O Conexão Paris possui um artigo sobre os produtos proibidos no Brasil, quer dizer, o que você não pode comprar na França e levar para o Brasil. Leia aqui.

O post de hoje, é o outro lado da moeda.

A França, e todos os países europeus, possuem uma lista de produtos proibidos no espaço Schengen. E a França, em particular, é extremamente severa em relação aos produtos falsificados.

Mamadeiras blisphenol free

Mamadeiras bisphénol free

De uma maneira abrangente, você não pode entrar na França com:

. produtos e objetos ligados à pedofilia;

. produtos contendo substâncias perigosas como sais de chumbo ou níquel;

. mamadeiras contendo bisphénol A;

. narcóticos e psicotrópicos (estes produtos serão liberados se você possue receita médica ou autorização de importação para medicamentos);

. animais e vegetais proibidos. A lista é enorme. Os mais usuais são:

.. orquídeas, borboletas, répteis, pássaros, tartarugas, corais, conchas

.. gatos e cães não idendificados e não vacinados contra a raiva;

.. cães de ataques;

.. peles de gatos e de cachorros ou todo produto contendo estas peles;

.. vegetais, sementes, cascas, pólen suscetíveis de transmitirem organismos nocivos para a flora;

.. objetos de decoração e lembrancinhas contendo pele animal, marfim, coral, carapaças de tartaruga, plumas;

.. objetos fabricados com vegetais ameaçados de extinção, como esculturas, instrumentos de música, cincos, bolsas;

Cada país possui sua legislação de proteção das espécies animais e vegetais. Quando comprar lembrancinhas fabricadas a partir destas espécies, verifique a legislação do país de origem e a do país de destino. Em caso de violação das leis, o viajante corre o risco de pagar multa, de processo jurídico no país visitado e da confiscação do objeto ou da espécie.

Alfândega francesa

Alfândega francesa

Quanto aos produtos falsificados, leia este artigo aqui que descreve os perigos que você corre. Não custe nada alertar de novo: a entrada na França ou a simples detenção deste produtos é um crime passível de multas e prisão. Não se esqueça que este problema envolve várias áreas: brinquedos, têxteis, medicamentos, aparelhos domésticos, cigarros, perfumes, produtos numéricos, softwares…

A França e o Brasil assinaram, recentemente, um plano de ação contra a contrafação. O acordo foi assinado pelo Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual e o Comité National Anti Contrefaçon.

Quando for arrumar sua mala, se tiver dúvidas, melhor consultar o site Service Publique.fr onde tudo se encontra explicado nos menores detalhes.

Observação: desde 1975 a Convenção sobre o comércio internacional das espécies selvagens ameaçadas de extinção, a chamada Convenção de Washigton e conhecida pela sigla inglesa CITES, rege a passagem nas fronteiras  de 35.000 espécies animais e vegetais vivos ou mortos, assim como seus produtos derivados.


Leia também:


queijosAcesse o site Minha Viagem Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.