Dez motivos para conhecer Barcelona, depois de Paris

Dez motivos para conhecer Barcelona, depois de Paris

Nos últimos três domingos, publicamos os dez motivos para você aproveitar sua viagem a Paris para conhecer Roma, Londres e Berlim. Hoje é dia da colorida Barcelona, uma das cidades mais alegres na Europa. Deixamos o casal  Tony Galvéz e Cecília Candeias (ele , espanhol de Zaragoza; e ela, paulistana), autores dos ótimos blogs Passaporte BCN e Espanha Total, explicar os motivos que fazem de Barcelona parada obrigatória:

Agradecemos o convite do Conexão Paris para apresentar 10 motivos pelos quais achamos que Barcelona merece ser visitada como continuação de uma viagem que teve início na divina capital francesa. Com sua privilegiada localização no coração da Europa, Paris oferece inúmeras possibilidades para continuar sua viagem pelo continente europeu. Se você seguir rumo à Península Ibérica, Barcelona é uma ótima porta de entrada. Uma hora de avião ou seis horas e meia de trem-bala separam Paris da capital da Catalunha. A partir de Barcelona, é fácil continuar a viagem pela Espanha e Portugal.

1. Barcelona é uma cidade mediterrânea

Pense em uma grande cidade banhada pelo Mar Mediterrâneo e com praias urbanas para todas as tribos. Assim é Barcelona, com uma dezena de praias nas quais se distribuem democraticamente os mais variados tipos de frequentadores. O mar que emoldura a cidade confere a ela um caráter muito especial, que cresceu de importância nas últimas duas décadas quando Barcelona deixou de virar as costas ao mar para abraçá-lo com entusiasmo.

A praia de La Barceloneta

A praia de La Barceloneta

Barcelona conta com uma espetacular orla marítima que pode ser curtida o ano todo e praias com infraestrutura, areia e um belo mar para nadar, navegar ou simplesmente para admirar. O calor do verão faz com que as praias bombem entre junho e setembro. O Mediterrâneo está no DNA de Barcelona e os turistas adoram visitar uma cidade onde chegar na praia é rápido e fácil.

2. Barcelona é uma cidade compacta

Tendo o mar e a montanha como fronteiras, Barcelona está localizada entre a grande montanha do Tibidabo e o mar Mediterrâneo. Muitos turistas se surpreendem com a facilidade de ir até os principais pontos de interesse turístico simplesmente percorrendo a cidade a pé.

Barcelona vista do Park Güell

Barcelona vista do Park Güell

Para aqueles lugares mais afastados, como o Park Güell ou o Camp Nou, existe um ótimo serviço de transporte público, que conta com um bilhete integrado que permite utilizar o metrô, trem, ônibus ou até funicular! Quem for para Barcelona precisa caprichar na escolha do calçado, porque o habitual é ficar batendo perna o dia todo.

3. Barcelona é um ótimo destino de inverno

Quando você já tiver cansado da neve e do delicioso frio do norte da Europa, tome rumo a Barcelona para tirar camadas de roupas e, quem sabe, conseguir até deixar luvas e gorros no hotel. Apesar daquela história de que em Barcelona nunca faz frio não passar de uma lenda, pense que a cidade conta com um clima mediterrâneo muito ameno, quando comparamos com a porção mais ao norte da Europa.

A Fonte Mágica de Montjuïc

A Fonte Mágica de Montjuïc

Dá até para experimentar a neve, escapando no mesmo dia até alguma estação de esqui, como a linda Vall de Núria por exemplo. Mas para os mais friorentos, as temperaturas médias de Barcelona durante o inverno podem ser um alívio.

