são deixados para secar e cozidos em um forno à 800°C. A última etapa é a pintura à mão, que dará vida ao santon. Veja todo o processo no vídeo abaixo:

Existe uma grande concentração de ateliês de santons entre Marseille, Aubagne, Aix-en-Provence, Arles e Bouches-du-Rhône. Apesar de serem reproduzidos utilizando uma fôrma, o santon que dará origem ao molde é criado do zero. Sua qualidade de acabamento e nível minucioso de detalhamento depende do talento e da dedicação do santonnier. Os conhecedores conseguem até mesmo distinguir o trabalho de diferentes santonniers pela observação das marcas registradas e do estilo de cada um.

No mercado de Natal da avenida Champs Élysées existe um chalé vendendo santons, ótima oportunidade para quem quiser ver de perto ou comprar alguns dos bibelôs.

santons

Santons à venda no mercado de Natal da avenida Champs Élysées

O Salão des Santonniers

Todos os anos, desde 1958, a cidade de Arles promove o Salão Internacional des Santonniers. O objetivo é reunir e divulgar o trabalho dos artesãos santonniers da região da Provence e também do mundo. O salão de 2017 acontece até o dia 14 de janeiro de 2018 no Claustro de Saint-Trophime (20 rue du Cloître, 13200 Arles). O salão abre todos os dias (menos dia 1° de janeiro) de 10:00 as 17:00.


Leia também:


santonsNa nossa agência online Minha Viagem Paris você vai descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.