Hoje publicamos um roteiro para um dia em Londres elaborado pela Eneida Latham, do blog Londres para principiantes, especialmente para os leitores do Conexão Paris que queiram fazer um bate e volta Paris/Londres/Paris.

Com a comodidade oferecida pelo Eurostar – o trem rápido que liga Paris a Londres – o centro da capital inglesa está somente a 2 horas e 15 minutos da Gare du Nord. É uma viagem confortável, agradável e, se comprada com antecedência, com preço bem justo, a partir de €39 cada trecho.

Mas quem resolve deixar um dia de sua estadia em Paris para conhecer Londres fica cheio de dúvida sobre o que fazer em somente algumas horas nesta cidade que oferece tantas opções de programas maravilhosos. Foi por isso que a turma do Conexão Paris pediu nossa ajudinha, para propormos um roteiro básico do que fazer em Londres em um dia somente.

É com muito prazer que dividimos com os leitores do Conexão Paris este roteirinho, que já foi testado e aprovado por muitos de nossos leitores. Vamos lá?

O mapa com os pontos pode ser visto aqui.

Roteiro para um dia em Londres – os clássicos

A estação St Pancras, ponto final do Eurostar em Londres, fica na região central de Londres e de lá dá para ir caminhando até os pontos turísticos indicados neste roteiro. No entanto, para quem quiser economizar as pernas neste trecho, nossa sugestão é se aventurar no sensacional metrô de Londres, em si uma atração turística da cidade.

Sugerimos que pegue a linha Piccadilly do metrô (azul escuro no mapa) e siga para a estação Covent Garden, são apenas 5 minutinhos de viagem. Na Piazza de Covent Garden está o prédio do antigo mercado, hoje tomado por lojas, restaurantes, casas de chá e muitas boutiques charmosas. Há sempre artistas de rua se apresentando na praça que é bem movimentada e alegre.

Convent Garden

Saindo de Covent Garden, caminhamos até Leicester Square, praça famosa onde acontecem as grandes pré-estreias de filmes em Londres. Se tiver interesse, você pode dar uma chegada na loja MM’s World, que fica bem perto.

De Leicester Square a Piccadilly Circus é um pulo, e você poderá fotografar a famosa estátua de Eros e os telões super tecnológicos instalados no local. A imponente rua Regent começa neste ponto, mas nós tomaremos outro rumo, a avenida Piccadilly, endereço nobre da cidade, que abriga a tradicional loja Fortnum & Mason (vale a visita!), a Royal Academy of Arts e o hotel The Ritz. Para uma viagem no tempo, conheça a Londres do século XIX dando uma espiada na galeria coberta, Burlington Arcade, bem ao lado da Royal Academy.

Piccadilly Circus e a estátua de Eros (foto: Benjamin B/Shutterstock)

Nosso próximo destino é o St James’s Palace, construído por Henrique VIII no século XVI. É o palácio real mais antigo de Londres e hoje é residência de alguns membros da família real. O Palácio é também local de recepções e eventos relacionados às instituições apoiadas pelos membros da realeza.

Londres é conhecida por seus parques maravilhosos e não poderíamos sair da cidade sem conhecer um. O Green Park é o nosso destino e de lá caminharemos até o Palácio de Buckingham. A famosa troca da guarda não acontece todos os dias do ano. Em 2018, ela tem acontecido às segundas, quartas, sextas e domingos, sempre a depender da agenda oficial do exército britânico. Assim, se na data da sua visita estiver agendada a cerimônia, você deve estar a postos antes das 11h00.

Seguimos pela avenida The Mall criada para ser uma rota cerimonial entre o Palácio de Buckingham e a Trafalgar Square, praça que é o coração da cidade, onde acontecem as grandes manifestações e festas também. É na Trafalgar Square que está a espetacular National Gallery e a coluna de Nelson, construída para celebrar a vitória do Almirante Nelson sobre a frota francesa na Batalha de Trafalgar.

Saindo da Trafalgar Square, seguimos pela avenida Whitehall, que abriga diversos órgãos do governo britânico. Em uma de suas travessas, a Downing Street, se localiza a residência oficial do Primeiro Ministro britânico.

A Avenida Whitehall termina na Praça do Parlamento e é lá que fica a Westminster Abbey. Além de casamentos reais, é na abadia que ocorre, desde 1066, a cerimônia de coroação do monarca britânico e lá estão enterrados chefes de estados, poetas, cientistas, heróis nacionais e reis. Recentemente as cinzas de Stephen Hawking.

Westminster Abbey (foto: photo.eccles/Shutterstock)

O Palácio de Westminster é a sede do Parlamento Britânico e a famosa torre do relógio – conhecida como Big Ben – poderia ser apreciada, não fosse pelos andaimes e tapumes que atualmente cobrem o local. Infelizmente, a antiga construção estava precisando urgentemente de uma reforma e de manutenção para que as futuras gerações pudessem continuar se encantando com este prédio, uma joia do estilo neogótico britânico. As reformas, que começaram em 2017, se estenderão até 2020 e até lá você sairá de Londres sem esta foto maravilhosa.

Assim, voltamos nossas atenções para a margem sul do Tâmisa. Para chegar até lá, atravessamos a ponte Westminster. Um passeio desse lado do rio pode (e deve) incluir uma volta na roda gigante panorâmica, a London Eye, que oferece vistas maravilhosas da cidade.  

Quando a fome bater, há diversos restaurantes, bares, pubs e lanchonetes próximos da London Eye para você experimentar a culinária local. Sugerimos o tradicional “fish and chips”, peixe empanado com batata frita.

O dia está terminando e você deve estar se perguntando: e a Tower Bridge, ponte cartão-postal da cidade? Não teremos tempo de caminhar até lá, mas temos programado um passeio de barco, saindo do píer da London Eye, que faz um trajeto circular até a famosa torre. Em cerca de 40 minutos você apreciará outros pontos turísticos localizados no lado mais a leste da cidade, incluindo também a Torre de Londres, o prédio modernoso sede da prefeitura, o navio de guerra HMS Belfast e o edifício The Shard, o mais alto da cidade.

Hora de voltar para a estação St Pancras para não perder o trem de volta a Paris. Para chegar até lá de metrô, você pode atravessar novamente a ponte e pegar o metrô na estação Westminster ou caminhar pela margem sul até a estação Waterloo.

Quanto você vai gastar?

Para usar o transporte público durante todo o dia, você pagará £12,70 por um passe, chamado Travelcard. Crianças de até 11 anos não pagam para usar o transporte em Londres.

London Eye (foto: Smiltena /Shutterstock)

Os ingressos para atrações incluídas no roteiro custam em 2018:

Abadia de Westminster: £20 (maiores de 16 anos)

London Eye e Cruzeiro no Tâmisa (ingresso “Combo”): £31 (maiores de 16 anos).

Para um almoço em restaurante médio você gastará entre £15 e £25 libras por pessoa por refeição.

Precisa de ajuda?

Nós do site Londres para Principiantes temos uma equipe de guias brasileiras com ampla experiência em acompanhar turistas brasileiros. Assim, se você preferir ter o suporte de um profissional na sua visita a Londres, escreva para contato@londresparaprincipiantes.com. Nós teremos muito prazer em mostrar um pouco desta cidade maravilhosa para você!

Clique aqui e leia os artigos do Conexão Paris sobre Londres.