4. Barcelona é um paraíso culinário

Nas últimas duas décadas, a contribuição à culinária mundial de duas regiões da Espanha, o País Basco e Catalunha, é bem conhecida. A Catalunha deu para o mundo nomes como Ferran Adrià, os irmãos Roca, Jordi Cruz ou Christian Escribà, só para citar alguns. Chefs que elevaram a culinária local a um patamar de destaque dentro do cenário mundial. Em Barcelona você vai poder conhecer novas e antigas propostas que têm como base a culinária mediterrânea tradicional, utilizando ingredientes frescos e de temporada. Todo mundo quer experimentar as famosas “tapas” espanholas, muito bem representadas em Barcelona apesar de que “salir de tapas” não é uma tradição tão forte na cidade como em outras partes da Espanha.

Pa amb tomàquet

Pa amb tomàquet

Indo além das tais “tapas”, gostamos de sugerir um contato com os produtos típicos da culinária catalã, como os “calçots”, as “cocas”, a “escalivada”, o “mel i mató” e múltiplos preparos com arroz e frutos do mar. Sem esquecer do sempre presente “pa amb tomàquet”, o pão com tomate que é parte da cultura catalã. Depois de ter experimentado o creme brûlée em París, não perca a maravilhosa “crema catalana”, uma sobremesa muito parecida que troca a baunilha da sobremesa francesa por um toque de canela em pau e raspa de limão.

5. Barcelona é o lar do modernismo

Você já visitou e enloqueceu com os grandes museus em Paris. Apesar de contar com um museu excelente (amamos o MNAC e sua coleção de arte românica), Barcelona não é páreo nem para Paris nem para outras grandes capitais européias. Por isso, em Barcelona, aproveite para conhecer a extraordinária coleção de arte e arquitetura modernista, que inclui 8 construções já declaradas Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco. Gostamos de dizer que Barcelona é uma espécie de parque de diversões temático do modernismo.

Palau de la Música Catalana

Palau de la Música Catalana

Quem nunca ouviu falar em Antoni Gaudí? É um nome que está intimamente ligado ao modernismo e que deixou suas grandes obras para embelezar ainda mais Barcelona. Não dá para pensar na cidade sem querer visitar a Sagrada Família, o Park Güell, a Casa Batlló ou La Pedrera. Mas nem só de Gaudí está composto o modernismo catalão. Nomes como os de Lluís Domènech i Montaner ou Josep Puig i Cadafalch não podem ser esquecidos e seria um verdadeiro crime deixar de conhecer o Palau de la Música Catalana ou o Hospital de la Santa Creu i Sant Pau. Mesmo que arte e arquitetura não sejam seu forte, será impossível não se emocionar conhecendo tanta beleza pensada e desenhada no final do século XIX e início do século XX.

6. Barcelona revela sua história

O encontro com a história é muito facilitado nas cidades europeias que contam com um patrimônio bem conservado e uma atitude que reverencia e respeita o passado.

O medieval Saló de Cent dentro da prefeitura de Barcelona

O medieval Saló de Cent dentro da prefeitura de Barcelona

Em Barcelona seu percurso irá dos tempos romanos, dos reis visigóticos e da Idade Média, passando pelas grandes disputas européias pelo controle do Mediterrâneo e, no século XX, a cruel Guerra Civil Espanhola, na qual Barcelona foi uma protagonista destacada.

7. Barcelona é uma cidade que vive suas tradições

Frente à padronização e internacionalização trazidas pelo turismo de massa, Barcelona preserva uma cultura com raízes e participativa que pode ser descoberta em praças, eventos e festas.

Castellers na Plaça Sant Jaume

Castellers na Plaça Sant Jaume

Toda semana, bem diante da Catedral, é possível assistir os catalães dançando “sardana” ou segurar o fôlego com emoção ao presenciar o fantástico trabalho dos “castellers” (as torres humanas). O crescente sentimento nacionalista de parte da população catalã tem contribuído à consolidação recente de muitas tradições locais.

8. Barcelona tem uma hotelaria diferenciada

Se o custo da hotelaria em Paris, ou em outras capitais do norte europeu, acabou pesando nas suas despesas, aproveite que a hotelaria de Barcelona tem tarifas bastante mais amigas para compensar seu orçamento. Com diárias muito mais em conta que em outras grandes capitais europeias, Barcelona oferece ao visitante a chance de se hospedar em um hotel singular sem arruinar o orçamento da viagem.

