Por Rodrigo Lavalle

Nessa quinta-feira, dia 17 de novembro, chega às lojas da cadeia H&M a mais nova parceria da marca sueca de fast fashion com uma grife de luxo. Dessa vez a simpática Donatella Versace criou uma coleção de roupas e acessórios femininos, masculinos e coisinhas para casa chamada “O melhor de Versace para H&M”.

Como o próprio nome indica a coleção apresenta idéias já utilizadas por Donatella na Versace. E é tudo bem Versace mesmo: estampas gigantes, cores fortes, couro, tachas, dourado, oncinha, modelagem “près du corp”. Algumas roupas têm tudo isso misturado. Apesar de existirem duas opções de vestidos longos, os comprimentos variam pouco: do curto ao mini. Eu gosto dos vestidos lisos (principalmente do vermelho que tem uma espécie de capa), das peças em couro (apesar do excesso de tachas) e dos vestidos em malha de metal dourado e prateado. As peças estampadas ultrapassam o over, a saia plissada com estampa de palmeira e a saia de oncinha são boas opções para as mais corajosas.A coleção masculina é um pouco mais difícil, não consigo pensar em nenhum homem que eu conheça que usaria os ternos rosa, as calças estampadas e as jaquetas com detalhes de oncinha e tachas.

No geral os preços estão um pouco mais altos que os da coleção da Lanvin para H&M lançada há um ano.

Conseguir entrar nas lojas no dia do lançamento é um teste de paciência e perseverança. As primeiras 280 pessoas que chegarem recebem uma pulseira colorida, são 14 cores diferentes, uma para cada grupo de 20 pessoas. Cada um desses grupos de 20 pessoas tem 10 minutos para fazer suas compras e mais 5 minutos para pagar, ou seja, o melhor é você já saber o que quer comprar. Após esses 15 minutos esse grupo sai e o próximo entra. Ano passado no lançamento da coleção da Lanvin foi tudo super tranquilo, sem brigas, sem empurra-empurra, sem gritaria. Eu consegui ir à 3 lojas pela manhã e a única coisa esgotada foram os óculos escuros.

Vou tentar ir ao lançamento nessa quinta-feira e depois conto como foi.