Como é a casa francesa?  Como vivem os parisienses? Em parceria com a Air France, apresentamos hoje o apartamento de Orlane e Pierre, um casal jovem e antenado que mora em Paris, num lindo apartamento de estilo haussmaniano.

Pierre e Orlane são um jovem casal, na faixa dos 30, sem filhos. Ela é designer de interiores, ele tem como hobby transformar antigos objetos em luminárias. O resultado é um apartamento cheio de charme, com móveis garimpados em mercados das pulgas e brechós. A iluminação, claro, é assinada por Pierre, e dá um toque ainda mais pessoal à casa.

Como todo bom francês, Pierre e Orlane adoram viajar e descobrir novas culturas – Brasil (eles adoram), Cambodia, Marrocos… A decoração conta também um pouco das andanças do casal por países distantes.

No video abaixo, o casal convida você a conhecer o apartamento onde moram em Paris:

O apartamento haussmaniano

Pierre e Orlane têm sorte – eles moram num apartamento de 120m2, um latifúndio para os padrões parisienses, sobretudo para um casal jovem.

Além de espaçoso, com 2 amplos quartos, o apartamento tem características típicas dos clássicos apartamentos parisienses no estilo haussmaniano.

  • amplas janelas em todas as peças;
  • uma pequena varanda;
  • pé direito alto;
  • lareira (em mármore);
  • piso de madeira maciça;
  • teto e paredes emoldurados.

Pierre e Orlane não conhecem a data exata da construção do edifício, mas sabem que foi entre 1850 e 1900. Ao contrário de muitas casas construídas nessa época, o apartamento do casal sofreu poucas modificações e ainda guarda muitas das características originais.

Construídos durante a gestão do barão Haussman, prefeito que re-urbanizou Paris no século 19, os edifícios haussmanianos têm arquitetura padronizada. Tratam-se dos típicos edifícios parisienses, que  tanto caracterizam a cidade. Todos eles seguem um mesmo padrão, imposto na época pelo barão:

  • Fachadas em pedra lavrada.
  • Os prédios de um mesmo quarteirão têm a mesma altura, que nunca ultrapassa 6 andares.
  • Com frequência, há varandas no segundo andar (considerado na época o andar nobre do prédio).
  • No último andar, há pequenas janelas que antes eram reservadas para os quartos dos empregados domésticos. Hoje, estes espaços deram origem a grande e luxuosos lofts.
  • Grandes janelas, sempre alinhadas ao longo de todo o quarteirão.
Fachadas de prédios haussmanianos em Paris.

Fachadas de prédios haussmanianos em Paris (foto: Aleksandr Beliakov / Shutterstock)

Banheiros, lavabos, banheiras, duchas e afins

A grande novidade na época do famoso Barão Haussman foi a inauguração do gás e da água corrente dentro de casa – da burguesia, é claro. No início do século 20, tomar banho com água corrente era um luxo acessível em apenas 2% das residências.
As propagandas do século 19 anunciavam a grande novidade: os banhos de banheira.

As propagandas do século 19 anunciavam a grande novidade: os banhos de banheira.

A planta atual do apartamento de Orlane e Pierre – assim como da maioria dos apartamentos em Paris – reflete essa realidade:
  • Há um lavabo, onde se encontra o vaso sanitário;
  • há ainda um banheiro, onde o antigo proprietário instalou uma banheira, fazendo um puxadinho para dentro de um dos quartos.
  • e há uma terceira peça, minúscula, apenas com um chuveiro.

E não existe área de serviço!

Pierre acharia lógico instalar a máquina de lavar roupas na cozinha (!). Mas como não há espaço, a solução foi deixar no banheiro. Para secar as roupas,  é preciso comprar uma máquina de lavar que também é secadora. Ou, como faz a maioria, abrir varais portáteis no banheiro e nos quartos.

O bairro

A grande Paris tem 7 milhões de habitantes. Destes, apenas 2 milhões moram dentro do perímetro urbano de Paris. Os outros 70% estão nos distritos periféricos (onde a oferta é maior e os preços, bem mais acessíveis).

Mas Pierre e Orlane são super parisienses – morar fora da cidade não era uma possibilidade. Eles então optaram por morar no 9˚ distrito de Paris – um bairro tradicional, que nos últimos anos vem sendo ocupado por jovens.

A excelente rue des Martyrs, no bairro onde moram Orlane e Pierre, é um paraíso gastronômico, reunindo dezenas de pequenos comerciantes: padarias, confeitarias, queijarias, caves de vinho, embutidos etc (foto: Genia / Shutterstock)

A renovação da população trouxe uma certa gentrificação ao bairro, que rapidamente foi tomado por restaurantes da moda, pequenos hotéis de charme e lojinhas estilosas. Para se ter uma ideia do aumento dos preços do imóvel, hoje o valor do metro quadrado na região está em torno de 10 mil euros (acima da média parisiense). No ano 2000, girava em torno de 3 mil euros.

A casa parisiense

O apartamento de Pierre e Orlane representa a síntese da casa parisiense clássica. Confortável, mas sem nenhum luxo. Espaçoso, mas com uma planta improvisada – apesar de ter 3 “banheiros”, há apenas 1 vaso sanitário, 1 banheira e 1 chuveiro. E, ainda que o prédio e o apartamento sigam um padrão bem especifico, a decoração é cheia de personalidade, refletindo o gosto pessoal e o estilo de vida do casal.

casa parisiense

Para saber mais sobre o estilo de vida do casal, siga Orlane no Instagram.

O Chez Moi é uma série especial sobre a casa francesa, produzida pelo Conexão Paris, em parceria com a Air France.