Relato de uma visita guiada ao maravilhoso departamento de Antiguidades Egípcias do Louvre. Ponto alto da visita: a sala das múmias com todos os detalhes.

Por Renata Poletto

Como estudante de Artes, em Paris, mais uma vez decidi investir em meu tempo de forma objetiva unindo o conteúdo maravilhoso dos museus parisienses ao profissionalismo da guia conferencista Zildinha Figueiredo.

Zildinha no departamento das Antiguidades Egípcias do Louvre

Zildinha no departamento das Antiguidades Egípcias do Louvre

Fiz com a guia, no departamento de Antiquités Égyptiennes do museu Louvre, uma viagem ao Egito, civilização antiga com mais de 3.300 anos antes de Cristo e desenvolvida graças à existência do rio Nilo.

As obras abrigadas neste museu nos revelam curiosidades surpreendentes. Pude conhecer os detalhes da vida de um povo sistematicamente organizado, refinado, cheios de valores morais e espirituais.

Museu do Louvre. Scribe et sa femme. Vasse Nicolas,Antoine no Flickr

Museu do Louvre. Scribe et sa femme. Vasse Nicolas,Antoine no Flickr

Vi que a crença na vida após a morte é o que mais define a vida cotidiana dos egípcios e marca a forma de viver, de acreditar, de plantar, de colher, de se relacionar com o sol.

Descobri que hábitos que ainda hoje praticamos tiveram origem no Egito Antigo. Através dos objetos exibidos no Louvre, Zildinha me falou sobre a vaidade dos egípcios, das suas jóias e vestimentas, das maquiagens. Me alertou para a higiene desse povo que mantinha os corpos sem pelos, tanto as mulheres como os homens.

Um povo engenhoso, inteligente e organizado. Vi de perto as tradicionais e famosas invenções de seus linhos plissados, papéis feitos à base de papiros, utensílios e ferramentas de trabalho.

Através do passeio guiado pude, de fato, perceber a influência da antiguidade em nossas vidas atuais. Os egípcios nos deixaram legados como a contagem do tempo por períodos, o calendário, a contagem numérica, a escrita e também grandes desenvolvimentos na engenharia e arquitetura.

O Louvre possui até alimentos, grãos e sementes de plantas medicinais, cultivadas e consumidas pela civilização egípcia antiga.

Escriba, Museu do Louvre. Jean-Pierre Dalbera no Flickr

Escriba, Museu do Louvre. Jean-Pierre Dalbera no Flickr

Um dos pontos altos da visita são as belíssimas esculturas dos escribas, homens educados e letrados. Eles eram responsáveis por redigir textos, normas administrativas e religiosas. Muito do que podemos conhecer hoje, sobre o Egito, é graças as escrituras em hieróglifos e escrituras hieráticas encontradas nos túmulos.

Museu do Louvre, múmia egípcia. Yann Caradec no Flickr

Museu do Louvre, múmia egípcia. Yann Caradec no Flickr

Sem dúvida alguma, a visita da sala da múmias é inesquecível. O processo de mumificação era mais que uma simples técnica. Os egípcios acreditavam na vida após a morte e o que desejassem para a próxima vida tinha que ser representado. Tudo que um faraó quisesse manter em sua vida subsequente era reproduzido em escrituras e pinturas e todo esse material era mantido dentro dos túmulos funerários. Amuletos e objetos pessoais eram também encontrados junto ao corpo mumificado.

No processo de mumificação as vísceras eram retiradas e guardadas em potes sagrados. Apenas o coração era mantido. Os egípcios acreditavam que este órgão comandava o corpo e deveria ser pesado no dia do julgamento final.

Vale lembrar mais uma vez que tudo que era feito no Antigo Egito, era em função da vida após a morte. Nada tinha intuito artístico ou preocupação em deixar um legado cultural para a posteridade.

Graças ao clima seco do Egito e aos túmulos funerários que funcionaram como abrigos, grande parte do material frágil a base de argila e barro foi conservado. Por isso que conhecemos, em detalhes, o que foi a civilização egípcia.

Galeria das Esfinges. Wally no Flickr

Galeria das Esfinges. Wally no Flickr

Saí do Louvre com a noção da grandiosidade e importância dessa cultura representada pelas pirâmides e pelas grandes esfinges e encantada com os detalhes desta civilização peculiar.

Informações práticas

Para saber mais sobre a visita guiada ao departamento egípcio do Louvre e fazer sua reserva, escreva para a Zildinha no email visiteparisape@gmail.com

Clique aqui e veja as propostas de visitas guiadas aos museus e à Versailles da guia Zildinha Figueiredo.

Clique aqui para comprar seu ingresso com acesso prioritário para o Museu do Louvre.


A Travel Wifi aluga dispositivos portáteis que fornecem conexão wifi e também vende chips para celular que funcionam na França e Europa.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.