Acabei de voltar de uma viagem de 8 dias no Périgord, uma das mais bonitas regiões da França. Com a preocupação de passar informações precisas, publicaremos vários artigos organizados da seguinte forma:

1 . artigo sobre as características da região;

2 . artigos com meu roteiro de oito dias e as informações sobre as cidades e monumentos visitados;

3 . artigo com roteiros mais curtos, consciente que nem todos dispõem de vários dias para conhecer a região.

Publicarei os artigos em datas diferentes mas todos eles terão, no final, links para as diversas matérias.

1 . Características do Périgord

Habitações trogloditas

Habitações trogloditas

a – O Périgord, há 400 000 anos, foi um dos principais refúgios para os homens originários do leste e que fugiam a era glacial. Aqui encontramos uma infinidade de abrigos sob rochas e grutas que nos relatam a nossa história, da nossa evolução. As grutas e vestígios préhistóricos da Dordogne (o nome do Departamento) fazem parte do Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco. Aqui se encontra, por exemplo, a Gruta Lascaux declarada a Capela Sixtine da Prehistória. E aqui você pode visitar Roque-St-Christophe, o maior conjunto troglotida da Europa. O Périgord possui a maior coleção de vestígios da prehistória européia.

Os castelos do Périgord

Castelo de Beynac

b – O Périgord é também conhecida como sendo a região dos mil e um castelos. Dizem que é impossível contá-los. Eles foram construídos entre a Idade Média e o Renascimento. Andando pelas estradinhas do Périgord, verá um desfile de castelos. Todos bonitos.

O impressionante santuário de Rocamadour

O impressionante santuário de Rocamadour

c – O Périgord e a Dordogne fazem parte da história da cristandade. Visitar a cidade de Rocamadour e percorrer sua via sacra é repetir o gesto que os pelegrinos fazem desde o século XI. É seguir uma das etapas do Chemin de Saint Jacques de Compostela. Rocamadour é impressionante.

Perigord e sua gastronomia

Perigord e sua gastronomia

d – O Périgord é famoso pela sua gastronomia. Aqui estamos no país do foie gras e do magret de pato confit; na região das nozes utilizadas em diversas receitas: bolos, doces, nozes caramelizadas e pâtisseries diversas; na região dos deliciosos vinhos de Bergerac; dos queijos chamados cabécou e rocamadour; no país das trufas, o ouro negro, que você encontrará em vários cardápios dos restaurantes locais.

Jardin de

Jardin de Marqueyssac

e – O Périgord é mundialmente conhecida pelos seus jardins. Aqueles que gostam de flores e jardins extraordinários não podem perder o Jardin de Eyrignac ou o Jardin de Marqueyssac.

Gouffre du Padirac. A primeira descida é em elevador

Gouffre du Padirac. A primeira descida é em elevador. Em seguida a pé e de barco

f – O Périgord é a região das grutas e dos gouffres (cavidades profundas e abruptas), estamos falando de um mundo subterrâneo mágico com formações calcárias extraordinárias e a mais famosa de todas é o Gouffre du Padirac.

Pequenas cidades do Périgord

La Roque Gageac

g – As pequenas cidades da região são lindas e dez cidades do Périgord fazem parte da lista das “Cidades mais bonitas da França”. Entre elas Beynac-et-Cazenac, Domme, Roque-Gageac. A cidade mais importante do Périgord Noir é Sarlat la Canéda.

Informações práticas:

Infelizmente o trem TGV não chega direto na região. Para quem está em Paris, a melhor solução é pegar o TGV Paris/Bordeaux, mais ou menos 3 horas de viagem. Em seguida alugar um carro e começar o roteiro do Périgord. Aqueles que não conhecem ainda esta cidade, durmam pelo menos uma noite. Bordeaux é linda e em algumas horas poderá conhecer o centro da cidade. Compre sua passagem antecipadamente – clique aqui – para garantir os melhores preços.

Também é possível ir de avião e ônibus até Bordeaux, a viagem de avião dura 1 hora e custa cerca de 45 euros. Veja aqui as melhores ofertas da Air France. A viagem de ônibus  é a opção mais barata, mas também é a mais longa. A viagem até Bordeaux tem cerca de 8 horas de duração. Preços a partir de 19 euros por pessoa. Consulte valores e faça a compra da passagem pelo site da empresa de ônibus OuiBus.

A melhor maneira de conhecer a região é de carro. Durante oito dias circulei com GPS e nunca me perdi. Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França aqui.

Visitar a região na primavera e no outono é o ideal. As temperaturas são amenas e encontramos menos turistas. Em maio, pode chover. Eu estive em maio e em oito dias peguei dois com chuva, nada que impedisse os passeios. No verão o número de turistas atrapalha o prazer da descoberta. Os lugares ficam entupidos e as pequenas estradas congestionadas. No inverno, muitos restaurantes e hotéis fecham suas portas. Por isso, atenção. Mas a temperatura é amena e raramente abaixo de zero.

Leia em seguida o segundo artigo sobre o Périgord onde relato os dois primeiros dias do meu circuito (clique aqui).


MinhaViagemParis1Acesse o site Minha Viagem Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.

 

 


A Travel Wifi aluga dispositivos portáteis que fornecem conexão wifi e também vende chips para celular que funcionam na França e Europa.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.