Nos anos 1980, quando aqui cheguei, pensei que fosse aprender rapidinho. Afinal, nós brasileiras, temos o rítmo no sangue.

Até hoje, em qualquer festa, fico grudada na cadeira só olhando.

Descobri que esta facilidade é resultado de muito esforço e de longo aprendizado. Começam cedo, na infância ainda. Na adolescência aprendem todos os passos com professores contratados. Ou então entram para cursos de dança.

Sério, eu nunca encontrei na França alguém que não soubesse dançar o rock. Eles adoram e dançam muito bem. Dizem que dançar rock é requisito essencial para trabalhar em certas áreas como diplomacia, mercado financeio, comércio internacional.

Quem sabe? Com os vídeos tutoriais do you tube talvez eu ainda consiga.