Imaginem que neste últimos meses, aqui na França, um grande tema de discussão foi: o presépio de Natal deveria ser proibido ou não nos prédios oficiais franceses?

Visto de fora, sobretudo da Inglaterra e dos Estados Unidos, a discussão em torno de proibir ou não o presépio de Natal deve provocar risadas.

Visto de dentro, a questão confirma a confrontação entre hábitos tradicionais franceses e hábitos muçulmanos. A burca nas escolas e o biquini/burca nas praias chocam os franceses, o presépio instalado na prefeitura choca os mulçumanos. E a crispação em torno da laicidade está instalada!

presépio de Natal

Presépio de Natal proibido ou não. b_d no Flickr

Em nome da laicidade, alguns prefeitos proibiram a burca e o biquini/burca. Outros prefeitos proibiram o presépio de Natal.

Para resolver o problema, a maior autoridade administrativa do país – o Conseil d’Etat – foi convocada e se submeteu à uma grave análise jurídica e filosófica sobre a questão. O que é um presépio? Um símbolo religioso? Um costume festivo e cultural? Os dois?

O engraçado é que o presépio estava se tornando um ritual obsoleto, relegado às pequenas prefeituras do interior da França. Com a crispação atual os presépios foram retirados dos armários e baús e esbarramos com eles para todos os lados. Uma maneira encontrada pela população e políticos de exibirem à luz do dia as raízes cristãs da França.

Assim, sexta passada, o representante do Conseil d’Etat autorizou, sob algumas condições, os presépios nos prédios públicos da França. O argumento principal foi que o contexto de crispação existente na França não pode acabar com uma tradição e um ritual enraizado na cultura francesa.

Mas os presépios são autorizados se forem temporários, se não forem acompanhados de um proselitismo religioso e se tiverem um caráter puramente cultural e festivo.

A burca/biquini já tinha sido liberada. Este ano, provavelmente passo a conferir a decoração de Natal da prefeitura do meu bairro e ver se acho um presépio.

Em Paris, dois presépios fazem parte do roteiro da decoração de Natal da cidade: o da Notre Dame e o da Igreja Madeleine.

Presépio de Natal proibido ou não

Presépio de Natal proibido ou não. Igreja Madeleine

O presépio da Madeleine muda todos os anos de acordo com o artista convidado. Ela pode ser tradicional ou mais estilizado.

presépio de Natal

Presépio de Natal proibido ou não. Catedral Notre Dame

A Notre Dame propõe, todos os anos, a descoberta de presépios vindos de outros países. No ano passado a catedral apresentou um lindo presépio em madeira vindo da Cracóvia. Este ano não sabemos ainda qual país será convidado.

Dizem que foi São Francisco de Assis que criou o primeiro presépio e o costume se espalhou rapidamente. O presépio apresenta os personagens na Natividade: Jesus-criança, Maria, José, os anjos, os pastores. O boi e o burro fazem do cenário. Alguns dias após o Natal, os três reis magos são colocados no presépio.

Como estão vendo, já estamos entrando no clima do final do ano e viva a liberação dos presépios.


presépio de NatalNa nossa agência online Minha Viagem Paris você vai descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.