Ligações Perigosas

Ligações Perigosas: Selton Mello e Patricia Pillar

No Brasil a Globo apresenta a minissérie inspirada no livro Les Liasons Dangereuses de Choderlos de Laclos. Em Paris chegamos à conclusão que o mundo muda mas a natureza humana continua idêntica a ela mesma.

Na França dos séculos passados, os amantes trocavam cartas nos jogos de sedução. Mais tarde o telefone substitui o papel e a caneta. Hoje, as mensagens nas redes sociais provocam um formidável retorno do escrito nas relações amorosas.

Para aqueles que não conhecem o livro Les Liaisons Dangereuses – subtítulo Cartas recolhidas em uma sociedade – a história do duelo entre dois nobres perversos e manipuladores é contada através de cartas trocadas entre vários personagens.

O livro de Laclos, escritor francês do final do século 18 e início do século 19, inspirou vários filmes, entre eles, o inesquecível Liaisons Dangereuses de Stephen Frears (1988) com John Malkovich e Glenn Close.

Anos após, o mesmo Malkovich criou uma peça de teatro baseada nas intrigas da famosa obra da literatura francesa. Foi nesta adaptação de Malkovich para o presente que percebemos o retorno do escrito nas relações de amor via SMS.

Liaisons Dangereuses inspirou inúmeros outros filmes, peças de teatro, novelas, óperas, canções e até comics.

Les Liaisons Dangereuses de Laclos

Les Liaisons Dangereuses de Laclos

Quanto ao romance, até hoje críticos e eruditos não chegaram a um acordo: a obra Les Liaisons Dangereuses representa um manual de libertinagem ou uma condenação moralizante da sociedade de época.

Quem era Laclos na realidade? A vida de Laclos possui duas vertentes: militar e escritor. Militar que aproveitou a monotonia de uma vida nas casernas do interior da França para escrever, nas horas vagas, um livro que foi, desde o início, grande sucesso e enorme escândalo.

O autor pertencia à pequena nobreza e não era recebido pelas grandes famílias ligadas à corte. Entre ele e seu personagem Valmont – sedutor perverso – nenhuma correspondência. O autor não foi um sedutor e muito menos perverso. Ele era um senhor magro, com pele amarelada, matemático metódico, marido fiel, pai carinhoso e preocupado com a educação dos filhos.

Alguns estudiosos consideram que Les Liaisons Dangereuses representou uma terapia ou espaço de sublimação onde Laclos vingou as humilhações sociais sofridas, o desprezo da grande nobreza e a indiferença de mulheres inacessíveis.

Les Liaisons Dangereuses é um chef d’œuvre pela força dos personagens e pela seriedade dos temas tratados.