Dia da inauguração do Mur de la Paix

O Muro da Paz é um monumento que se encontra nos jardins Champs-de-Mars. Esta obra, instalada em 2000 e de autoria do escritor Marek Halter e sua esposa Clara, foi projetada como temporária e deveria simplesmente marcar a passagem do novo milênio.

Imediatamente a obra virou ponto de encontro para manifestações políticas as mais diversas, dos militantes dos Direitos Humanos aos racistas de todos os bordos. Em apenas alguns meses o Muro se tornou símbolo da luta pela fraternidade e suporte ideal para grafites racistas.

Por causa do seu forte poder simbólico, alguns políticos passaram a defender a perenidade da obra. Outros se organizaram para que ela fosse desmontada. A coisa virou briga com processo, discussões e trocas de insultos via jornais.

Esta região é classificada e protegida pelo Patrimônio Histórico. Os opositores pediam que o Muro da Paz fosse transferido para outro lugar. Instalado diante da torre Eiffel, ele quebrava a perspectiva histórica da vista e desfigurava a principal paisagem “cartão postal” de Paris.

A justiça francesa deu ganho de causa aos defensores do monumento considerado como uma obra extraordinária e ao serviço dos valores essenciais da democracia.

E é por isso que o Muro da Paz ainda está no seu lugar e você poderá vê-lo quando visitar a torre Eiffel.

As três últimas fotos são de Sérgio T. Gonçalves.

Conheça os apartamentos para alugar perto da Torre Eiffel da À La Parisienne, empresa parceira do Conexão Paris para aluguel de apartamentos em Paris.