Hotel Vincci Bit, Barcelona

Hotel Vincci Bit, Barcelona

Você pode escolher entre o hotel antigo (com muita história) com charme e requinte ou o hotel mais moderno, de vanguarda e design. As opções são inúmeras e é possível encontrar tarifas para todos os gostos e bolsos.

9. Barcelona é o porto de cruzeiros da vez

A cada dia mais brasileiros incluem um cruzeiro como parte da sua viagem pela Europa. E muitos embarcam no porto da vez, o de Barcelona. Em um fenômeno recente, Barcelona se tornou a capital européia dos cruzeiros e seu porto ocupa o primeiro lugar entre os portos de cruzeiros da Europa e o quarto do mundo (superado somente por três portos da Flórida).

Cruzeiro da Celebrity Cruises no porto de Barcelona

Cruzeiro da Celebrity Cruises no porto de Barcelona

As principais companhias internacionais estão reconhecendo essa nova realidade. Por exemplo, a Royal Caribbean escolheu recentemente Barcelona como sua base permanente de cruzeiros pelo Mediterrâneo. O porto de Barcelona conta com uma ótima infraestrutura e ainda fica muito perto do centro da cidade.

Barcelona é a casa do Barça

Mesmo não sendo o único time da cidade, existe também o Espanhol com um número mais reduzido de seguidores, Barcelona tem seu grande time de futebol. Em cidades onde a paixão pelos times está mais dividida entre vários clubes não se vê o fenômeno que acontece aqui: existe uma identificação quase absoluta entre a cidade e seu time, o FC Barcelona. Como diz o jargão, o Barça é “més que um club”.

Vista do interior do Camp Nou

Vista do interior do Camp Nou

Quem viaja para Barcelona quer conhecer o Camp Nou, o templo do Barça. Lá se encontra a Camp Nou Experience, um passeio que leva o visitante em um tour pelo estádio (com direito a pisar o gramado e visitar um vestiário e a sala de imprensa) e os museus do Barça. Se o viajante der sorte e o Barça estiver jogando em casa durante sua visita à cidade, não há como não assistir a um jogo do time local com Messi e Neymar enlouquecendo os torcedores.

Gostou? Passe no blog Passaporte BCN para descobrir mais dicas sobre a Barcelona

Veja também os dez motivos para você visitar Londres, Roma e Berlim, depois de Paris.

Como ir de Paris até Barcelona?

  • Avião: a viagem de avião dura 1h40. Veja aqui as melhores ofertas da Air France.
  • Trem: a viagem tem cerca de 6h30 de duração mas pode variar dependendo da hora e data da viagem. Fique de olho também nas possíveis baldeações em outras cidades. Compre antecipadamente no site da EuroRail para garantir os melhores preços.
  • Carro: a viagem tem cerca de 10h de duração. Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França aqui.
  • Ônibus: esta é a opção mais barata, mas também é a mais longa. A viagem tem cerca de 15 horas de duração. Consulte valores e faça a compra da passagem pelo site da empresa de ônibus OuiBus.

 

 


Vai para Paris? Reserve sua passagem no site oficial da Air France - o melhor preço para mais de 900 destinos em todo o mundo.
O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.
Últimos pitacos (3/17), ver todos os comentários
  • "Marcelo, a praia que mais gostamos na Côte d' ..."

    Rodrigo Lavalle
  • "Bom dia. Acompanho o site a anos, desde a min ..."

    Marcelo
  • "Que delícia de post, que programaço unir Pari ..."

    Mari Campos
Deixe seu pitaco

Olá Barcelona

Caros amigos do “Conexão Paris”, Introduzimos a vocês Olá Barcelona!, consequência natural de décadas de vivência internacional e experiência acumulada. Nasceu em junho de 2010, essencialmente por conta do estímulo de laços antigos de amizade, que nos sugeriram a idéia de fazer em Barcelona algo no mesmo sentido do “Conexão Paris”. Nesses quase quatro anos […]

Leia mais →