Foto: Francisco de Assis Andrade

“Fotografar é prender a respiração quando todas as faculdades convergem para captar a realidade fugitiva.”

“A câmera fotográfica para mim é um caderno de desenho, instrumento de intuição e de espontaneidade, o mestre de um instante.”

Henri Cartier Bresson


Foto: Francisco de Assis Andrade

A Fondation Cartier Bresson não está localizada nos pontos mais turísticos de Paris. Ela se encontra no bairro 14, atrás da estação ferroviária Gare Montparnasse.

Foto: Francisco de Assis Andrade

Pegue a linha 13 do metro e desça na estação Gaitê. Antes de sair da estação, localize no mapa do bairro a rua Lebouis. Nela se encontra um beco sem saida – o Impasse Lebouis – o endereço da Fundação.

Preste atenção no prédio onde se encontra o meuseu. Todos nós sonhamos morar nestes antigos ateliês de artistas, nestes prédios espalhados por Paris, com grandes janelas de vidro por onde entra com violencia a luz do sol. Toda a fachada principal do prédio, dando para a rua Lebouis, é ocupada por apartamentos privados. Tenho  amigos que moram no segundo andar.

Foto: Francisco de Assis Andrade

Nos fundos se encontra a Fundação, encarregada de administrar toda a obra de Cartier Bresson. Nas suas salas de exposição podemos ver,  três vezes por ano, exposições de Cartier Bresson e de outros artistas.

Foto: Chicago 1960 – Harry Callahan – cortesia Pace/MacGill Galery

Do dia 7 de setembro até 18 de dezembro de 2010, veja a exposição de fotografias de Harry Callahan (1912-1999), americano e um grande artista.

www.henricartierbresson.org