Por Penélope

Sempre acreditei que a gente tem que encontrar alegria nos pequenos momentos surpreendentes que a vida nos oferece. Seja um gesto de gentileza espontânea de um estranho, um reflexo bonito em uma poça de água no meio da rua ou um casal simpático que se esquece de tudo e começa a se beijar apaixonadamente impedindo o trafego dos pedestres.

Acontece que, em Paris, estes momentos estão mais propensos a acontecer, justamente porque a beleza da cidade nos faz ficar mais atentos ao que se passa ao nosso redor. E desejamos, o tempo todo, olhar estes milagres do cotidiano acontecerem e guardás-lo com cuidado na memória para os tempos em que os milagres parecem não acontecer.

Ontem um destes momentos aconteceu comigo e queria compartilhar com vocês. Eu estava fazendo as unhas enquanto esperava o ciclo da máquina de lavar terminar e, de repente, começa a tocar Le tourbillon de la vie  no rádio. Muito apropriado para a minha filosofia de vida.